Pular para o conteúdo principal

viagem escolar para Togari, Nagano



A escola do meu filho organizou uma excursão, ou melhor uma viagem para a Província de Nagano, um pouco para cima de Tokyo. Foram 160 alunos do segundo ano do Chugakko (equivale ao antigo ginásio). Eles foram à cidade de Tôgári. Não sei posso chamar de cidade. É um local cheio de verde. No inverno há montanhas boas para esquiar nas proximidades.

No programa havia uma porção de atividades. Foi o dono da pousada que leva os alunos para os passeios. No segundo dia, foram aprender a plantar arroz. Meu filho disse que a água estava gelada. Eles entraram descalços na água barrenta. O arroz do Japão é plantado dentro da água. Com o tempo a água seca. Ironizando um pouco, os japoneses gostam de trabalhar até quando viajam.

Uma parte dos alunos fez canoagem num lago próximo da pousada.

Na segunda noite haveria um passeio noturno pela floresta. Mas os meninos se atrasaram 3 minutos e o Sr. Kanoe da pousada disse que por causa desse atraso, o passeio estava suspenso.
Eu achei um pouco severo demais, mas falei para o meu filho que a pontualidade é muito importante. Daí o Sr. Kanoe contou o seguinte: Um amigo dele queria muito ser policial e tinha todas as condições. Era o sonho desse amigo. No dia do exame, se atrasou 10 minutos. Foi impedido de entrar. Começou a gritar e espernear implorando que o deixassem entrar. Acabou preso por desacato. Moral da história, além de ser impedido de se tornar policial para sempre, ainda acabou com a ficha suja. Assim, o Sr. Kanoe explicou que a pontualidade é muito importante. Depois disso os meninos não se atrasaram mais aos passeios dessa viagem. Lição aprendida, muito bom.

Acho essas flores muito bonitas, se chama Nanohana (ráná). Antes das flores crescerem tanto dá para comer a parte verde. Fazem óleo de cozinha com elas também. Formam-se verdadeiros tapetes amarelos, é muito bonito.

Aqui vcs podem ter uma amostra de como é a zona rural do Japão: montanhas, plantações e muito verde.
Esta acima é a pousada ou hotel. Não dá para especificar qual dos dois é. Meu filho disse que é ryokan (hotel típico japonês). Mas lá eles tem camas, então pode ser hotel. Se chama Kanoe.

Aqui ficaram 9 meninos. Como os hotéis são pequenos, ficaram poucos alunos em cada local.



Na foto acima, o café da manhã. Ou melhor a refeição da manhã, já que não há café. Os meninos comeram salmão, misso-shiru (sopa japonesa), arroz branco sem sabor, verduras, ovo frito.
Enfim, meu filho gostou muito da viagem. Disse que foi muito legal ter ido com os amigos.

As fotos foram tiradas com aquelas câmeras descartáveis, por isso estão diferentes de sempre.


Comentários

Fernanda Reali disse…
Adorei o relato da viagem. Vou twittar sobre isso. Depois te mando o e-mail sobre The Last Lecture, estou com pressa agora.

Bjs
Mônica disse…
Elisa
Que viagem gostosa seu filho fez! A gente sempre ia em excursões de colégio e eu adorava.
O interessante na cultura japonesa é que todos cooperam um pouquibnho para edicação das crianças.
Esta sobre pontualidade,por ex. Se aqui os pais ajudasssem , os professores com pequenos atos, o jovem seria diferente.
Mas um dia nós brasileiros vamos acordar.
com carinho Monica
A NOSSA GARAGEM ERA GRANDE, MAS NÃO ERA ENORME E AINDA TINHA UM PÉ DE JABUTICABA BEM NO MEIO DA CASA.
EU COSTUMAVA DIZER QUE DETESTAVA VARGINHA, UM POVO BEM BURGUES, QUE SÓ GOSTAVA DOS RICOS E DE DIFICIL AMIZADE.
EU MESMA NÃO TENHO NENHUMA AMIGA DE VARGINHA DO PERIODO DE 10 ATÉ 18 ANOS , PERIODO QUE MOREI LÁ.
MAS ADORAVA MINHA CASA.MINHAS AMIGAS. ERAMOS CINCO NA EQUIPE QUE FAZIA TRABALHOS LÁ EM CASA IAM SEMPRE.
mar e ilha disse…
Elisa, que interessante essa excursão do seu filho. E o melhor que ele está ajudando no seu blog fotografando para que vc possa contar para nós.
Diversão e trabalho. Pontualidade. Tanta coisa para aprendermos com o povo japones através de seu olhar. Obrigada por compartilhar conosco.
Aqui onde moro, se avançar um pouco mais fica tudo assim, bem matão rs.
Eu gosto, pq assim sinto q não me estresso.

As fotos ficaram bonitas né. Com filme é diferente de foto de digital. E as cores estão lindas, vivas.

Uma das coisas que a gente precisa aprender melhor: ser pontual. Como é ruim deixar os outros esperando. E como é chato esperar.

Elisa, que lindo campo de na no hana. É canola, não é? O cheiro é bom, próximo daqui tem um campo enorme, eu adoro ir lá pra sentir o cheiro das flores...

O café parece bem gostoso hein rs...
Aproveitaram bem né. E dá os parabéns pelo seu filho, as fotos estão excelentes!
Na minha época de escola já visitei umas fazendas. Não pela escola, mas pelo grupo de escoteiros do qual eu fazia parte como "lobinho".

Não era tão bonita quanto essa e a gente não teve um belo café da manhã desses. Mas mesmo que fosse tudo igual, na época de criança eu nem dava tanta atenção, rsrs.

Hoje em dia eu aproveitaria um passeio desse muito mais, hhahaha.

Abraço!
Desabafando disse…
Ah, que delícia que deve ter sido esse passeio! E sabe, gostei da forma como o professor ensinou algo importante aos alunos ainda que tenha sido um pouco severo. É algo que eles nunca vão esquecer. Eu sou pontual e detesto esperar aqueles que não são...rsrsrs..
Meri Pellens disse…
Legal! Embora a severidade por aquele pequeno atraso. A severidade acompanhada de palavras sábias sempre dará bons frutos. O problema é ser severo com grosserias.
Adorei as fotos.
Beijos na alma!
Yara disse…
Oi Elisa!
Que passeio legal!
E que flores lindas!
Adorei!
Beijos querida!
Rick disse…
Quanto tempo Elisa tudo bem?!
Legal!!!
Já fui pra Nagano, mas era na época de neve, muito bom...acho que lá é onde tem as melhores montanhas para fazer Snow ou Esqui.
Uma das coisas que sinto falta do Japão é esse verde essa natureza do Japão, como sempre trabalhei em interior, sempre morava perto de lugares assim.
BJos!!!
Gostei das fotos e do lugar! Um dia a gente vai acabar passando umas férias num lugar parecido. Muito bom o seu filho conhecer lugares diferentes e tambem sobre pontualidade (quem me conhece sabe: eu chego adiantada, salvo se o trem ou o onibus atrasam).
Beijao!

ps: ja saiu o resultado da enquete...
Cadinho RoCo disse…
Bela aventura.
Cadinho RoCo
Oi!!! Êita saudade das tuas histórias... Esses dias fui aos Correios e me lembrei de vc. "Preciso fazer trocas com Elisa", pensei. Estou à disposição, ok??? Também algo me veio à mente: teve notícias da senhora da floricultura? Estou com mil posts atrasados e fica mais fácil perguntar logo... rsrsrsrs... Bjs
Bah disse…
Que legal Elisa! Se os passeios de criança fosse assim na minha época rs... Aqui tb há lugares bem divertidos, apesar que hj tb não sei onde as escolas levam as crianças rs... Que bom que seu filhote se divertiu bastante na cia dos amigos...

Ele que tirou as fotos?

Kisu!
Frames for you disse…
Muito legal. Adoro Nagano é interior não tem a correria de cidade grande mas tem td que a gente precisa. As fotos ficaram mto boas apesar de ser de camera descartavel e tbem é mto bom passear
Ewerthon Tobace disse…
Oie! voltei!
Nossa, adoro essas viagens rurais. Se bem que sou mais metropolitano...
muito bacana mesmo...
Mônica disse…
Elisa
Só passei para dizer bom dia!
Vamos ao entista ( minha irmã Elisa) para mamae fazer o restante do implante com o genro
com carinho MOnica
Maria Lúcia disse…
Oi
Que coisa quem está no comando
é que leva a tropa pra frente
sem deixar que passem vergonha.
Zero pro sr. Kanoe
Que belo anfritião???
Quem convida paga!!!
Espero saber do seu filho
o que ele achou do passeio.
Eu dava uma olhadinha no sr. perfeito,
que nunca jogou água fora da bacia.
Se eu estou ai ele ia ver só KKKKkkk
Beijos...
Lúcia.
Anônimo disse…
Seu blog continua lindo Elisa. Sempre o vejo pela manhã e me anima o dia. Obrigada!
Lenora de Resende
Fabiano Mayrink disse…
Que legal ver a area rural do Japao, gostei! Elisa eu acho que a for que vc chamou de Nanohana aqui se chama canola, nao sei ao certo mais se for a que estou pensando é canola mesmo,

hotel ou pousada, pra mim é quase a mesma coisa, os dois por aqui tem cama, so que pousada é mais pra relaxar, como em cidades pequenas, nas montanhas ou em praias,

camera descartavel??? nao sabia nem que existia isso, a minha deve ser uma dessas uma canon que durou 2 anos.. deve ser descartavel, ela é birrenta so esta tirando foto no escuro... ai ai , abraços!
Satie disse…
Ai que lindo! Eu passei um inverno em Nagano a uns 15 anos atras!
Sao muito legais os passeios que as criancas aqui no japao fazem ne?
Terei o primeiro passeio com obento do vitinho na semana que vem! Tanoshimi!
Eu leio o sei blog a um tempo ja, e agora resolvi criar o meu tambem e ja estou te seguindo!
bjks

SilviaSatie
http://casadasatie.blogspot.com/
Jana disse…
Lindo né....
poxa o Brasil conhece tão pouco dessa cultura....
Beijos
Anônimo disse…
Elisa
Que fofo esse seu filho colaborando com seu blog...Gostei
muito desse post falando da vida escolar aqui no Japao.Meu filho esta no 2 ano do shogakko tanto ele como eu adoramos a escola.Um beijo pra vcs...Loli
Essa viagem deve ter sido mto legal hein? pelo menos eu ia gostar, gosto mto de ir pro interior, tanto q sou mais louca pra conhecer o interior das cidades européias do que as cidades grandes...

E esse café da manhã hein? delicia!!

Miquilis
Bru
Carina disse…
Ola Elisa, como vai?? Quanto tempo.......Achei muito interesante a vigem! :D Emque série se filho está?? Me identifiquei um pouco pois mês passado fui para Santos,no litoral de SP,para que em setembro eu e meus colegas vamos apresentar um seminário sobre am importância da cidade para o estado etc! Abraços e até o próximo post!!! ;D
Carina,a menina do "<3sss",rsrsrs!!
Fernanda Reali disse…
Elisa, venha se divertir com este beteirol aqui. Estou rindo até agora!!!

http://enfeitisando.blogspot.com/2010/05/moda-de-misturar-activia.html


Beijos!
Fabiano Mayrink disse…
Elisa te mandei um email olha la
lolipop disse…
Olá Elisa!
Que bom que foi visitar meu cantinho. Eu gostei muito do seu e vou ficar a seguir...
Mata ne
TERNURAS
lolipop disse…
Ah! Amo genmai-matcha!
Mônica disse…
Elisa
Eu custei a coloca-las porque não sabia como fotografar, passar pro computador .
A marilia esteve aqui porque meu irmão e cunhada comemoraram o aniversário que foi dia 10 e 11, com um churrasco delicioso.
Todos os irmãos, amigos, sobrinhos e namoradas estavam presentes. Mas não tiramos nenhuma foto.
Será que recebeu as que mandei.? Foi Marilia que me ensinou a enviar por email.
Obrigada um milhão de vezes por nos fazer felizes!
com carinho MOnica
Ela me ensinou.
Acho que aprendi.
Fala Mãe! disse…
Que delícia Elisa, logo são os meus que estão indo a excursões de escola, preciso me preparar rs.. Adorei a foto da pousada, cada vez mais tenho vontade de conhecer o japão. Que bom que meu post te rendeu boas lembranças... saudades de vc, ando numa correria, pois eu voltei pra casa, mas marido continua viajando a trabalho, e eu sozinha com a criançada, deus me ajude rs
beijos querida e boa semana
Monica disse…
Oi Elisa, que lindas as fotos que seu filho tirou!
Um dia quero conhecer o Japão, por enquanto, só vou pra Sp!
bj
Monica Lissa.
Oi Elisa, tinha q ter tirado uma foto dessa mulher na praia.
Deve ter sido bem estranho!!
E esse café da manhã da foto, eu passaria fome :( rs
bjokas

Postagens mais visitadas deste blog

7. Guêr ou ger, tenda-vivenda da Mongolia

Hoje vou mostrar como se monta uma tenda ou casa mongol. Ela se chama ger (guêr). Construir o ger fazia parte desta nossa viagem.
Na época que eu fui a temperatura estava entre 10 a 15 graus de manhã e a noite. Durante o dia estava entre 20 e 25 graus. Foi agradável e deu para fugir um pouco desse calor infernal que está fazendo no Japão esse ano.
Primeiro coloca-se a porta e estrutura da parede.
Em seguinda monta-se o pilar central dentro do ger. Colocam a base do teto. Olhem que gracinha esse menino no centro da foto.
Não sei se esse garotinho queria ajudar ou brincar, mas lá estava ele escalando a grade.
O esqueleto do ger é coberto com pano e cobertor de lã de camelo.
Cobrem o teto e paredes com tecidos grossos para proteger do frio. O menino ainda está lá.







Cobrem com o tecido branco característico de todos os gers. Meu filho quando pequeno também era assim, queria ajudar em tudo. Aliás, ele ajudou muito para fazer esse ger. E gostou da experiência.
Fiquei refletindo. Nós das cidades quando const…

8. Mongolia: roupas e comida

Hoje vou falar da roupa e comida da Mongólia.
Eu sei que Mongólia tem acento. Mas no título não coloquei de propósito porque assim, podem fazer um hit em inglês e pelo menos poderão ver as fotos. Já com acento acho que não aparecerá nas buscas em inglês.
A roupa que as mulheres estão usando se chama dêr. É longo, quentinho, protege bem do frio.
Com essa roupa as mulheres podem se afastam um pouco do ger (tendas) e vão fazer xixi. Elas se agacham e o dêr cobre tudo. Muito prático. Dá até para andar a cavalo.

A roupa típica dos nômades para homens também se chama dêr. O Dêr dos homens não é estampado como das mulheres. Esses dois homens, o do centro e do lado esquerdo usam dêr cinza com faixas coloridas. O homem da foto abaixo usa dêr azul. Na cabeça usam boné ou chapéu tipo ocidental. Eu acho que chapéu e bonê não combinam com o dêr. Mas o chapéu típico é assim: Imagine a metade de um coco. Em cima do coco, bem no meio fica um chifre comprido com uma bolinha na ponta. É meio esquisito, acho que por i…

Verduras no vapor

Ultimamente tenho usado essa cuscuzeira para cozinhar verduras e legumes. No vapor. Sempre achei que demorava muito para fazer batatas cozidas. Leva todo o tempo de esquentar a água. No vapor vai muito mais rápido. Depois da batata, experimentei cozinhar abóbora como na foto. Deu certo com vagem, espinafre (horensô), batata doce, quiabo, aspargos, etc.
É mais rápido, ecológico e as verduras ficam mais gostosas. Acho que perdem menos nutrientes porque eles não vão embora junto com a água do cozimento. Adoro soluções assim, boas em muitos sentidos.
Comprei essa cuscuzeira em São Paulo. Vc pode encontrar em casas do norte, que são lojas de produtos do nordeste. Lá no nordeste essa panela é muito usada para fazer cuscuz.
No começo eu só usava para fazer cuscuz. Hoje uso também para cozinhar verduras no vapor.