-->



Exercícios

Não imaginei que receberia comentários tão carinhosos para a minha, a nossa humilde hortinha. Nem sei se chega a ser horta. Acho que é um vaso com verduras. Hoje achei um pimentão nascendo e crescendo. Dá uma alegria danada.

Hoje choveu o dia todo e a temperatura está mais ou menos 25 graus.

Ontem eu estava lendo um outro blog e o assunto era hidroginástica.
Eu fiz um pouco de hidroginástica mas não gostei muito. Se vc também não gosta muito, talvez seja o caso de tentar alguma outra atividade física. Porque tem umas que a gente gosta e outras que a gente não gosta.
Algumas combinam conosco, outras não. Eu já tentei várias.

Em épocas diferentes eu joguei tênis, aprendi a nadar e fiz aeróbica. Esses 3 fiz por muitos anos.

Por tempo mais curto fiz dança, musculação, tai chi chuan, etc...

Voltei a correr pouco tempo atrás.

Gosto muito de fazer exercícios físicos. Fiz alguma atividade a minha vida toda. Mas não pensem que sou uma super-mulher. Nada disso. Tenho minhas épocas de preguiça. Mas sempre volto a fazer alguma coisa. Tudo depende do que está disponível por perto.

Minha mãe sempre nos incentivou a fazer esportes. Porque o médico recomendou a ela.

E vocês, gostam praticar qual atividade física e por quê?

Desculpem, não achei nenhuma foto que combinasse com o tema de hoje.

plantinhas

Agora é começo de verão e já está bem quente por aqui. Hoje a temperatura foi de 27 graus. Já dá para ficar de short e regatinha. Ou melhor, só dá para ficar com roupas assim. Hoje o dia foi ensolarado, mas tem chovido bastante.



Acordei às 3 da manhã para ver o jogo.




Hoje vou falar de plantas.


Na escola primária do meu filho, plantavam alguma coisa diferente todos os anos no verão. Não me lembro de todos os anos, mas me lembro destes:


Segundo ano: tomate

Quarto ano: gôoya

Quinto ano: arroz japonês no balde

Este ano ele não precisa mais plantar nada na escola, mas acho que se habituou e pediu para comprar vaso e mudas.


Começamos nossa vida de pequenos agricultores. Aqui acima mudas de beringela, pimentão, abobrinha, salsinha e tomate.


conhecem esta flor? É flor de abobrinha.



Esta acima é de flor de beringela.

Conforme forem crescendo vou postando mais fotos.
Obrigada por acompanharem um assunto desses. rsrs.
E vocês, plantam flores ou verduras?

Boa semana para todos e vamos comemorar a vitória do Brasil!!


Dia da Educação Física

Hoje foi o dia dos esportes ou dia da educação física da escola do meu filho. Como podem ver o dia estava nublado. Esse evento acontece uma vez por ano. Os alunos participam de corridas e jogos. Os pais e parentes podem ir assistir.
Olhem o tamanho da quadra de esportes. O Japão é um país com pouca terra habitável, mas eles capricham no tamanho das quadras esportivas.
Em quase todas as escolas elas são enormes assim. E ainda têm o ginásio esportivo coberto.
Aqui são cerca de 400 alunos do primeiro, segundo e terceiro ano do curso ginasial.


Acima as barracas para convidados e organizadores do evento. Aqui no Japão inventam muitos eventos aos sábados e domingos. Meu filho me pergunta se no Brasil tb é assim. Que eu me lembre, quando eu estudei, a gente não costumava ter eventos assim no sábado ou domingo. Será que varia de região para região? Agora está diferente?

Começou a chover muito lá pelo meio-dia e o evento foi cancelado na parte da tarde.

Hoje tb vou acordar às 3 da manhã para ver o Brasil jogar.

Brigadeiro de Morango



Receita de brigadeiro rosa ou brigadeiro de morango

Ingredientes:

-1 lata de leite condensado

-meio pacote de gelatina sabor morango de qualquer marca

-1 colher de sopa de manteiga


Modo de Preparo:

-Colocar o leite condensado em uma panela

-Acrescentar a manteiga

-Acrescentar a gelatina de morango

-Em fogo baixo, mexer sem parar

-Está pronto quando desgrudar do fundo da panela

-Deixar esfriar

-Fazer bolinhas

-Passar em açúcar cristal ou açúcar comum

-Colocar em forminhas


Obs:

Em uma receita diziam para colocar a gelatina antes, noutra receita diziam para colocar a gelatina quando o doce estiver pronto. Na primeira vez resolvi colocar a gelatina durante. Na segunda vez coloquei antes e deu certo.

Uma receita dizia 1 pacote de gelatina para uma lata de leite condensado.

Fui colocando mas achei que ficou escuro demais. Você pode diminuir, dependendo da cor de docinho que vc quiser. Algumas receitas diziam 2 latas de leite condensado para 1 pacote de gelatina.


No site Tudo Gostoso e Mais Você, vc achará este doce como Bicho de Pé.

Acho o nome feinho, por isso rebatizei com autorização da Aninha Leme.


Este doce é tão gostosos que só sobraram esses para posarem para a foto.


Bom fim-de-semana para vocês.


Dog


Em primeiro lugar, muito obrigada pelos parabéns ao meu filho. Li todos os comentários e ele ficou muito contente. Vi a carinha dele e ele estava sorrindo de alegria. Nós moramos longe de todos os parentes e suas palavras de carinho foram e são muito importantes. Obrigada mesmo.

Acordei às 3 da manhã para ver o jogo. Pelo menos valeu à pena, o Brasil ganhou.

Mudando totalmente de assunto hoje, vou falar desse cachorrinho. Ele se chama Youki e é um Yorkshire.

A dona é uma amiga inglesa que foi embora para a Inglaterra. Ficamos de passear com ele todas as tardes durante um tempo. Ou melhor, ela pediu para o meu filho walk the dog, ou melhor, passear com ele.
O engraçado é que apesar de ter nascido no Japão, ele só fala inglês. Ou melhor, cachorros não falam. O Youki só entende inglês.
Nessa foto acima falamos: -Sit! (senta) e ele se sentou, não é uma graça?
Além disso ele entende walk (ande), run (corra), stop (pare), etc...

Nós não temos pets, então o meu filho está adorando.

Vocês gostam de cachorros ou tem cachorro?
Vou escrever um pouquinho em inglês para a minha amiga entender.
Yoki is doing fine and my son is having a lot of fun walking him. They went to the Shimin Park yesterday and today.


aniversário 2


Não sei se alguém viu e estranhou, mas esta postagem foi publicada e depois apagada. Agora voltou novamente. É que postei as fotos e fiquei de escrever o texto depois. Apertei o botão por engano e publiquei só as fotos. Levei o maior susto quando vi.



Hoje vou falar de aniversário. Ontem dia 24 de junho foi aniversário do meu filho. Ele completou 13 anos.



Fiz este bolo acima. Tirei a foto ontem à noite. Olhe a diferença com a foto abaixo tirada hoje com luz natural. Enfim, vou contar a historinha do bolo.

Sempre achei que pessoas que fazem bolos de aniversário são quase como fadas. Achava que era a coisa mais difícil do mundo.

Quando nasceu meu filho decidi que faria todos os bolos de aniversário dele. Não tinha o menor jeito mas fui pesquisando aos poucos.


Aqui acima uma fatia do bolo. É de chocolate, se chama nega maluca e a receita é da amiga Miriam. Obrigada por ensinar uma receita tão legal! O bolo é coberto com chantilly.


Os bolos que faço são simples, não consigo fazer nada muito complicado. Acho que meu cérebro vem com a tecla simplify, ou seja simplificar.


Há tempos queria fazer esse docinho. Tem um nome muito feio que não condiz com a sua gostosura. Então vou rebatizá-lo de brigadeiro rosa ou brigadeiro de morango. Será que tenho autoridade para ficar rebatizando docinhos?


Se alguém quiser a receita me diga. Vou postar outro dia. Porque como quase todas as minhas receitas, vou modificando a receita original portanto tenho que pensar para escrever.


Vamos torcer pelo Brasil. Vou acordar às 3 da manhã para ver o jogo.



lasanha 2

Lasanha é um prato que todo mundo sorri quando vê, não acham?

Fiz lasanha na segunda-feira e meu filho ajudou a refogar a carne com tomate cru. Depois ajudou a montar as camadas.

A receita está aqui

Porém mudei umas coisas. Fiz uma camada de carne moída (400g) e 2 tomates enormes (equivale a 5 tomates itaianos de feira do Brasil)picadinhos. Na receita o molho branco é de caixinha, mas eu fiz o meu. Acho que fica mais barato e mais gostoso.

Ontem falei sobre produtos de camping do Brasil que são muito bonitos, modernos e confortáveis. Recebi comentários interessantes. Querem deixar um saco de dormir desses do Japão no serviço. Acho que seria bom para tirar uma sonequinha. Conheço mais gente que embora não tenha escrito, fica até tarde no serviço. Talvez estejam querendo um saco de dormir tb.

Meu filho gostou tanto do saco de dormir que está brincando e tirando soneca nele aqui em casa mesmo. Em cima do tapete, no tatami. Ele é azul e tão macio...

Ponto de ônibus 2 / バス停 - bássu-têi

Recebi comentários sobre camping.
Os produtos de camping aqui do Japão são muito bons. Eu que nunca tinha acampado não conhecia nada. Os produtos tem o design bonito. As cadeiras, mesas, barracas e outros produtos são confortáveis. Dá a impressão que é mais confortável acampar do que ficar em casa.


Acima foto da caixa de saco de dormir. Macio, seco e confortável.


Mudando de assunto, aqui acima está um ponto de ônibus perto de casa. Ultimamente estão colocando propagandas.
Por aqui, acho que quem anda de ônibus compra Dior. E quem compra Dior anda de ônibus. Não são todos claro, mas o público alvo da Dior é este.
Aqui pega ônibus quem precisa, independentemente de classe social. Ou melhor, usamos bicicleta, ônibus, carro ou trem dependendo do lugar onde vamos. Usamos o que for mais prático.
Não se esqueçam de tomar muito líquido. Faz bem para a saúde.


Camping / キャンプ - kián-pu

Escrito assim fica engraçado, mas é assim que os japoneses falam camping: kián-pu.

Pois fomos acampar no sábado e domingo. Este camping fica na Província de Kanagawa no município de Tsukui, num vilarejo chamado Aone.

Vocês não vão acreditar, mas eu nunca tinha acampado na vida.
Verdade. Falta de vontade, falta de oportunidade, enfim...
Mas adorei. É muito legal.



Depois montamos as barracas ao lado dos carros. À noite fizemos churrasco. Comprei picanha em um açougue brasileiro. Os açougues japoneses tem outros tipos de corte de carne.

À tarde subimos uma montanha de onde tirei esta foto. O rio é largo mas raso.




Este rio era raso e transparente onde dá para brincar. O Japão está cheio de rios assim: rasos e limpos onde as crianças podem brincar.

E montanhas muito bonitas.

É um lado menos conhecido do Japão. Os turistas estrangeiros geralmente vão à Kyoto, Nara, Tokyo, Monte Fuji.
Montanhas e rios são muito menos conhecidos.

Meu filho adorou tudo. À noite fez uma fogueira e estava muito satisfeito.

Desejo uma ótima semana para todos.


Embalagens

Queridos leitores e leitoras,
Vou acampar no sábado e domingo, portanto retorno na segunda-feira.
Bom fim-de-semana para todos.



Hoje vou colocar algumas embalagens de produtos japoneses. Para quem gosta de embalagens. E também para quem gosta de conhecer comidas diferentes.

Este acima é tikuwá recheado com queijo.

Tikuwá é feito de pasta de peixe e um pouco tostado ou grelhado por fora.


Este é ránpên recheado com atum e cebola.

Ránpên é feito de peixe também.

Receita de pizza



Voltando a um assunto de dias atrás, o tako-yaki é apenas uma bolinha de farinha. Mas lá dentro tem muitos ingredientes. Diria que é praticamente uma pizza em formato de bola. Ambas tem massa de farinha de trigo. O tako-yaki leva vários ingredientes dentro. Sempre achava meio caro quando se vende. Mas para fazer também não sai barato e dá trabalho. Mas é muito gostoso. Não sei porque não é mais conhecida fora do Japão.



Certa vez conheci uma advogada nissei. Perguntei a ela o que ela mais sentia falta do Japão. Ela disse que era tako-yaki. Ela disse que procurou mas não achou no Brasil. Isso faz 10 anos, talvez alguém esteja fazendo hoje em dia.



Fiz essa pizza acima com molho de tomate, queijo, manjericão e orégano.


Massa de Pizza da Elisa


Esta é uma receita até com horário de começar o preparo: Recomendo por volta das 2 da tarde. Isso para dar tempo de preparar a massa e conseguir comer cedo.


(Tenho uma amiga que começou lá pelas 7 da noite e a pizza ficou pronta muito, muito tarde e todo mundo da família reclamou. Os filhos eram pequenos na época). Já comecei às 5, 4 mas fica muito corrido.

Ingredientes:
-500g de farinha de trigo

-20g de fermento para pão do Brasil ou 10g do fermento do Japão que é seco, em pó.

-1 colher de chá de açúcar

-meio copo americano de óleo (mais ou menos ou 100 ml)

-água

-1 pitada de sal

Modo de preparo:
-Misturar farinha, óleo, fermento e açúcar

-Ir acrescentando água até desgrudar da mão


Obs: colocar o sal depois, ouvi que ele atrapalha o crescimento da massa.

-Coloque em uma vasilha grande (pois a massa dobra de tamanho)

-Coloque um papel filme tipo Ziploc para não secar

-Deixe descansar


Daqui para frente desenvolvi um jeito meu. Faço pizza há anos. Já errei bastante...


Para mim dá certo assim: cada vez que a massa estufa, eu vou lá e dou uma socadinha para ela abaixar. Faço isso de 4 a 5 vezes. Antigamente eu ficava sovando, mas ultimamente não sovo mais. Só ajudo a abaixar a massa. Assim o gás mal-cheiroso vai saindo aos poucos.
-Acrescente o sal. Se gostar da massa mais salgada, coloque uma colher de chá. Mas se não gostar dela tão salgada, coloque só uma pitada.

Depende do clima, da umidade, do fermento.

Como gosto de massa bem fininha, coloco menos fermento do que as receitas recomendam.

Se vc gosta de massa grossa como da Pizzaria Speranza, coloque mais fermento.


Abrir a massa com rolo ou dentro de um plástico assim não suja nem a mão, nem a pia nem o rolo. Muito prático. Se alguém quiser mais detalhes me escreva.


-Colocar sobre uma forma.

-Colocar molho de tomate.

-Colocar o topping a gosto. Pode ser queijo, chocolate, o que vc quiser.

-Levar ao forno de 180 graus durante 15 minutos. Depende do seu forno.

Está pronto quando as bordas estiverem coradas.


Ufa, que receita comprida. É por isso que pizza demora para ficar pronta! O meu filho sempre me ajudou. É legal pegar todo mundo que estiver por perto (mãe, pai, filhos, marido) e ir dando as tarefas.


Eu faço bastante massa e depois congelo. Em formato de almofada, claro.






Doces japoneses /和菓子 - wágáshi


Hoje vou mostrar doces japoneses.
Comprei ontem no Takashimaya (loja de departamentos) de Yokohama.
Lá tem várias lojas de doces e comidas japonesas e ocidentais.
A loja que vende esses doces se chama Eitarou e foi fundada em 1857.





Alguns doces tradicionais japoneses trazem flores e temas da estação. Dá para ficar contente só de ficar olhando para esses doces.



Este acima se chama nadeshiko / 撫子


Este doce acima não é lindo? Se chama adi-sai que significa hortência. Agora é época de hortência portanto fazem doces que lembram essa flor. Este cubinhos são gelatina kanten cortadas bem pequenininhas.


Esta acima se chama bárá que significa rosa.




Este acima é um pouco difícil de entender. Se chama iwá-shimizu / 岩清水. Quer dizer água pura sobre as rochas. Acho que a água é representada pela faixa de gelatina transparente e as rochas pelo feijão doce.
Esses doces não são grandes, tem cerca de 4 cm.





Receita de Táko-yaki

Outro dia mostrei táko-yaki, que é um salgadinho muito famoso e popular no Japão. Ele pode ser feito com essa máquina abaixo.



Me pediram a receita. Mas fico preocupada porque o táko-yaki mesmo, só pode ser feito com essa chapa. Em barraquinhas de comida, e lojas de táko-yaki eles tem chapas especiais onde dá para fazer dezenas de uma vez.

Se não encontrar essa chapa especial, recomendo fazer com menos líquido e fritar em óleo quente. Assim você terá bolinhas.
Gostei da ideia. Da próxima vez tentarei fazer táko-yaki frito.

Então, aqui vai a receita.

Ingredientes: Para a massa: 200 g de farinha de trigo, 2 ovos, sal a gosto, 1 colher de chá de Hondashi (caldo japonês), 600 ml de água. Misturar tudo até ficar homogêneo.

Obs: a massa fica bem líquida. Se for fritar, recomendo diminuir bem a água.

Recheio: polvo cortado em pedaços de 1 cm, aonori (alga verde em pó, está na foto abaixo), beni-shôoga picadinho (gengibre em conserva), ten-kassu (está na foto abaixo) e cebolinha (negui) picadinha.

Topping: maionese, sôosu, aonori e katsuo-bushi

Modo de preparo:

-Passar óleo na chapa
-Colocar a massa nos buracos.
-Acrescentar 2 pedaços de polvo, um pouco de gengibre, cebolinha e ten-kassu.
-Quando cozinhar a massa e ela se soltar da chapa, virar rapidamente para formar bolinhas.


Servir quente com sôossu ( molho japonês) e maionese, aonori e katsuo-bushi em cima.



Este abaixo é o ten-kassu




Este abaixo é o aonori.

Charuto de repolho


Tenho recebido muito repolho na minha caixa de verduras e frutas orgânicas. Já fiz de tudo com repolho. Outro dia resolvi fazer charuto de repolho. Geralmente fazem com folhas de uva (ou melhor de videiras). Mas minha mãe sempre fez com repolho.

Modo de Preparo:

-misturar carne moída, arroz cru e tempero a gosto.

-em vez de cozinhar as folhas de repolho na água, eu resolvi simplificar e coloquei alguns minutos no micro-ondas, só até amolecer um pouco.

-enrolar a carne com arroz no repolho.

-Colocar dentro de uma panela com um pouco de água e sal.
-Colocar bem apertadinho para que não se abram durante o cozimento.

-Tampar a panela.

-Levar ao fogo médio durante 15 minutos aproximadamente.

-Apagar o fogo quando o arroz estiver cozido.
-Eu coloquei o caldo que sobrou do ague-dashi-tofu. Esse caldo leva água, shoyu, caldo Hondashi, açúcar e saquê próprio para cozinhar.

Eu esqueci a panela no fogo e queimou um pouco. Virou charuto queimado.


Esse prato não é japonês, mas ficou muito bom com caldo de shoyu. Como podem ver, o resto de ontem é usado hoje aqui em casa.

Espero que tenham uma boa semana e vamos torcer para o Brasil na Copa das Confederações! Eu vou ver o jogo.

Takoyaki / たこ焼き

Vocês conhecem esta comidinha? Se chama tako-yaki. É muito popular e conhecida no Japão. Ouvi que já vendem aos domingos na feira da Liberdade em São Paulo. Já viram?






Não gosto muito de comprar esses aparelhos de fazer comidas. Geralmente acabam encostados no armário e a gente nunca usa. Esse eu comprei porque estava baratinho e meu filho insistiu. Ele adora tako-yaki. Compramos esse tako-yaki-ki anos atrás e vira e mexe estamos usando.


Tako-yaki são bolinhas de farinha com polvo (tako), e outros ingredientes. São salgados. São bonitinhos, fazendo certo ficam redondinhos.


Filmes / 映画 - êigá



Voltando um pouco ao tema de adoção, ouvi há tempos atrás que uma senhora estrangeira, acho que americana que vivia em Yokohama queria adotar um bebê japonês. Ela sabia que existiam órfãos no país porque vivia do lado do orfanato que fica em Yamate-cho, bairro nobre de Yokohama. Ela tentou mas não conseguiu. O que ela ouviu na época foi que o governo japonês não permite adoção de bebês japoneses por estrangeiros para irem morar fora do Japão. Não sei se a situação mudou desde então. Na época ouvi que o governo japonês nem quer que se saiba da existência de órfãos por aqui.


Mas hoje vou falar de filmes. Mais especificamente folhetos de filmes.
Estou postando alguns.
Esses folhetos estão à disposição nos cinemas.
Este folheto acima é do filme Terminator 4. Eles fazem esses folhetos e distribuem para promoção e propaganda antes do filme começar.

Este folheto acima é do filme Gran Torino.

O legal desses folhetos é que vem com enredo resumido, elenco, e muitas outras informações.

Bom sábado para vocês.

Hortências 2

Como ontem não deu para colocar fotos de outro templo com as flores, estou postando hoje. Deste templo dá para ver flores e o mar. Um pedacinho do Oceano Pacífico.





Na foto acima dá para ver as escadarias do Templo Dyodyu-in que recebe muitos visitantes na época das hortências.




Neste templo as pessoas poder pedir o en-mussubi. Ou seja, pedir e rezar para conseguir namorado ou marido. Alguém aí está precisando?



Há vários tipos e cores de hortências.
Obrigada para a pessoa que nos guiou pela cidade de Kamakura.

Bom fim-de-semana para todos.

Beijos.


Hortência / あじさい - adi-sai



Hoje fui a Kamakura para ver templos e hortências. Choveu de manhã.Acima, escadarias do templo Meiguetsu-in que é famoso pelas hortências.
Aqui hortências na entrada do templo.

Acima o templo Meiguetsu-in, com a janela (ou porta) redonda que chamam de quadro natural.


Esses íris são diferentes de ontem. Estes são do mesmo templo acima.
Amanhã vou postar mais fotos de hortências em outro templo.


Ontem fiz ague-dashi-dôfu. Ou seja, tofu frito.
Modo de preparo:
-Colocar um peso sobre o tôfu para retirar o líquido.
-cortar em pedaços.
-passar maisena
-Ir virando para fritar todos os lados.
Fazer um caldo de rondashi, shoyu, água, açúcar e saquê. Quantidades a gosto. Em cima coloquei nabo (daikon) ralado.
Esse tôfu fica uma delícia. Crocante por fora e macio por dentro.


Orfanato / 孤児院 - kodi-in

Me perguntaram se conheço algum orfanato aqui no Japão.
Conheci o diretor de 4 orfanatos de Yokohama. Conheci naquela festa que aconteceu no consultório de pediatra, lembram? Acho que alguns de vocês leram.

Eles não chamam o local de orfanato. Nem todas as crianças que vivem ali são órfãs. Muitas delas estão lá porque as mães as deixaram por não terem condições de criá-las no momento. Teoricamente as mães voltariam para buscá-las logo que a situação melhore. Mas na realidade muitas ficam lá até completarem 18 anos, quando têm que deixar o local e seguir vida própria sozinhos.

Perguntei a ele se aceitava voluntários para brincar e interagir com as crianças. Pensei que poderia dar carinho e amor às crianças. Ele respondeu que não aceita. O motivo é que as pessoas podem ir por curiosidade e sumirem de repente. Isso causaria muita dor às crianças, caso elas se apegassem. Uma ressalva seria feita à pessoas que se comprometam a frequentar o orfanato por muito tempo. Não sei dizer ao certo como isso funciona.

O que eu conheço no Japão são esses orfanatos. Talvez em outras regiões funcionem de forma diferente.


Íris


Ontem recebi comentário dizendo que aqui no Japão tem tanque sim. Na verdade eu quis dizer que em casa e apto. típico dos japoneses não existe tanque. Faltou a explicação.

Acho que engordei um pouco, então fui caminhar hoje de manhã no Sankei-en, um parque que fica aqui perto de casa.



Agora é tempo de íris. Estavam uma beleza.
Do lado direito dá para ver algumas carpas na água.

Aqui mais de perto. Flores de várias cores.
Na semana passada teve noite do vagalume no Sankei-en. Fui lá com meu filho mas só conseguimos ver dois. Ficamos com os sapatos cheios de lama. O meu filho falou que o chão estava parecendo brigadeiro. Tem passeios que não dão certo, mas mesmo assim foi legal de outra maneira. A noite estava agradável e deu para ver íris.

Receita sem nome
Peguei no canal japonês NHK o finzinho de uma receita. Não sei como se faz, procurei na internet, mas a receita não aparece no mesmo dia. Fiz a olho. Na minha receita coloquei batatas cozidas, kabu cozido, molho branco em camadas. Na camada superior, tomates cortados em rodelas, brócolis, queijo e camarões pequenos. Sal a gosto. Esqueci o sal, não ficou bom. Tive que acrescentar depois.

Bom dia para vocês.
Beijos.

Curry / カレー  karêe


Obrigada pelos comentários para a salada Niçoise. Como sou esquecida! Esqueci de citar o molho. Essa salada fica bonita, por isso acho aconselhável levar à mesa sem misturar como fazemos com saladas de folhas.



Para fazer o molho:



-Colocar em um pyrex: óleo ou azeite, vinagre ou limão, sal e pimenta-do-reino (com hífen?) tudo a gosto.
-Misturar e colocar sobre a salada.


-----------------------------------------------------------------------------------
A massa da pizza não é segredo de família não, imaginem. A minha mãe me deu a receita mas acabei mudando um pouco as quantidades. Porque aqui faz muito frio e muito calor, por isso varia a quantidade de líquido.




Como ando fazendo 'a olho' ultimamente, tenho que pensar e passar as medidas certas. Aguardem mais um pouco. Vale à pena, a massa é fácil e muito gostosa. A minha pizza não garanto, mas a da minha mãe todos que comem dizem que é melhor que de pizzaria.

-------------------------------------------------------------------------------------


Aqui está começando o verão. Desde que comecei o blog vejo que as comidas que estou postando nem sempre combinam com o clima do Brasil.





Vou procurar colocar mais sopas e bebidas que combinam com o frio.
Mas tem gente que lê no Japão, então fico em dúvida se coloco comida de frio ou calor.




Curry de frango e leite de coco


A receita deste curry é simples, vai cebola, canela, cravo, pó de curry, garam massala ( mistura de temperos indianos para curry), frango, leite de coco. Eu sempre coloco algo diferente, nesta foi o molho de tomate que sobrou da pizza. Não queria desperdiçar o molho. Corri o risco de ficar esquisito. Mas o curry e o leite de coco são fortes o bastante para não perder do tomate.








Dizem que junho é estação das chuvas, mas pessoalmente acho que chove o ano inteiro no Japão. Não é aquele toró que cai em São Paulo no verão. A chuva daqui costuma ser calma. Se bem que na época dos tufões, sai de baixo porque vem tempestade mesmo. Mas no resto do ano a chuva é calma.


Ali acima é o Home's o home center que mostrei outro dia. Impressionante o número de guarda-chuvas (com hífen?) que vendem. Tem de várias cores e preços. Aqui o povo usa muito guarda-chuva.


Bom dia para vocês.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

  © Layout Elisa no Blog por Fabiano Mayrink Blog designer.