-->



Biscoitos


Falando do post de ontem. Além do que mostrei, como pão também no café da manhã. Gosto muito de pães.
O gergelim é usado em muitos pratos japoneses doces e salgados.
Kinako (farinha de soja) com leite e açúcar ou mel está se tornando comum no Japão ultimamente.

Aprendi mais alguns tipos de decoração e resolvi decorar biscoitos.
Os biscoitos são comprados.



O creme que usei se chama royal icing (ai-sin).
Depois de um tempo ele fica durinho.
Dura muito tempo.


Dá para fazer folhas e flores


Hoje é aniversário do Alexandre do blog Lost in Japan.
Parabéns. Espero que vc continue sempre assim,
trazendo assuntos interessantes e fotos belíssimas
sobre o Japão.


Iogurte de manhã



O café da manhã é uma refeição muito importante do dia, mas por vários motivos as pessoas deixam de comer direito de manhã.
Hoje quero mostrar o que eu e minha família comemos de manhã. Quero mostrar aqui porque é fácil e rápido. Demora menos de 5 minutos para ficar pronto. Se não der tempo de comer mais nada, pelo menos isso seria muito bom.



É iogurte
banana
granola
leite
gergelim triturado
mel
kinako (farinha de soja)
linhaça
Agora é só pegar os ingredientes e colocar no prato. Vc pode variar as frutas e nem precisa ser tudo isso. Pode ser uma coisa ou outra.




Gosto também de leite com gergelim triturado, kinako (farinha de soja), mel, achocolatado e adoçante. Tomo gelado e fica muito bom. Gergelim é bom para prisão de ventre.



É assim que faço o suri-gomá ou gergelim amassado ou triturado. Essa vasilha se chama suribati e podemos amassar o gergelim com esse bastão. Essa vasilha é tradicional e muito usada no Japão. Hoje em dia já vendem o suri-gomá pronto, mas não é a mesma coisa porque perde muito no sabor e aroma. Feito na hora fica muito melhor.

O tecido das fotos é de padronagem tradicional japonesa.

Gomá quer dizer gergelim em japonês.





Churrascaria em Yokohama




Há uma churrascaria brasileira em Yokohama chamada Travesso Grill. No começo estranhei o nome, mas já me acostumei. Fica em pleno bairro chinês, o China Town ou Chukagai. Acho a comida de lá muito boa. Segunda-feira tem desconto de 50% para mulheres.




Aqui além das carnes, eles servem abacaxi assado. É uma delícia. Ouvi dizer que foi criado na Churrascaria Barbacoa de Tokyo. A matriz fica em São Paulo, não sei se vcs. conhecem. Que eu me lembre foi a primeira em São Paulo que apresentou um buffet de saladas cheio de saladas bem preparadas, bem completo. Antes dele as saladas de churrascaria eram bem mixurucas. Foi a primeira também que trouxe um ambiente mais requintado para churrascarias. Voltando ao abacaxi, ouvi também que hoje ele existe em muitas churrascarias aí do Brasil, é verdade? Faz tempo que não vou ao Brasil ainda não pude conferir o fato.



Lá tem um buffet com muitos tipos de saladas e pratos frios.



Nessa foto tem feijoada, coxinha, onion rings, etc.



O moço servindo picanha. Me lembrei que no Brasil nunca vi moço nikkei servindo churrasco em churrascaria.
Lá tem espaço para 200 pessoas.


Champagne e Bay Town


Voltando ao assunto do post passado, o ailag, leite de cavalo ou égua que conheci na Mongólia. Não lembro direito o sabor. Tomei pouco porque me disseram que todos os estrangeiros que tomam pela primeira vez têm diarreia. Eu achei que tinha gosto de iogurte. Meu filho disse que era bebida alcoólica. Mas não é leite puro, é fermentado. . Meu filho tomou, gostou e não teve diarréia. Gostei dos comentários de vcs sobre leite.


Outro dia fui ao supermercado.
Lá tem uma parte só de bebidas. Eu estava na fila comprando um vinho. Na minha frente tinha um moço. Ele tinha comprado uma garrafa grande de champagne Moët & Chandon. Vinha numa caixa grande cor-de-rosa com letras azuis. Eu nem sabia que eles tinham caixa rosa. Era um rapaz jovem, bonito, cabelo um pouco comprido e jeito de membro do grupo Exile, um grupo famoso aqui do Japão. (a Kiyomi sabe do que se trata). Fiquei imaginando com quem ele vai comemorar. Será com a namorada? Com a família? Se for só com a namorada, essa é uma moça de sorte. O que vão comemorar? Um ano ou dois de namoro? Enfim, achei legal um moço comprar champagne assim.

Abriram lojas novas naquele prédio que ficou desocupado depois que fechou o UNIQLO, a academia Konami. Lá tem um supermercado no térreo, várias lojas. Entre elas a Daiso, loja de 100 yens. Que bom, estou contente porque às vezes tinha que ir longe para achar um Daiso. Claudia, que pena vc não estar mais em Honmoku, acho que vc ia gostar do Bay Town, esse é o nome de lá. Tem um andar quase inteiro de brinquedos para crianças pequenas.

11.Mongólia


Sobre o macarrão do post passado. Se fosse macarrão italiano gelado, nem eu comeria. Mas o somen japonês é outro tipo de massa com outro molho. Praticamente outro prato completamente diferente, por isso é que dá para a gente comer. Eu acho gostoso. Se me perguntarem qual, acho que gosto até mais de macarrão frio como somen, hiya-mugui, hiyashi chuka e zaru soba. Parece grego para vcs?

Hoje vou continuar contando sobre a viagem para a Mongólia.
Eu tinha parado ainda nas estepes no home stay no guêr (tenda ou casa simples) dos nômades.


Na foto acima o nosso banheiro. Um buraco cavado no chão e coberto com pano.

No dia da partida choveu um pouco. Nessa foto dá para ver a nuvem cinza ao longe caindo em forma de chuva. Nunca tinha visto chuva assim.

A senhora mongol nos presenteou com uma bebida de leite de cavalo, ou melhor de égua fermentada. Em japonês chama de banhushu. Em mongol ailag. Nos braços do senhor do lado direito, várias garrafinhas de ailag. Um dia ou dois depois, essa bebida estourou nas malas de todos. Nunca vi bebida tão explosiva.


Macarrão do Imperador

Eu achei que tinha foto melhor de somen, mas não encontrei.
Na outra foto meu somen tinha além do pepino, atum ,
tomates.

Somen (soo-mên) é um macarrão
japonês bem fininho que comemos no verão.
Esse da foto podem ver, tem uns gelinhos.
Retiramos dali com ohashi e mergulhamos
num caldo de shoyu. Caldo feito com água, shoyu,
dashi, açúcar e talvez um pouco de sake.
Tenho uma tia que come só com shoyu puro e limão.
Bom, mas um pouco forte.

Ganho todos os anos da minha amiga Noriko.
Esqueci o nome da marca, mas são
Ten-noo ke goyoo-tashi.

Essa expressão quer dizer:
usados ou consumidos pela família imperial.
Há uma série de produtos assim, aprovados
pela Casa Imperial e consumidos pela família imperial do Japão.

Esse somen é bom mesmo. Diferente dos vendidos em
supermercado. Meu filho comeu e comentou:
O Imperador come coisa muito gostosa!

Tudo o que é tennokegoyootashi acaba
tendo um status muito elevado.
Muitas vezes são coisas simples, mas de ótima qualidade.
Não são exclusivos da família imperial.
Qualquer plebeu como nós pode comprar.

Desabafando me perguntou como se fala bolo em japonês.
É cake, pronúncia local: keiki ou keeki.

Eu copiei uma parte de um post antigo e depois disso não consigo mais colocar
cores no meu texto. Alguém aí saberia resolver esse problema?
Se souber, agradeço.


Oktoberfest em Yokohama 2010



Obrigada pelos comentários no post passado.
Fiquei muito contente.
Vou responder aos poucos.

Está acontecendo agora o Oktoberfest de Yokohama.
Vai até o dia domingo, dia 17 de outubro.
É uma festa alemã,
mas acontece todos os anos em Yokohama.



Músicos vem da Alemanha para cantar e animar a festa. 

O saquê é conhecido como bebida japonesa,
mas tenho a impressão que os japoneses bebem
muito mais cerveja do que saquê.
Procurei na internet mas não encontrei.



Eles vendem chopp e cerveja nesses stands.

Essa cerveja estava muito boa.
Se chama Paulaner.

Prato com salsichas, costela assada,
salsichas e acho que essas bolinhas
eram tipo nhoque frito.



Aniversário de 2 anos do blog



Hoje este blog faz 2 anos.
Muita coisa saiu diferente do que imaginei no começo.

Esse bolo fiz no curso de decoração de bolos.
Guardei para postar hoje para ficar como bolo de comemoração.

Não esperava conhecer tanta gente legal através do blog.
Quero agradecer a todos vocês que acompanham este blog.
Obrigada aos que leem sempre, aos que leem de vez em quando.

Vejo que os autores dos outros blogs também estão em transformação.

Tem gente que se casou.
Tem gente esperando a cegonha ou que já teve filho.
Tem gente que até mudou de país.
Muita gente está viajando.
Algumas pessoas encontraram o amor.
Outras desistiram dos blogs.
Outros começaram blogs.
Mudaram de emprego.
Tem até gente que não mudou em nada.
( isso também é bom, prova de que a sua vida está estabilizada)


Mas o legal é que estamos todos aqui, nos encontrando na internet.
Que vi ontem alguém chamar de Santa internet.
Se não foi canonizada ainda, ao menos nos ajuda muito.


Mas tenho curiosidade de saber se há leitoresque eu não conheço,
nunca comentaram, mas leem sempre.
O que acham, o que pensam.

Gostei muito de conhecer todos vocês.
Obrigada e voltem sempre.



Decoração de cookies



No fim de semana passado houve comemoração de aniversário de 1 ano da escola
de decoração de bolos onde estou tendo aulas. A escola existe há mais tempo em Shibuya,
mas em Daikan-yama estão há 1 ano. Fui votar, depois fui a esse evento.

Teve aula de decoração de cookies, biscoitos.
Acima, o biscoito é preenchido com um creme chamado
royal icing (ai-sin)





O meu ficou assim.
Decorei com flores e bolinhas prateadas.
Eu não entendi bem, mas disseram que
é um biscoito de casamento.
Acho que esse cookie imita um bolo de casamento
de 3 andares ou camadas.



Este é outro exemplo de decoração.


As professoras fizeram demonstração de decoração de bolo.
Virei esse bolo mas não ficou bom, por isso vai assim mesmo.
Este bolo está decorado com flores e letras.



Eleições e coisas diferentes no Japão


Votei antes de vocês! (por causa do fuso horário)
Não que isso signifique muita coisa, mas é que
votei hoje de manhã no Consulado Brasileiro em Tóquio.
Estava muito cheio de gente.


Recebi até título eleitoral.
Olhem que simpático, está escrito Tóquio-JAPA

Boas eleições para vocês.
Espero que votem bem.

.........................................................................................................................................

Tem coisas no Japão que são diferentes do Brasil.
Faz tempo queria citar essas coisas, aqui vão algumas.
Algumas delas eu sabia, outras foram surpresa para mim.

-No Japão não existe banca de jornal. Não do mesmo jeitinho daí.

-Aqui os doces são menos doces.

-As padarias abrem tarde. E geralmente só vendem pão mesmo. Tem algumas que abrem cedo, mas não há o costume de ir comprar pão quentinho de manhã. A gente compra um dia antes e come pão de ontem, anteontem mesmo, rsrs

-Tem pizza na hora do almoço na pizzaria.

-Irmãos e irmãs mais novos não chamam os irmãos mais velhos pelo nome. Dizem onii-san (para homens) e onee-san (para mulheres). Há variações como onetian, onitian.

-O ano escolar começa em abril e termina em março.

-O mais comum é arroz branco cozido só com arroz e água. Não vai mais nenhum tempero. (embora existam o takikomi gohan, maze gohan que levam muitos ingredientes)

-Para que não haja confusão: japonês é japonês, chinês é chinês, coreano é coreano (desculpe a repetição). Cada um tem sua língua, cultura, história e tradições distintas. Embora muita gente ache que é tudo a mesma coisa. rsrs Para ser sincera quando estamos em Paris ou Nova York e vemos um oriental não dá para adivinhar só pela cara. Por este ponto de vista é correto achar que é tudo a mesma coisa mesmo.

Há muitas coisas mais, mas por hoje é só.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

  © Layout Elisa no Blog por Fabiano Mayrink Blog designer.