Pular para o conteúdo principal

Casa do norte e pimentas. Parque de São Carlos



Vc já foi à uma casa do norte? É uma loja de produtos alimentícios típicos do Nordeste. Não sei por que, mas apesar de se chamar do norte, tem apenas produtos do Nordeste. Uma amiga me levou a uma e comprei essas pimentinhas, muito ardidas mas deliciosas. Eu poderia tê-las comprado numa das viagens para a Tailândia ou Malásia.
食事の時この唐辛子を使いました。少したれていたので息子は指でふき取りました。
5分くらいたった頃 ‘鼻が痛い!!‘とわめき出しました。どうしたの
と聞いたら、‘指を鼻に入れたら痛くなったの‘と叫んでいました。水で洗ったら
もっと広がってもっと痛くなったそうです。ハハハ




Em setembro fomos para São Carlos no interior do Estado de São Paulo. Fomos conhecer o Parque Ecológico e o chão estava cheio dessas flores formando um tapete. Estava lindo. Seriam flores de ipê roxo? Meu filho tem alergia de pólen de cedro, o famoso sugui kafunshoo do Japão. E não é que em São Carlos tem cedro? Ele teve essa alergia lá.No Brasil há árvores lindas que dão flores como essa.

Comentários

✿ chica disse…
Que lindas flores essas,não?

Aqui temos muito! beijos,linda semana,chica
Inaie disse…
Minha mae plantou um IPE cada vez que nasceu uma neta.
E as arvores estao lindas e floridas hoje em dia.

:-)
Mar Ilha disse…
Elisa, Marcello adora fazer pimenta e qdo vou em Bhte no Mercado Central compro de vários tipos para ele fazer os molhos dele. São muito apreciados.Vc tem razão em dizer que no Brasil tem lindas árvores. Papai chegou a plantar um bosque de Ipes numa fazenda. Como são lindos, não é mesmo? Um abração e uma boa semana.
Noriko disse…
Oi, Elisa, tudo bem? O chão de flores é muito lindo! E seu filho não se preocupa mais com alergia de cedro. Que invejável!
Fabiano Mayrink disse…
Oi Elisa! pelo formato sao flores de Ype, lindas! aq em frente minha casa tem um rosa!

eu gosto de pimenta mais nem posso comer, azia brava...

bjs!
Dhiego Borges disse…
Elisa eu não tenho muita certeza mas realmente aprecem ser de ipe roxo, como elas são tipicas do cerrado é dificil ver em outro local , mas como é Brasil onde tudo que se planta dá, deve ser mesmo Ipê. Minha area de atuação é botanica mas sei pouco ainda. Eu acho lindo é quando flores de jambo caem, fica lindo .
Bom aparecer por aki, um grande abraço !!!!! =)
Mônica disse…
Elisa
Que alegria de ver voce escrevendo novamente!
Não deixe de fazer isto tá?
Eu acho que é ipê roxo.
Ainda não fui conhecer São Carlos. Afranio virá no feriado e acho que iremos em seguida.
Minha cunhada está de ferias premio por dois meses.
com amizade e carinho de Monica
Mônica disse…
Elisa
Engraçado parece que eu tinha comentado!
deve ter acontecido algo!
Elisa aqui em BH sempre vou com Marilia no mercado para levar pro Marcelo.
Afranio continua em São carlos mas a gente ainda não conhece a cidade.
Estamos pensando em ir qualquer dia.
com amizade e carinho de Monica
Mariana Cardoso disse…
Oi, Elisa.
Estou fazendo uma reportagem sobre o dia dos namorados na Ásia e gostaria de sua ajuda, como já viveu no Japão, falando sobre a comemoração da data no país.
Você pode me ajudar? Meu email é mariiicarsi@gmail.com
Dea disse…
OI Elisa, como vc está? beijos
Uma Feliz pascoa para você! Beijos!

Postagens mais visitadas deste blog

7. Guêr ou ger, tenda-vivenda da Mongolia

Hoje vou mostrar como se monta uma tenda ou casa mongol. Ela se chama ger (guêr). Construir o ger fazia parte desta nossa viagem.
Na época que eu fui a temperatura estava entre 10 a 15 graus de manhã e a noite. Durante o dia estava entre 20 e 25 graus. Foi agradável e deu para fugir um pouco desse calor infernal que está fazendo no Japão esse ano.
Primeiro coloca-se a porta e estrutura da parede.
Em seguinda monta-se o pilar central dentro do ger. Colocam a base do teto. Olhem que gracinha esse menino no centro da foto.
Não sei se esse garotinho queria ajudar ou brincar, mas lá estava ele escalando a grade.
O esqueleto do ger é coberto com pano e cobertor de lã de camelo.
Cobrem o teto e paredes com tecidos grossos para proteger do frio. O menino ainda está lá.







Cobrem com o tecido branco característico de todos os gers. Meu filho quando pequeno também era assim, queria ajudar em tudo. Aliás, ele ajudou muito para fazer esse ger. E gostou da experiência.
Fiquei refletindo. Nós das cidades quando const…

8. Mongolia: roupas e comida

Hoje vou falar da roupa e comida da Mongólia.
Eu sei que Mongólia tem acento. Mas no título não coloquei de propósito porque assim, podem fazer um hit em inglês e pelo menos poderão ver as fotos. Já com acento acho que não aparecerá nas buscas em inglês.
A roupa que as mulheres estão usando se chama dêr. É longo, quentinho, protege bem do frio.
Com essa roupa as mulheres podem se afastam um pouco do ger (tendas) e vão fazer xixi. Elas se agacham e o dêr cobre tudo. Muito prático. Dá até para andar a cavalo.

A roupa típica dos nômades para homens também se chama dêr. O Dêr dos homens não é estampado como das mulheres. Esses dois homens, o do centro e do lado esquerdo usam dêr cinza com faixas coloridas. O homem da foto abaixo usa dêr azul. Na cabeça usam boné ou chapéu tipo ocidental. Eu acho que chapéu e bonê não combinam com o dêr. Mas o chapéu típico é assim: Imagine a metade de um coco. Em cima do coco, bem no meio fica um chifre comprido com uma bolinha na ponta. É meio esquisito, acho que por i…

Verduras no vapor

Ultimamente tenho usado essa cuscuzeira para cozinhar verduras e legumes. No vapor. Sempre achei que demorava muito para fazer batatas cozidas. Leva todo o tempo de esquentar a água. No vapor vai muito mais rápido. Depois da batata, experimentei cozinhar abóbora como na foto. Deu certo com vagem, espinafre (horensô), batata doce, quiabo, aspargos, etc.
É mais rápido, ecológico e as verduras ficam mais gostosas. Acho que perdem menos nutrientes porque eles não vão embora junto com a água do cozimento. Adoro soluções assim, boas em muitos sentidos.
Comprei essa cuscuzeira em São Paulo. Vc pode encontrar em casas do norte, que são lojas de produtos do nordeste. Lá no nordeste essa panela é muito usada para fazer cuscuz.
No começo eu só usava para fazer cuscuz. Hoje uso também para cozinhar verduras no vapor.