-->



ryokan

Hoje vou falar de hotel tipicamente japonês, se chama ryokán. É tudo super diferente.

Vocês já tiveram a oportunidade de conhecer?

Na primeira vez que fui, estava em turma, eram todos estrangeiros e precisamos de uma aulinha.

1. Logo na entrada é preciso tirar os sapatos e colocar chinelinhos.

2. O quarto é de tatami e vc dorme no chão.

3. Tem chá verde na mesa.

4. O banho é coletivo num grande ofurô. Não se assuste, homens e mulheres entram separados.

5. Eles oferecem um kimono de algodão chamado yukata para vc dormir.

Os estrangeiros que por ventura sejam gordos e grandes reclamam porque o tamanho do yukata é único.

6. A família toda vai dormir junta no chão.





Este é o futon. Uma delícia dormir no tatami.



O café da manhã assusta um pouco no começo. Tem Arroz branco, misso-shiru (sopa de missô), peixe grelhado, nabo ralado, ovo frito doce, conserva de legumes, chá verde. É bem reforçado.

Este é um móvel em extinção. Se chama kotatsu. Tem um aquecedor embaixo tampo da mesa. É coberto com futon. Vc coloca as pernas ali dentro, se senta no chão e fica ali, é bem quentinho. Gatos e cachorros adoram.

Fujino (Fudinô)

Agora todas as crianças do Japão estão de férias de primavera.

Então fomos para as montanhas de Fujino, ao norte da província de Kanagawa. Fora do Japão todos já ouviram falar do Japão urbano como Tokyo, Oossaka. Mas no país todo há muitas montanhas e florestas.



Muita gente gosta de subir montanhas no Japão.


Há muitas trilhas que levam ao alto de montanhas.





Trilha na floresta.

Não tirei foto, mas tinha muita gente subindo a montanha, caminhando.

O que eu não conhecia é uma outra modalidade que é subir e descer a montanha correndo. Até a roupa que o pessoal usa é diferente dos que caminham.



No caminho já haviam muitos sakurás.



Nada como um udon no alto da montanha.






Flor do campo. É bem pequena, tem cerca de 1 cm.




Inglês?




Tirei essa foto no interior de São Paulo na última vez que voltei ao Brasil, em 2007.
Há uma estrada que vai subindo a serra para quem vai para Brotas. Paramos para admirar a paisagem lá embaixo da montanha. Reparei que do lado esquerdo havia uma casa, essa casa da foto. Em volta da casa não há cidade, nem vila nem outras casas. Imagino que o local fique um breu à noite.



Não é só no Japão que vemos inglês engraçado.
Ali está escrito: KISSI ME DRINK'S NIGHT.
O incrível é que dá para entender que as pessoas podem tomar um drink, e pode rolar um kissi me à noite. Eficiente e comunicativo.
Fico pensando se ali à noite vêm moços e moças para dançar, beber, se divertir.


Anos atrás, vi um nome de restaurante bem absurdo em Chiba, aqui no Japão: "Fried Cook ". Daí fica a dúvida: if they fried the cook, who's gonna cook?


Lá na Tailândia quando fui no ano passado, vi em Pattaya um restaurante ou bar que se chama Drink's Night. Como se pode ver, fora dos países de língua inglesa, o pessoal gosta de um Drink's Night.


E vocês já viram alguma placa engraçada em inglês? Ou português?
Em Salvador vi uma que era o máximo: coco, a fruta escrita assim:
CÔCÔ. Vc não leu errado, tinha dois acentos circunflexos. Era uma barraquinha que vendia coco verde. Quem escreveu deve ter ficado numa dúvida imensa, não quis errar e colocou dois chapeuzinhos!!
Conseguiu errar duplamente. Mas fica aqui a minha admiração por tentar acertar.




Sakura e bolo




Essas fotos meu filho tirou no Sankei-en, um parque perto de casa. Essas flores são minúsculas, tem menos de 1cm.





A árvore de sakurá já está cheinha de flores. Este é do tipo que abre mais cedo.





Fico admirada como os ramos ficam cheinhos de flores, ficam tão apertadinhas! Eles plantam as árvores próximas uma das outras, então os parques viram um mar de flores cor-de-rosa.

Bolo

Já comentei em outras postagens, mas nessa época lançam muitos produtos cor-de-rosa por causa das flores de cerejeira.

Fiquei encantada com esse doce. Eles vendem uma fatia de bolo, a embalagem tem desenhos de flores. Comprei no Lawson, uma loja de conveniência, portanto é um doce baratinho, mas tão caprichado!

Quando abri, me surpreendi com o aroma: de morango e conhaque.



Museu Edo Tokyo

Fomos ontem ao Museu Edo Tokyo.

Fica na Estação de Ryogoku (linha Chuo).

Edo (êdô) é o antigo nome de Tóquio.
Nesse museu tem maquetes de como era a cidade nos idos de 1600 até o século 20.





Esta é a maquete de uma loja de tecidos.







Esse é um kimono de seda todo bordado. Muito lindo.





Na saída havia essa instalação. Ela está cheia de objetos que dão sorte, lembram festividades e brincadeiras: o tai (pargo) vermelho, o gato, máscaras, koi-nobori (carpas), flores, pipa e muitos outros. O que mais você consegue identificar?



Escola, livro


Alguém achou estranho, diferente que a formatura seja nessa época, então vou comentar.

No Japão, o ano letivo termina em março e o novo começa em abril. Então, todas as formaturas: de primário, ginásio, colegial, faculdade acontecem no final de março. (Os alunos tem férias de primavera do fim de março até começo de abril, o que seria mais ou menos de 25 de março a 5 de abril. Mas a data varia de escola para escola.)




Hoje vou falar de livros, ou melhor de um livro em especial, que eu gosto muito, que é o Harry Potter. Este da foto, acho que é o sexto livro. Alguém mais aí gosta também? Li todos, mas estou com peninha de ler este e o último, porque aí, acaba a série.
Harry Potter é sempre um pouco mais velho que o meu filho até agora.

Às vezes dava a impressão que ambos sentiam coisas parecidas. É claro que as fantasias não acontecem na vida real, mas há uma parte do Harry Potter que parece muito real. Acho que no que diz respeito aos sentimentos dele.

Um dos pontos fortes do livro é que Harry parece mais conhecido nosso que muitos conhecidos de verdade. Através do livro ficamos sabendo das suas dúvidas, angústias e alegrias. Existem pessoas (crianças e adolescentes, acho) que comemoram o aniversário do Harry Potter, se reúnem, fazem festinha e tudo. Eu não chego a esse ponto. Não lembro exatamente o dia, mas o aniversário dele é em julho, como o meu.


Não sei se alguém mais sente o mesmo, mas dá a impressão que a autora escreveu o livro somente para mim. Que ela está contando quase um segredo para uma pessoa só. Quando leio outros livros, por melhor que ele sejam, dá a impressão que foi escrito para um grande público.

Se vc ainda não leu, recomendo. Você terá anos de diversão. Ou talvez lerá 800 páginas em um dia como muita gente. Eu demoro bem mais.


Balinhas

Isso não é nada, não. Só para adoçar um pouco a vida. Acima são balas da Mongólia. Eu nunca tinha visto, é só para mostrar para você.


Essas são balinhas tradicionais japonesas. Não são bonitinhas?


Supermercado

Uma vez me pediram para mostrar fotos de supermercado no Japão.


Pedido atendido. Este é o Queen's Isetan na Estação de Yokohama.




Aqui acima temos cafés.




Acima uma vista geral.





Esta parte é de açúcar e molhos para salada. É minha gente, fica tudo juntinho porque há pouco espaço e a concorrência é grande. Se o produto não vende bem, é logo substituído por outro.



Então, o que acharam? Bonito? Interessante? Igual ou parecido ao do Brasil?


Aliás, se quiserem que eu faça postagem sobre algum assunto do Japão, por favor me escrevam. Aí eu posso procurar, fotografar e colocar no blog. Fiz essa postagem porque queriam ver supermercado do Japão.


Assim é bom porque me dá idéia do que vocês querem ver também.






Primavera no Japão

Esse sakurá de cor mais escura são os primeiros a dar flores na primavera. Já tinham alguns abrindo no Taki no Kooen (parque da cachoeira) que fica aqui perto de casa. Fui de bicicleta e tirei essas fotos hoje.




Antes do sakurá floresce essa árvore de flores brancas. Não sei o nome dela. Meus leitores japoneses que sabem ler português devem saber. Alguém sabe o nome dela?





Adivinhem o que é isso.


Mostrei essa foto, meu filho achou que era goiabada.
A resposta é: extrato de tomate Elefante.

Já aconteceu para você de sobrar massa e ela ficar na geladeira?


Para meu uso, a lata é grande e sempre sobrava muito. Um dia resolvi congelar. Mas o problema era congelar em porções pequenas. Um dia tive a idéia de colocar nessa forma de fazer gelo que comprei na loja de 100 ienes. Depois de congelado desenformei. Coloquei de volta no freezer e agora posso usar conforme preciso. É bom porque cada cubo equivale a mais ou menos 1 colher de sopa ou duas. Se alguém quiser usar a idéia me conte depois se deu certo.

geleias e gatos

ジャムをつくりました。
Home made jams.

Vocês já fizeram geleia ?(geleia perdeu o acento?)?

Teve uma época que chegavam muitas maçãs naquela caixa de vegetais orgânicos que eu postei outro dia. Eu já tinha feito de tudo com maçãs: saladas, tortas, compotas. Mas estava evitando fazer geleias porque achava muito difícil, complicado e trabalhoso. (Ouvi dizer que temos que ficar mexendo o tacho durante mais de uma hora! Minha preguiça me impedia) Esgotadas todas as possibilidades de receitas com maçãs, peguei uma receita de geleia de maçã na internet. Peguei a que parecia mais fácil.




Esta é a geleia de maçã. A cor é da própria casca, acreditam?



Depois gostei e não parei mais de fazer geleias. Esta acima acho que era de kin-kan (sabem? aquela laranjinha bem pequena?)




Esta é de morango. Usei 20 morangos pequenos, mais açúcar e só deu isso! Praticamente 2 colheres de sopa só. Agora sei porque as geleias de morango são tão caras. Se for barato pode estar certo de que misturaram outras coisas.

O trabalho que dá depende da fruta. Umas demoram mais que as outras para cozinhar. O único problema das geleias caseiras é que são tão melhores (mais gostosas) que as compradas, que nunca mais as comprei.

Mas nem tudo são flores. Minha empolgação foi tanta que pensei em fazer geleia de legumes e verduras. Fiz uma geleia de daikon (nabo) que ficou horrorosa! Essa nunca mais!

E vc , já fez geleias?


Doce de combini


Nos combini da vida (lojas de conveniência) sempre tem algum doce barato e interessante. Este se chama fuwari castaad0 (algo como creme de baunilha fofo). Coloquei pela embalagem. Vendem avulso.

Embaixo tiyo-gámi dourado com estampa tradicional japonesa de água ou ondas. Gosto bastante dessa estampa. Se chama mizu-mon ou mizu mon-yo-u.


Gatos do bairro de Hon-moku

Desculpem as pessoas que tem alergia só de ver gatos em foto, mas eu adoro gatos. Este é habitante do parque Sankei-en. Eu acho que é habitante, porque pode ser apenas um visitante. No Brasil eu conseguia identificar imediatamente se um gato tem dono ou é de rua. Aqui, acho difícil saber.Você que mora ou já morou no Japão já reparou nisso?


Outra coisa que reparei é que muitos tem rabo torto. Repare bem no rabo desse gato branco. Quando cheguei por aqui, achava de verdade que algum homem mau tinha entortado o rabo do gato quando eles ainda eram pequenos. Não sei de onde veio essa fantasia doida. Mas com o tempo vi que não era nada disso. Muitos tem o rabo torto ou curto. (alguns tem o rabo torto E curto!)

Obrigada por lerem o meu, o nosso blog, e have a nice week!


Cerejeiras e outros


Já tem sákurá no Sakura Miti. É uma rua aqui perto de casa que tem esse nome porque é uma alameda dos sakuras (flores de cerejeira). Esta árvore com flores de cor mais escura é a primeira que dá flores nesta alameda. Quando ela dá flores, depois de uma semana todas as outras começam a florir.




Estou pensando em fazer um pic-nic no Santyô Park, aquele em cima da colina atrás de Honmoku Wada. Não sei o dia porque vai depender do tempo e do dia das árvores de sakurá estarem carregadas de flores. Acho que vai ficar para a semana depois do dia 29 porque hoje elas ainda nem começaram a abrir. Todas que moram perto e puderem vir estão convidadas. Pena que as pessoas que morem longe não possam vir, mas prometo tirar muitas fotos. Dizem que é bom fazer ranami (ver flores) especialmente o sakurá porque purifica a mente e o espírito e desestressa. Então vamos lá!

Pelo menos posso garantir que é muito gostoso. Quando o dia estiver propício telefono para vocês.




Pasta







Hoje fiz este farfalle (macarrão gravatinha) com verduras. É receita de uma amiga. O dela vai bacon e aspargos. O meu ficou bem diferente, acho que só aproveitei o modo de preparo: coloquei rorenssô (espinafre que tem na feira no Brasil), tomate, creme de leite, atum em lata, cebola, alho. Ficou leve e interessante. Tão leve que o meu filho logo ficou com fome...



Las hormigas





Este é para quem gosta de embalagens e de conhecer produtos japoneses.


É veneno de formigas. Um dia elas começaram a invadir meu quarto de tatami e comprei este no Home Center. Funcionou, embora eu tenha ficado morrendo de culpa. Tadinhas das formiguinhas...


Mandei para uma amiga que mora na Tailândia e que estava com o mesmo problema. Funcionou, mas elas voltaram. Então ela pediu para mandar mais. Esta caixinha está a caminho de Bancoc.

Japanese ant poison. I swear, it works quickly.

catálogo de presentes

Hoje quero mostrar um catálogo de presentes. Compramos um celular para o meu filho. É o primeiro dele. A loja onde compramos ofereceu esse catálogo de presente. São centenas de opções. Coloquei algumas delas aqui. Mas não são todas as lojas que dão. Essa loja vai dar também, coupons de presente no valor de 5 mil yens. Eu particularmente preferiria um desconto...


Este é o livro, ou melhor, catálogo. São 200 páginas com várias opções em cada página, com fotos muito bonitas.
Esses catálogos são dados também como okaeshi (lembram? o retorno do presente?) de casamento, enterro, assinatura de jornal, etc...





Aqui tem chás japoneses.




Achei até Café Pelé!

E vários vinhos também.




Gostei dos pratos.



Tem nori (algas) também.




Tem utensílios domésticos e copos de cristal para todos os gostos.

Não deu para colocar tudo, mas tem ainda bolsas, móveis, relógios, brinquedos, linguiças, presunto, etc...


Como já disse lá em cima, preferiria ter um desconto, porque imagino que estamos pagando por estes presentes também. Porém, esta é uma maneira de movimentar a economia, porque se eles não dessem nada, essa empresa de catálogos não venderia seus produtos. Não vendendo os produtos, todos esses fabricantes não teriam lucro também. Não sei se tudo isso é planejado, mas acho que aqui existe essa coisa de uma empresa ajudar as outras. Além disso, é uma forma da loja de celular demonstrar seu agradecimento aos clientes.


Com tantas, opções confesso que estou em dúvida qual escolher. Vou decidir entre algo que preciso ou algo que quero (mas não preciso tanto).

Se fosse você, qual escolheria?





Formatura

Ontem foi a formatura do meu filho. Aqui o primário termina na sexta série. As escolas daqui tem uma grande quadra coberta que possui palco também e a cerimônia foi realizada ali.


Os alunos foram com roupa formal e o diretor da escola entregou o diploma para cada um dos alunos. Foi uma cerimônia longa, com muitos discursos, com música para fazer a gente chorar. As pessoas choram muito nestas cerimônias que se chamam shiki.



De noite houve jantar no Yokohama Garden Hotel para alunos, professores e pais. Só tirei foto da entrada e da sobremesa. Estava com fome, esqueci de fotografar os outros pratos. Acreditam?

Me contaram que na festa do ano passado rolou um barraco, mas este ano felizmente, tudo terminou bem. Foi um alívio poder terminar o curso com um sorriso no rosto. Em seis anos muita coisa acontece.


Uma coisa que me surpreendeu no Japão, é que eles tem muitas cerimônias ou shikis. Existe shiki de começo de aulas, fim das aulas, formatura, inauguração, etc... Até casamento e enterro levam o nome shiki no final. Acho que é um país que gosta de formalidades. Eles se sentem bem assim e ninguém pensa em abolir os shikis que geralmente são chics também. Por trás disso há toda uma indústria que organiza e lucra com os shikis.





verduras orgânicas

Hoje gostaria de falar de vegetais orgânicos. Há uma empresa que vende coisas orgânicas e entrega em casa uma vez por semana. Vem em caixas de papelão como esta acima. Eles entregam frutas e verduras da época. Estas são verduras de dezembro.

Estas são de janeiro. A banana é orgânica importada das Filipinas.



Esta é de fevereiro. Vem um pouquinho de vários tipos. Posso dizer que as verduras orgânicas do Japão são de ótima qualidade. Tem um sabor totalmente diferente das verduras compradas em supermercado. São muito melhores. Até crianças comem mais.



A caixa de morango vem com morangos pequenos e grandes. Este morango era bem grande, fotografei em cima da minha mão.





Estas são de março.

Comecei a comprar essas verduras não por serem orgânicas, mas por eles entregarem em casa. Como resultado, acabei gostando muito e me interessando por coisas orgânicas. Gostaria de ir mostrando aos poucos conforme elas chegam. E vocês gostam de verduras?





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

  © Layout Elisa no Blog por Fabiano Mayrink Blog designer.