-->



Casa do norte e pimentas. Parque de São Carlos



Vc já foi à uma casa do norte? É uma loja de produtos alimentícios típicos do Nordeste. Não sei por que, mas apesar de se chamar do norte, tem apenas produtos do Nordeste. Uma amiga me levou a uma e comprei essas pimentinhas, muito ardidas mas deliciosas. Eu poderia tê-las comprado numa das viagens para a Tailândia ou Malásia.
食事の時この唐辛子を使いました。少したれていたので息子は指でふき取りました。
5分くらいたった頃 ‘鼻が痛い!!‘とわめき出しました。どうしたの
と聞いたら、‘指を鼻に入れたら痛くなったの‘と叫んでいました。水で洗ったら
もっと広がってもっと痛くなったそうです。ハハハ




Em setembro fomos para São Carlos no interior do Estado de São Paulo. Fomos conhecer o Parque Ecológico e o chão estava cheio dessas flores formando um tapete. Estava lindo. Seriam flores de ipê roxo? Meu filho tem alergia de pólen de cedro, o famoso sugui kafunshoo do Japão. E não é que em São Carlos tem cedro? Ele teve essa alergia lá.No Brasil há árvores lindas que dão flores como essa.

Feira Cultural


Houve uma Feira Cultural na escola do meu filho em São Paulo.
O tema foi a Guerra e violência.

学校でSeagul Festivalのようなイベントがありました。
9年生のテーマは戦争でした。



Fizeram um painel com a obra Guernica de Picasso.
Era para cada aluno pintar uma parte do quadro.

ピカソのゲルニカをみんなで描いてみました。




Acho que ficou bem parecido.
O painel foi exposto na sala de aula.


Café do Teatro Municipal de São Paulo


Fui semana passada ao Café-Restaurante do Teatro Municipal de São Paulo. O teatro foi reformado e abriram um belo café no andar térreo. Vc entra pelo lado direito do prédio.

Acima encontrei um blog que fala da comida de lá. Com fotos lindas. Quando eu fui não vi esses pratos do blog, mas haviam outros deliciosos.


Acima vc pode ver uma foto do café por dentro. É muito bonito. Parece que vc voltou ao início do século XX. O teatro faz 100 anos este ano. Se vc mora em São Paulo ou está visitando a cidade,acho que vc vai gostar de conhecer esse restaurante. Mas tome cuidado, essa região é um tanto perigosa, infelizmente.

Muita gente acha que a cidade de São Paulo é feia. Fico triste quando ouço isso. Realmente ela não é toda bela como Paris ou Tokyo. Reconheço que há lugares feios. Mas há lugares que parecem tesouros guardados dentro de caixas de jóias. O Café do Teatro Municipal é um deles. Uma jóia guardada dentro do teatro. Assim como esse restaurante, há inúmeros lugares muito bonitos em São Paulo. Que tal começar uma caça ao tesouro e começar a descobrir essas caixas de jóias em São Paulo? Se vc conhece mais lugares assim em São Paulo, me conte por favor.

Nesse dia não levei a câmera por isso não tenho fotos minhas de lá.






Desenvolver o senso estético em crianças

Se vc é observador atento deve ter notado que já viu estas fotos no meu blog. Recebi um e-mail falando que achou interessante esse homem vendendo várias coisas. Levei um susto. Resolvi revelar, essas 3 fotos não são minhas. Foram tiradas pelo meu filho. Quando saimos juntos, ele pede para usar minha câmera.


Essa foto foi no Sankei-en, ele quis tirar em macro e ficou se esticando para encontrar um bom ângulo.

Sempre quis saber se o senso estético, a sensibilidade e capacidade de apreciar coisas belas nasce com a pessoa ou pode ser ensinado. Não encontrei nenhum livro a respeito. Então resolvi experimentar. Desde quando meu filho era muito pequeno, dava toques, comentava o que eu achava bonito. Não ensinei, porque essas coisas não se ensinam. Falava quando algo bonito me emocionava.
Eu não tinha percebido até hoje, mas juntando essas 3 fotos, posso fazer uma análise mais objetiva. Vejo que existe meu olhar nas três. Explicando melhor, quando via uma flor falava que achava bonita. Quando via o céu, as nuvens, a lua, falava que eram belos. No começo ele fazia aquela cara de dúvida. Quanto ao vendedor do China Town, nas nossas viagens, reparamos que tem camelôs, vendedores de rua em muitos países.
Mamães com filhos pequenos, acredito que é possível exercitar o senso estético das crianças. Com filhos grandes também, por que não?
Vocês tem experiência semelhante ou diferente com os filhos?
Qual seria a utilidade de desenvolver o senso estético? Talvez nenhuma. Mas ela pode enriquecer nossas vidas, abrir caminho para um novo olhar para as mesmas coisas. Assim a vida pode se tornar bem mais interessante.
Agora vou tentar uma coisa mais difícil, testar a estética do feio com o meu filho. Vou perguntar se ele acha que pode existir beleza nas coisas feias. E onde poderia estar. Ou será que esse é um assunto difícil ainda para 12 anos de idade?

Bem, hoje meu filho está com 15 anos. Quer começar um blog e está pedindo para divulgar para vcs. Depois dessas 3 fotos ele tirou muitas outras. Ganhou uma câmera, viajou sozinho para Kyushuu e Ibaraki e tirou muitas fotos. Ele quer mostrar algumas delas num blog. Aguardem.



Sakurá em São Paulo.


Nessa época há flores de cerejeira em São Paulo. Vc que mora na cidade já viu em algum lugar? Na frente dessa casa há duas árvores de cerejeira.

Nunca imaginei que veria sakura em julho. A época do sakurá em São Paulo é em setembro, na primavera. Mas esta espécie dá no inverno em São Paulo.

Se vc mora ou anda pela região, olhe em volta, quem sabe vc não encontra sakura pelo seu caminho? Fique com o olhar atento, pois tem gente achando que é ipê roxo! rsrs

Resolvi aceitar encomendas de bolos. Quem quiser, entre em contato comigo.
E-mail: elisa.art1@gmail.com

Meu filho quer criar um blog e está pedindo para divulgar de antemão aqui no meu espaço, ou melhor nosso. Ele gostaria que vocês meus leitores de sempre dessem uma olhada quando estiver pronto.
Muitas vezes comento sobre cada um de vocês que conheci através do blog. Aguardem, ele vai voltar de viagem e começará a postar.








Aniversário


Hoje é meu aniversário.

Estou postando um bolo que fiz esses dias.



Bolo para festa junina

Fiquei um tempo sem postar, agora estou de volta.
Estou em São Paulo já há algum tempo.
Continuo fazendo bolos. Achei por aqui, materiais muito bons para bolos.
Meu filho já está na escola e fiz esse para colaborar com a festa junina da escola dele.

Gostaria de agradecer a todos que escreveram, se preocuparam comigo, minha família e todos os japoneses depois do terremoto e tsunami de 11 de março. Encontrei bastante alento e forças para viver com suas palavras de afeto.




Caminho de Santiago de bicicleta

Oi pessoal, hoje gostaria de recomendar um blog muito interessante. É sobre algo que muita gente sonha mas não chega a realizar. Vou deixar um link aqui: Compostela de Bike

Este é um blog de um amigo do Brasil, ele vai contar sobre sua viagem pelo Caminho de Santiago de Compostela. Ele vai de bicicleta. O blog é novinho e eu agradeceria se vcs fossem lá dar uma olhada e deixar palavras de incentivo, já que o caminho é longo e cansativo. Por enquanto ele está contando da preparação para a viagem. Para quem gosta do assunto, vamos viajar juntamente com ele para a Espanha!



Sakura 2011

Estes são os sakuras deste ano.

No parque Sankei-en.


De perto são assim.


Esta rua se chama Sakura miti, rua ou caminho do sakura.

Desculpe pessoal, vou deixar de postar durante algum tempo. É que tenho estado muito ocupada. Mas prometo que volto com novidades. Se quiserem entrar em contato, por favor escrevam para o meu e-mail:

bom.pink1@gmail.com

Obrigada.

Sakurá, flores de cerejeira, e o cão perdido no mar

Chegou a primavera. Hoje quero mostrar para vcs os sakurás do Japão.

De perto são assim.
A cor deste tipo de sakurá é mais forte do que dos sakurás mais comuns.
Abrem antes dos outros sakurás.


Li no jornal: apesar da tristeza no Japão de hoje, a natureza segue seu curso e abrem-se os botões de sakurá.

Para vcs que ainda não viram os sakurás do Japão e para aqueles que já viveram aqui ou já visitaram o Japão, aqui estão os sakurás desse ano, com carinho. Para Georgia, Fabiana, lolipop, Papiando, Denise, Carlos, Rick e Claudia. (desculpe se me esqueci de alguém que já morou por aqui). Claudia essas fotos são do parque perto da sua casa, lembra?

............................................................


Diana e sua mãe, Mônica que me perguntaram sobre o cachorrinho. Saiu no jornal com essa carinha assustada. Na verdade é uma fêmea e foi encontrada a 1,8 km da costa de Kessen-núma). Foi levada para a sociedade de proteção aos animais da Província e ficou à espera do dono. Vi na TV hoje que a dona apareceu. A cachorrinha ficou super contente com o reencontro. Ela se chama Bán, é fêmea e tem 2 anos de idade. A dona é uma senhora que perdeu a casa e está morando num abrigo. Final feliz para a cachorrinha que hoje na TV já estava bem mais gordinha que no dia do resgate.


Bolo e Rio Claro


Vocês conhecem esse bolo? É um bolo alemão que se chama baumkuchen. Muito popular no Japão, é um bolo em camadas muito finas. A Kiyomi do Kiyomi blog a.k.a. Piggy veio me visitar e trouxe esse bolo de presente. Estava uma delícia, obrigada.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Voltando a falar em dinossauros, na Rio Claro no interior do Estado de São Paulo tb tem dinossauros, ou melhor, fósseis deles. Quando eu fui em 2002, o museu da cidade estava fechado. Fui à Prefeitura e soube que os fósseis estavam guardados num depósito de lá. Perguntei se não poderia ver e uma funcionária disse que sim.

Estava tudo no chão, bagunçado, mas tinha alguns fósseis raríssimos e inteiros. Tinha um dinossaurinho de cerca de 30 cm. Sim, existem fósseis bem pequenos. Esse era muito bonitinho. Não sei como está hoje, se o museu reabriu ou se continuam no chão do depósito.

Conheci uma moça de Rio Claro recentemente e ela me disse que não sabia que existiam fósseis na cidade. Parece comum que as próprias pessoas de lá não saibam da existência desses tesouros nas suas cidades.

Fui tb a Monte Alto. Lá tem um Museu de Paleontologia. Tem uma estrada que leva à cidade. Antes de chegar tem uma montanha e lá existe um dinossauro de cimento pintado de verde razoavelmente grande. É para chamar atenção das pessoas para a existência de dinossauros ali.

...................................................................

Com tantas pessoas sofrendo com o terremoto, talvez o assunto não seja pertinente, mas existem tb muitos cães sofrendo por lá. Com o terremoto e tsunami no nordeste do Japão, muitos cachorros se perderam de seus donos. Muitos deles estão em abrigos da prefeitura ou sendo cuidados por associações de proteção aos animais. Há ainda cães cujos donos perderam as casas e estão em abrigos temporários.

Mas o problema é que em muitos abrigos cães não são aceitos. Há pessoas com alergia de animais ou medo deles. Além disso existe o problema de higiene em um espaço onde convivem dezenas e às vezes centenas de pessoas.

Hoje vi no JN que um cão foi achado vivo em cima do telhado de uma casa que boiava (acho que no mar). Fiquei admirada com a vontade de viver do cãozinho.


Avião argentino


Ontem recebi um comentários da Lu. Ela pede para os blogueiros divulgarem o seguinte:

agr sobre o jp, espero que td se ajeite logo, que as fabricas voltem a funcionar pq folgar desde o dia 11 e sem receber nada das empreiteiras eh complicado!!!!!!!
entao blogueiros, ajudem a divulgar a noticia, mtos trabalhadores de aichi-kem estao sem trabalhar desde o terremoto e varias fabricas que produzem peças p Toyota pararam e seus funcionarios estao sem receber desde o dia 11/03, se ja nao bastasse a insegurança causada pelo destino/fatalidade ainda temos a preocupaçao de nao termos renda alguma devido a mtas empreiteiras nao repassarem a remuneraçao aos seus funcionarios.. dificil ne. mas é a realidade.tem empreiteira mto abusada!!!

28 de março de 2011 01:10

Recebi um pouco depois o seguinte do Alexandre Mauj do blog Lost in Japan! Valeu, obrigada pela informação. Espero que essa informação os ajude a reinvidicar o que é um direito dos trabalhadores.


Elisa, avisa pra sua amiga que por lei ela tem que receber os dias parados. As fábricas pagam, se a empreiteira não repassar, eles estão roubando. pq vc sabe, as fábricas japonesas pagam, senão elas FECHAM por irregularidade administrativa. Mas tem muita empreiteira picareta q embolsa a grana.


Também vi na TV NHK que o governo japonês está auxiliando donos de empresas a pagarem os honorários de seus funcionários. Não sei os detalhes, mas é uma ajuda que poucos conhecem.


MMudando de assunto: tenho uma conhecida argentina que mora aqui em Yokohama. Me contaram que ela foi embora ontem para a Argentina num avião que o governo argentino mandou para o Japão para levar de volta grátis os argentinos que quisessem sair do país. Isso é verdade? O governo argentino mandou mesmo um avião assim? Alguém ouviu falar?


Dinossauros


Recebi um e-mail que dizia o seguinte: Acabo de receber um telefone de um japones/brasileiro que foi infectado por uma Noticia sobre o terremoto e tsunami.... tem um link que que necessita do Windows Power Expantion e se clicar aí PARA TODO O COMPUTADOR E Aí PERDE TUDO. Se trata de um vírus (perigoso).

Vamos nos prevenir.... nao abra e-mail de desconhecidos.... com o nome de Tsunami Terremoto etc...

............................................................................................

Ainda está muito frio no norte do Japão. Anda nevando por lá, o que dificulta muito a vida dos que vivem em abrigos temporários.

Minha mãe nasceu em Fukushima e foi para o Brasil com um ano de idade. Alguns dias após o terremoto ela disse: como teria sido se eu ainda estivesse em Fukushima? Essas coisas a gente nunca saberá: como seria nossa vida se vivêssemos em outro lugar? Se tivéssemos casado com outra pessoa, etc. Nunca saberemos ao certo. Mas no caso da minha mãe acho que a vida teria sido muito difícil e incerta para ela, se ela ainda estivesse em Fukushima. A cidade onde ela nasceu se chama Sukagawa e fica a cerca de 60km da Usina Nuclear que tem dado tantas preocupações. Fuku significa mais ou menos felicidade (há outra palavra em japonês para felicidade que é Koo-fúku e ainda outra que é shia-wáse) .Fuku é felicidade e shima é ilha, lá é a ilha da felicidade ou ilha feliz. Espero que um dia ela volte a ser uma ilha de felicidade.

Aqui já voltou a ter pão, arroz, ovos e pão nos supermercados. Mas há dois dias sumiu a Coca-Cola e depois Pepsi, depois Fanta. Fiquei intrigada porque apesar de gostosos não são produtos de primeira necessidade (talvez sejam para os viciados). Fui procurar na internet e descobri o motivo: a Coca-cola do Japão doou milhares de Coca-Colas para o norte do Japão. Doou outros de seus produtos tb como chás e Acquarius (uma bebida). Achei o gesto bonito e generoso. Além dos produtos doaram cerca de 20 milhões de dólares tb.


Acima coloquei a foto de um livro que eu tenho sobre dinossauros. É que hoje quero falar desses bichos tão simpáticos e feiosos.
No post passado andei reclamando da novela Morde e Assopra da Rede Globo. Hoje gostaria de declarar aqui que no interior do Estado de São Paulo existiram sim, dinossauros. Muitos deles.

9 anos atrás levei meu filho para uma viagem com tema definido: ver fósseis de dinossauro no interior de São Paulo e Minas Gerais.

A primeira parada foi em Araraquara. Lá na praça principal da cidade, há um grande jardim cercado por uma calçada coberta com pedras avermelhadas. Nessas pedras encontrei pegadas de dinossauros. Eram pegadas pequenas de cerca de 15 cm. Elas foram encontradas numa pedreira da cidade, cortadas e usadas como piso. Dizem que existem em outras partes da cidade tb, mas eu não encontrei. O dono da pedreira certamente não sabia do valor científico dessas pegadas. Dizem que muitos fósseis e outras pegadas certamente foram cortados e vendidos como pedra comum.

Na verdade as pegadas perdem o valor paleontológico quando cortadas. Para serem estudadas elas devem permanecer no lugar para ver quantos animais eram, para que direção iam. Há um lugar onde estão preservadas pegadas de dinossauro. Dois dinossauros: um adulto e um bem pequeno. Os cientistas dizem que provavelmente eram pai e filho ou mãe e filhote andando juntos lado a lado. Não é uma graça? São essas coisas que para mim tornam o assunto fascinante.

Fomos para outras cidades tb, mas vou deixar para outro dia, senão fica muito comprido.

Restaurante Mexicano El Torito

Eu me inscrevi no sos-japão. Inscrevendo-se, vc pode receber informações importantes sobre o terremoto no Japão. Além disso vc pode ajudar e receber ajuda.


.................................................

Antes de começar o post anunciado no título gostaria de escrever o seguinte. Começou a novela Morde e Assopra terça aqui no Japão transmitida pela Globo Internacional. Logo no primeiro capítulo acontece um terremoto no Japão. Logo agora que o susto estava passando! Na cena, pessoas desesperadas fugindo do terremoto. Para mim voltou aquela sensação ruim novamente. Além disso, gostaria de apontar algumas falhas: os japoneses nunca saem correndo em caso de terremoto. A orientação é encontrar um lugar seguro, por ex. embaixo de uma mesa e ficar quieto até o tremor passar. (em certos casos em primeiro lugar é importante abrir as portas e desligar o gás). Na novela uns japoneses se assustam com um fóssil de dinossauro dizendo que aquilo traz mau agouro, etc. Corrigindo: o povo japonês não é dado a essas crendices e aqui todos sabem o que é paleontologia. Sei que novela é ficção, mas tem coisas que causam mal estar em quem vê.



Já que as coisas estão se normalizando, hoje vou postar fotos de um restaurante mexicano chamado El Torito. Fomos comemorar o aniv. de duas amigas lá. Isso foi antes do terremoto. O restaurante fica no prédio da OIOI.


A entrada acima. Com salmão defumado, peixes empanados e uma saladinha de abacate com vinagrete mexicano.

Esse foi o bolo de aniversário que eu fiz para ela. Fiz os corações de pasta americana e espetei num arame de fazer flores.

A salada acima com abacates, queijo, alface, vinagrete, camarões, etc.

Não conhecia esse espeto mexicano. Estava ótimo. No espeto tem camarões e kai-bashirá (alguém sabe como se chama em português?)
Embaixo carne e frango em tirinhas. Esqueci o nome das carnes. Mas é o que colocam dentro dos tacos. Comemos com tortillas.



Terremoto no Japão

Queridos leitores, amigos, parentes, eu estou bem e minha família também. Não se preocupem.

Ainda acontecem tremores de terra todos os dias aqui em Yokohama. Mas são muito mais fracos do que aquele do dia 11 de março.

A situação não está nada fácil. Mas decidi tentar levar a vida normalmente. Durante alguns dias após o terremoto eu perdi a fome, me sentia insegura, não dormia direito. Mas vejo que essa situação vai se prolongar por causa das usinas atômicas, então achei melhor tentar viver normalmente na medida do possível.

Conheço 3 pessoas que estavam na Usina Nuclear de Fukushima na hora do terremoto. Segundo o relato de um deles, o chão fazia movimento de ondas. Um deles conta que o chão rachou, abriu uma rachadura entre os pés dele. Na hora de evacuar, os trabalhadores da usina embora muito assustados, saíram calmos, sem pânico. Logo depois veio o tsunami de mais de 10 metros nessa área. O que contei aqui acho que vcs não ver em nenhuma mídia. Eu mesma fiquei sabendo por acaso porque conheço essas pessoas. Sabíamos que eles estavam lá, mas durante dias não sabíamos o que tinha acontecido, se tinham saído a salvo. Mas eles estão bem e já voltaram a Tokyo.
Os supermercados continuam sem pão, leite, ovos, arroz, nattô. Tem toofu mas não tem nattô. Não entendo isso. Indo bem cedo, podemos encontrar quase tudo.

Conheço pessoas que entendem bem do assunto e segundo elas, a radiação em Yokohama e Tokyo é muito fraca. Muito mais fraca que um Raio-X. Portanto não há motivo para sair correndo de Yokohama por enquanto.

Muitas amigas se foram, mas agradeço a todos vcs que me escreveram. Fiquei comovida com as palavras dizendo: eu estou aqui, mesmo que longe e somente online. Conte com nossa amizade.
São gestos que estão sendo muito importantes para mim hoje.


Terremoto no Japão

Quero agradecer todos os comentários, mensagens e e-mails.
Obrigada também pelas orações e palavras de amizade e solidariedade.
Sua amizade tem sido muito importante para mim nesses dias difíceis.
Fiquei comovida, surpresa, reconfortada e muito agradecida com suas mensagens.

Nos supermercados na região onde moro, Honmoku Yokohama, já não achamos pão, leite, arroz. Verduras e frutas ainda existem.
Uma dica é ir cedo, logo que abre o supermercado. Durante uma hora ou duas é possível encontrar de tudo ou quase tudo. Mas geralmente só permitem que cada pessoa pegue um item de cada produto.

Aqui onde moro não há apagão. Só eu reparei ou é impressão? O apagão atinge mais as regiões mais pobres da região de Kanto? A área dentro do Yamanote line nunca fez parte da lista dos grupos de racionamento de energia elétrica.

Ontem havia uma fila enorme de carros no posto de gasolina perto de casa. Hoje não havia nenhum . Esperançosa de que tudo tinha voltado ao normal, quando me aproximei, vi uma placa dizendo que a gasolina acabou e não sabem quando terão novamente.

Muitas amigas minhas brasileiras e estrangeiras (não-dekasseguis) já saíram do Japão. Uma foi para os EUA. Algumas voltaram ao Brasil. Uma está na Coreia, outra está em Kuala Lumpur na Malásia mas vai a Paris. Fico admirada com a mobilidade dessas pessoas. Os maridos trabalham em multinacionais e as empresas retiraram famílias de funcionários do Japão. Eis uma vantagem das multinacionais: pode-se trabalhar em qualquer lugar do mundo.
Já aconteceu com vc de quase todas as suas amigas irem embora para longe de repente? Para mim ficou uma sensação de abandono muito grande. Agora sei como se sente um cão abandonado.

A gente costuma reclamar do Brasil. Mas no Brasil onde nasci e morei: São Paulo, nunca aconteceu uma coisa dessas todas juntas de uma só vez: falta de comida, terremoto, falta de gasolina, apagão periódico, amigas indo embora, telefones e celulares que não funcionam, falta de trens, perigo nuclear, vôos cancelados, tudo de uma vez. Tudo de uma vez só. Logo aqui que sempre foi um país organizado onde tudo funcionava com perfeição. Onde está o Japão de uma semana atrás? Quero aquele país de volta!!

Ainda assim, a situação em Yokohama é muito melhor que em Fukushima, Sendai e norte do país. Não posso reclamar muito.

Hoje o céu de Yokohama estava amarelado. Alguém reparou? Sabe porque estava assim?

O povo japonês sempre foi bom em reconstrução. Espero que as pessoas tenham aquela força de vontade do pós-guerra e que em breve ou daqui a alguns anos, o Japão esteja ainda melhor. Alguém duvida?






Terremoto

Queridos leitores, amigos dos blogs e todos que me conhecem,
Obrigada pelas mensagens, telefonemas.
Quero informar que aqui estamos todos bem.

Embora a gente se acostume com terremotos que são frequentes no Japão, nunca tinha vivido um terremoto tão forte. Ontem pensei que talvez fosse morrer. O prédio da prefeitura onde eu estava parecia maria-mole, todo mole. As paredes pareciam moles. Pensei que terremoto tivesse um movimento mais quadrado e anguloso. E o tremor parecia não acabar nunca.

Os trens pararam, tive que andar de volta para casa. Nas ruas, centenas de pessoas também caminhando calmas e ordeiras. Enquanto andava pensei em muitas coisas. O quanto era óbvio o trem chegar na plataforma todos os dias, a cada 5 minutos sem falta. Fiquei pensando o que é realmente importante na vida. Geralmente nunca paramos para pensar na vida em si. Eu particularmente me perco nos detalhes e fico dando importância para picuinhas. Caminhei e pensei mas só até o corpo começar a ficar realmente cansado.
Depois de andar 2 horas encontrei um táxi.

Meu filho estava na escola quando aconteceu o terremoto. Todos os alunos foram reunidos no pátio e os professores os acompanharam para casa a pé. As crianças que crescem no Japão parecem achar que os terremotos são coisas normais, nem se assustam muito. Nunca entram em pânico. Pânico jamais, é o que ensinam nas escolas. É preciso ter calma nessas horas. Eu que cresci no Brasil é que fico desesperada. Eles têm preocupações mais práticas como comida e água.

O Marido trabalha em Tokyo, voltou de bicicleta. Levou mais de 3 horas para chegar em casa.

Os telefones não funcionavam. Estavam congestionados. Todos tentando ligar para todos. Quando a gente mais precisa os celulares pifam!

Foi a primeira vez que fiquei sem luz no Japão. Voltarei a ter o hábito de ter vela e fósforo ou isqueiro a mão como minha mãe faz em São Paulo.

Só para avisar que estamos todos bem.

beijos.


Obento comprado


Hoje eu quero mostrar alguns obentos comprados. Obentos são refeições típicas do Japão.


Acima, este obento se chama Obento de várias partes do Japão. Em cada quadradinho ficam comidas típicas de 12 cidades do Japão.


Este acima se chama Hanami bento. Que significa obento para ver flores ou flores de cerejeira. Ainda não é época dessas flores, mas a comida chegou antes das flores.


Este acima se chama Sino de prata. Vinha com um sininho prateado que infelizmente não saiu na foto. Essas bolinhas são todas sushi. Sushi de salmão, camarão, peixe, etc.

Home schooling

Meu filho estuda em escola japonesa.
Mas desde o primeiro ano, ele vem fazendo escola brasileira também. No sistema home schooling. Ele já está estudando assim há 8 anos. Tem tradução boa em português? Uma amiga minha que morava no Japão tinha o filho estudando por este sistema. Foi ela quem me recomendou.

É uma escola do Rio de Janeiro que se chama CIER. Faz parte de um colégio se chama Anglo Americano e fica na Barra da Tijuca. Eles enviam o material e o aluno estuda e faz os exercícios. Depois de estudar, faz as provas e enviamos pelo correio. O material chega por DHL. Hoje ele sabe ler e escrever em português também. Está no nono ano.

Para quem tem os filhos fora do Brasil é uma boa opção. Se o aluno for dedicado, aprende tanto quanto ou até mais que em escolas tradicionais. Isso porque ele só vai para uma nova matéria se tudo estiver bem entendido.

Se alguém quiser, posso passar o end. deles.

Livro e aniversário

Ganhei esse livro da minha cunhada e irmão. Obrigada, gostei muito.


Está cheio de bolos e cupcakes um mais bonito que o outro.

Tem bolos e biscoitos decorados. É de uma série de livros chamados 1.000 bolos e biscoitos, 1.000 artisan textiles, etc.


Que bolos lindos!


Fiz esse bolo cesta, ou melhor, fiz o bolo e decorei com flores de glacê real. Fiz as flores uma a uma. Abaixo mais detalhes da decoração que imita uma cesta.


CompreiHoje fazem aniversário as gêmeas Marília e Andréa dos blogs Segredinhos do casamento que sua mãe não te contou e De tudo um pouco respectivamente.

Feliz aniversário e tudo de bom para vcs!!


Sopa japonesa




Esses dias está frio no Japão. A previsão diz que pode nevar hoje à noite (10 de fev, quinta-feira) em Tokyo, Yokohama. Como está frio, fiz esse misso-shíru. Ou seja, uma sopa de missô. Coloquei o que eu tinha na geladeira: salmão, nabo (daikon), cenoura, gobô, folhas de kabu e cebolinha (nêgui). Ficou colorido, gostoso e acho que nutritivo. Fica como ideia para substituir a carne de porco do tondjiru por salmão.



Lavar o banheiro

De uns tempos pra cá, tenho visto em livros, revistas e músicas que limpar o banheiro dá sorte no Japão. O banheiro daqui é geralmente muito pequeno. Nós brasileiros demos o apelido carinhoso de banheiro de avião porque é tão pequeno quanto. rsrs É tão pequeno que dá para limpar em 5 ou 10 minutos!!

Ano passado uma das músicas de maior sucesso foi uma que falava sobre o banheiro. A letra diz que se vc limpar o banheiro e deixá-lo brilhando, vc vai ficar muito bonita.

Já vi livros contando sobre pessoas que ganharam dinheiro, conseguiram marido, ganharam na loteria só de limpar o banheiro.
Vira e mexe, acho que o povo japonês é muito curioso.

No Brasil eu nunca tinha limpado um banheiro, mas hoje acho bom, é um exercício de humildade.

Não existe ralo nos banheiros do Japão. Por isso não dá para jogar água e lavar. Então só podemos passar um pano.

Se vc mora no Japão, aqui vai uma sugestão:
Se vc passar um pano todos os dias (ou quase todos os dias), ele ficará mais fácil de limpar. No Brasil eu nunca tinha limpado um banheiro, mas hoje acho bom, é um exercício de humildade.

Pegue uma bacia, um zookin (pano de limpeza), água morna porque agora está frio, luva se quiser. Tudo isso vc encontra na loja de 100 yens.
Vá passando o pano no vaso sanitário, no chão, vá trocando a água do pano. Dizem que se há homens na casa, é bom passar o pano nas paredes laterais tb por causa do xixi. O banheiro é tão pequeno que as paredes ficam logo ao lado do vaso sanitário. Na água eu coloco um pouco de Pinho alguma coisa comprado na loja brasileira. Os desinfetantes japoneses tem um outro cheiro.

Não sei se vc ficará mais bela, mais rica nem se vai arranjar marido,mas pelo menos seu banheiro vai ficar limpinho. Isso tudo parece ter relação com crenças e costumes antigos do Japão.



Bolo com rosas


Lembram-se que mostrei essas rosas no ano passado? Fiz com pasta americana.
Hoje quero mostrar o bolo pronto.
É um bolo de dois andares.

queroEnfeite de rosas em cima do bolo. Dentro não tem bolo, tem isopor.

Este foi o bolo da última aula Wilton que fiz em dezembro.

Cemitério online



Não quero deixar um post falando sobre morte aqui, por isso vou deletar depois de algum tempo. Aproveitem para ler por enquanto.


Acima, uma foto da reportagem que saiu no jornal japonês Asahi.

Quando a gente acha que já viu de tudo na internet, aparece uma coisa assim: cemitério online!
Um templo japonês de Tokyo oferece esse serviço. As pessoas enviam fotos e lembranças do ente querido morto e estes podem velar por eles online.
Funciona assim: o templo contratou uma empresa que entende dessas coisas. Essa empresa cria uma home page sobre o parente morto. Os parentes vivos entram no site através de celular. Assim podem velar pelo morto.
E aí, acharam estranho?
Eu achei estranho, mas para boa parte do povo japonês, velar pelos mortos é algo muito importante. Muitos moram longe do cemitério, mas gostariam de orar pelos mortos. Assim surgiu esse serviço.
Para que o texto não fique muito comprido, vou terminar por aqui. Mas imagino que tenham ficado muitas dúvidas na sua cabecinha.
Gostaram da ideia de cemitério online ou acharam muito estranho?

Será que daria certo se fosse no Brasil?



presentes e vestibular



Ganhei esses doces da minha amiga Noriko. São chamados mán-dyuu (饅頭-まんじゅう). Dentro vem uma pasta doce de feijão azuki chamada ankô.



CadaSão muito bonitinhos.

São coelhos porque esse é o ano do coelho no Japão.


Ganhei esse presente com esse lindo bordado da Mônica Paiva do blog Moniquinhaquinquinha. Muito obrigada, o bordado está lindo, adorei. Não vou nem ter coragem de usar.

Hoje estava vendo na TV japonesa sobre o vestibular. Aqui tb é época de vestibular. Lembrei que a minha mãe inventou uma certa comida de vestibular: Arroz, salada de alface e frango. Acho que o frango era frito com pouco óleo. Enfim, ela fazia uma comida leve e nutritiva. Não sei se a época de vestibular já acabou por aí, mas fica aí a dica. Minha mãe fez para mim, meu irmão, uma prima e deu certo. Ela preparava nos dias em que tínhamos provas do vestibular. Não me lembro bem, mas acho que a bebida era algum suco natural. Nesses dias não tomávamos refrigerante nem comíamos sobremesa pesada.






Moti de Ano Novo



Cada povo tem uma forma de comemorar o Ano Novo. No Japão o Ano Novo é uma data muito importante. Antigamente, dizem que o povo daqui só descansava nesses dias e trabalhava o resto do ano sem parar. Por isso é uma data tão especial. Este enfeite da foto abaixo se chama Kagami moti (鏡餅-かがみもち). É uma oferenda aos deuses.


É costume enfeitar o moti de verdade, mas fiz esse com pasta americana. Dentro tem massinha de modelar de papel. Estiquei a pasta americana branca e cobri. A laranjinha que está em cima também fiz com pasta americana. Este enfeite com fios dourados é usado em datas comemorativas. O moti é oferecido aos deuses. Assim como no candomblé, é costume no Japão fazer oferenda aos deuses. As tradições antigas parecem ser parecidas em muitos países.


Feliz Ano Novo 2011

Quero desejar um Feliz Ano Novo a todos os amigos e leitores deste blog. Obrigada pela companhia no ano passado todo. Espero continuar


Para o fim de ano fiz esse bolo em formato de mala.Este bolo é de verdade. Dá para comer. Cobri o bolo com pasta americana cor-de-rosa e depois fui colocando as outras partes deste bolo. Pedi para o meu filho desenhar uma das etiquetas para a mala. Ele desenhou este mapa-mundi. Foi tudo feito com pasta americana.

Com essa malinha gostaria de desejar a vocês que estão viajando ou que vão viajar uma boa viagem. Aos que ficam também espero que passem bem este começo de ano.
Como passaram o fim e começo de ano? Espero que estejam todos bem.
Beijos.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

  © Layout Elisa no Blog por Fabiano Mayrink Blog designer.