Fuji no hana, escolhas e a gratidão





Acabaram-se as flores de cerejeira (sakurá)
mas agora é época de Fuji (fudi) no hana (raná).
Em japonês 藤の花.
Acho que em português se chamam glicínias,
mas não tenho certeza.
Tentei aumentar o tamanho da foto mas não consegui.
Gosto dessa flor porque o kanji está no meu sobrenome:
Fujii.

Xô tristeza
Entrando em outro assunto:
Uma pessoa me disse que está triste.
Não fique triste, não.
Quando ficar triste pense em quantas coisas
boas existem em sua vida.
Tente fazer assim:
Agradecer as coisas boas que você tem.
Agradecer a família, a casa onde você mora,
o emprego, os amigos...
Você vai perceber que tem muito mais
do que imagina.

O que te faz feliz
Mais um assunto:
Quando for fazer uma escolha,
pense no que vai te fazer feliz.
Muitas vezes fazemos a escolha
mais rentável,
escolhemos uma carreira para agradar nossos pais.
Deixamos de fazer algo por causa de alguém.
Não estou dizendo para tomar uma decisão
impulsiva e impensada.
Nem uma decisão egoísta e politicamente
incorreta.
Sendo uma escolha responsável
acho que vc poderia pensar
se ela te faz feliz.
Talvez seja um bom norte para vc.
Senão um dia no futuro, você poderá
culpar seus pais, sua família
ou a sociedade por estar infeliz.
Espero que isso não aconteça com vc.

Comentários

mar e ilha disse…
Elisa não sei se é coincidencia ou sintonia mas na nossa viagem ficamos encantados com as glicínias enfeitando por todo lado. Mamãe ficou encantada e queria saber o nome da planta. Ainda bem que conseguimos descobrir. E agora sabemos o nome dela em Japones. Agora ela quer uma muda. Vamos tentar achar para agradá-la. Ela sempre foi assim adorava trepadeiras e queria plantar todas na fazenda. Papai dizia que se tivesse plantado todas que queria daria uma floresta. Pena que ele tinha que cuidar dos cafezais e não podia plantar tudo que ela desejava.Se tivesse feito seria uma floresta de flores. Mas ele plantou um bosque de ipês numa fazenda que já vendemos. Tenho vtde de ir lá para ver se algum "vingou". Espero que sim, pque deve ser lindo um bosque de Ipe florido. Vc não acha?
Sabe, eu costume brincar do jogo da verdade (da Poliana). As vezes da certo.Gostei desta sua colocação: pensar nas coisas boas de nossa vida. Mas o que eu mais gostei do post foi esta frase " Quando for fazer uma escolha,
pense no que vai te fazer feliz."
Pena que nem sempre pensamos nisso.
Elisa no blog disse…
Marília,
Que coincidência, esses dias estava pensando no livro da Poliana. Li quando criança e adoro mesmo hoje. Mas não lembro como era o jogo da verdade. Obrigada por até mesmo transcrever a frase que gostou no meu texto. Espero que encontrem as glicínicas. Não sabia que existiam em Portugal.
Desabafando disse…
Amiga,
independente de pra quem seja esse texto do post acho que seus conselhos foram excelentes porque muitas vezes não nos damos conta do quão felizes somos e de tudo que temos a agradecer. E concordo que cada um tem o poder de fazer suas próprias escolhas de forma saudável, acho que nem é recomendável se deixar levar por aquilo que os outros querem ou esperam, o certo é seguir o coração e tentar, se arriscar, assumindo as consequências de suas escolhas.
Elisa, seu nome é muito bonito né. Uma das mais bonitas flores da primavera.
O meu tem vila no nome... e que qse vira mula rs.
É uma das flores q eu mais gosto. Não só a cor, mas o perfume tb.

Gostei desses seus conselhos. São muito sábios. Se essa pessoa gostar de ler, ela podia ler o livro 1 rittoru no namida né. Para sentir o verdadeiro valor da vida. Eu tenho ele em português, se vc quiser eu te mando por e-mail.

Não adianta a gente escolher uma vida, destino, apenas por dinheiro. Porque dinheiro a gente não leva, é do mundo, fica no mundo. A única coisa que certamente vai sobrar é nossa alma, o que somos por dentro. O resto é tudo ilusão.

bjos, lindo post. Bom fim de semana!
Meri Pellens disse…
Olha só, tenho glicínias no cabeçalho do meu blog, que (me desculpe) voltou a ser o SPA. Lembra?

Vou tomar esses conselhos p mim tbm, são ótimos!
Bjos na alma!
Muito bonita a foto da glicínia! Acho elas tão lindas... Quando ainda estava no Brasil, na outra casa que morei (recentemente meus pais mudaram-se), tínhamos uma muda destas e ninguém sabia o nome. Tenho até uma foto (velha,velha) que tirei com elas...
Gomen, minhas tulipas foram desta pra melhor, agora tenho que ver outras flores pra alegrar meu pequeno apertamento rs
O livro que o Alexandre indicou, eu li o mangá, mas vou procurar o livro (nem que seja em japones mesmo).
Amei o post de hoje!!
Beijao!
Georgia disse…
Oi Elisa, as glicínias sao muito bonitas mesmo!
Lindo post, otimo fim de semana pra vc, bjus!
Anônimo disse…
Oi querida
Num blog tão delicado e tão florido como o seu, não pode ser esquecida uma das mais lindas flôres jamais vistas; A MÃE.
Amanhã é o seu dia e envio a vc meu abraço e todas as flôres do mundo. Parabens e tenha um lindo e maravilhoso dia das mães.
Lenora de Resende.
Bah disse…
Sakura acaba tão rápido... uma pena...

Kisu!
Mônica disse…
Elisa
Mamae adorou mesmo as Glicineas que vimos. Estamos tentando encontrar muda mas está dificil.

Hoje plantamos as sementes que nos deu. Compramos um vaso maior e vamos cuidar delas.
Assim que estiver pega vamos te contar e aguar todo dia.
com carinho Monica
Desejo lhe amanha um dia muito, mas muito feliz. Cheio de alegrias.
PÁRA MINHA MEIGA AMIGA FELIZ DIA DA MAMAE
Oi?! Passei por aqui! Tudo bem? Lindas flores! beijos!
Maria Lúcia disse…
Oi
É linda D+ essa flor.
Que pena que a cerejera
vai logo embora.
E você sempre com
uma palavra de carinho
pros amigos (as)
Beijos...
Lúcia.
Elisa, Feliz dia das mães!
Chega a ser um privilégio ter um sobrenomne com o mesmo kanji desta linda trepadeira lilás e que floresce num mes que têm tantos significados para mim o mês de maio,Adorei...pois não conhecia.
Abraços,
shirlei
Anônimo disse…
Elisa
Obrigada pelo lindo post.Fiquei muito emocionada e vou sim tentar seguir seus conselhos.Existem mesmo muitas coisas boas na minha vida,alias,existem mais coisas boas do que ruins e gracas a isso
sei que sou capaz de conviver com minha fase atual(tristeza...) Arigatoo minha amiga Loli - Japan
Fernanda Reali disse…
Vi no blog-delícia LOST IN JAPAN do Alexandre sobre a época das glicíias e adorei. Mencionei lá sobre Clarissa, livrinho do Erico Veríssimo que ilustra em quando elas florescem (em analogia com o crescimento da menina eu acho).

Beijos
clark lost disse…
Oi! Eu de novo! Então, apenas pra lhe responder sobre o restaurante em que fui com minha familia no dia das mães ; Ele fica no distrito de Quiririm, aqui de Taubaté mesmo. Na verdade o restaurante fica dentro de uma fazenda de nome São Pedro. No começo, não se via tanta gente frequentando o local, talvez porque ainda não era muito conhecido... Mas hoje em dia, nossa!
É isso... Até breve!