Pular para o conteúdo principal

Restaurante Mexicano El Torito

Eu me inscrevi no sos-japão. Inscrevendo-se, vc pode receber informações importantes sobre o terremoto no Japão. Além disso vc pode ajudar e receber ajuda.


.................................................

Antes de começar o post anunciado no título gostaria de escrever o seguinte. Começou a novela Morde e Assopra terça aqui no Japão transmitida pela Globo Internacional. Logo no primeiro capítulo acontece um terremoto no Japão. Logo agora que o susto estava passando! Na cena, pessoas desesperadas fugindo do terremoto. Para mim voltou aquela sensação ruim novamente. Além disso, gostaria de apontar algumas falhas: os japoneses nunca saem correndo em caso de terremoto. A orientação é encontrar um lugar seguro, por ex. embaixo de uma mesa e ficar quieto até o tremor passar. (em certos casos em primeiro lugar é importante abrir as portas e desligar o gás). Na novela uns japoneses se assustam com um fóssil de dinossauro dizendo que aquilo traz mau agouro, etc. Corrigindo: o povo japonês não é dado a essas crendices e aqui todos sabem o que é paleontologia. Sei que novela é ficção, mas tem coisas que causam mal estar em quem vê.



Já que as coisas estão se normalizando, hoje vou postar fotos de um restaurante mexicano chamado El Torito. Fomos comemorar o aniv. de duas amigas lá. Isso foi antes do terremoto. O restaurante fica no prédio da OIOI.


A entrada acima. Com salmão defumado, peixes empanados e uma saladinha de abacate com vinagrete mexicano.

Esse foi o bolo de aniversário que eu fiz para ela. Fiz os corações de pasta americana e espetei num arame de fazer flores.

A salada acima com abacates, queijo, alface, vinagrete, camarões, etc.

Não conhecia esse espeto mexicano. Estava ótimo. No espeto tem camarões e kai-bashirá (alguém sabe como se chama em português?)
Embaixo carne e frango em tirinhas. Esqueci o nome das carnes. Mas é o que colocam dentro dos tacos. Comemos com tortillas.



Comentários

Oi Elisa (eu coloquei os tels adicionando mais um gadget: procure por "texto", dai vc pode colocar uma janelinha com o que quiser... e é só escolher a melhor posição que vc considerar no seu layout)

que delícia esse restaurante, eu adoro comida mexicana. Kai Bashira não é o músculo central adutor das vieiras? não sei que nome tem em portugues...

a novela vai ter muitas coisas estranhas...inclusive, a personagem dekasegi vai ser uma mendiga de rua! rs... eu olhei o capítulo, achei tb bem esquisito... fora o estereotipo do nerd, essas coisas né. mas pelo menos não mostraram japonês como bizarrice (sempre fazem isso ne)

eh isso ai! bjs
Anônimo disse…
Vc tem toda razão nas suas observações sobre a novela. Tambem havia notado.
Quanto ao restaurante volte lá assim que puder. aproveite tudo de bom e aos poucos va deixando o terremoto para traz. Seja muito,muito feliz.Lenora
Fabiana disse…
Elisa,
Também assisti ao primeiro capitulo da novela.
Gostei da homenagem que fizeram as vitimas do terremoto.
Mas de resto, tenho que concordar com você.

Adorei os pratos do restaurante, adoro comidas picantes, mas nunca tive oportunidade de provar uma comida mexicana.
Claro que o ponto alto do post, fica por conta desse lindo bolo.
Decoração simples , mas maravilhosa....
beijos
Anônimo disse…
temos que reclamar com a produção, da central globo, eles devem ter uma equipe de n assessores para dar suporte ao autor da novela, que me parece até esteve no Japão, e deixar passar essas falhas que vc apontou. estou por fora de novelas globais, e vc fez uma análise que quase ninguém observou. Se vc estivesse para assessorá-lo heim Elisa? estavamos feitos. Continue nos brindando com sua análise da novela global.
tudo de bom e obrigada pelas informações do sos japão.
beijos
madoka
Oi Elisa! Bom, sobre a novela da Globo, vou falar a verdade: desde que minha adolescencia nunca parei pra assistir uma inteira. Nem no tempo do Roque Santeiro. Sei que j-dorama tem algumas meio estranhas, mas... nem posso comentar...
Falando em comida: ano passado, nao sei se você chegou a ler no meu blog, minha firma fez o bonenkai no El Torito, no Sunshine de Ikebukuro. Tá, eu abusei um pouco da tequila, mojito (que detestei), margueritas e cerveja Corona, mas o Party Course estava muito bom mesmo!
Mas dos pratos apresentados, eu so conheço a salada.
E o bolo ficou lindo!!! Como queria ter esse capricho todo que vc tem!!

Ah! O post do El Torito está aqui:
http://piggy-sakura.blogspot.com/2011/01/quando-tequila-do-vizinho-e-mais-forte.html (Quando a Tequila do Vizinho é Mais Forte)

Beijao!!!
Bruxa disse…
Oi Elisa!
A globo e sua incrivel capacidade de distorcer culturas. Sempre que fazem novelas em outros paises, com raras excessoes, distorcem e exageram os costumes locais. Eu ha muito tempo não assisto novelas.

Hum, belas fotos, parece muito apetitoso. Achei uma fofura o bolo.

Beijinhos
Mônica disse…
Elisa
Voce não acredita. Eu morro de preguiça de assistir novela. Quando trabalhava e não tinha tempo eu queria uma TV do tamanho do quarto para assistir filmes e novelas. Não quiz mais depois de aposentada.
Esqueci ate que ela falaria sobre Japão
Ainda bem que voce está corrigindo. E a Globo era mais detalhista nesta parte mas agora acho que não está sendo mais,
com carinho Monica
Olá elisa! Meu nome é Danillo e sou dono do site anime-sun.com
Esse é um site de notícias e estou a recrutar integrantes para redação. Estaria tú interessada em participar? Nós também temos um local dedicado a blogs que falam sobre cultura nipônica. Caso esteja interessada, por favor, nos contate via email ou via formulário no site no menu "contato". email: riku@anime-sun.com .
Um grande abraço!
Tabeteimasu disse…
Olá Elisa,
Infelizmente as novelas da Globo (e das outras emissoras brasileiras) não são referência de cultura nenhuma e acabam emburrecendo a população que assiste. É triste pois a TV, uma ferramenta que atinge praticamente todas classes sociais leva muito pouca coisa útil para as pessoas.

Os pratos do El Torito parecem bons. Aqui a maioria dos restaurantes mexicanos são no estilo Tex-Mex (americanizado). E é difícil ver peixes e camarões no cardápio deles.

Fiquei com vontade de experimentar o bolo...rs...

Abs,
Carlos
mar e ilha disse…
Elisa, adorei o bolo que vc fez para sua amiga. LIndo!!! Essa novel ainda nao tive tempo de assistir, mas ao contrários de alguns amigos deste blog eu adoro novela.! Para mim é diversão. Beijos
Muriel disse…
Oi,,
Adoro ver novelas da Globo que passam no Rio de Janeiro... Pois estou morando do sul e sinto saudades
das pessoas, do meu sotaque tão carioca, de tudo improvisado, do calor das pessoas... e do calor do lugar tbm..
Adoro comida Mexicana.. principalmente quando coloca abacate na comida. Amu salada de abacate com hortlã.. Álias só eu que como aki em casa...
Achei o bolo muito CUTE ... CUTE...
(fofoserrrrrímmoooo)
Bjus e Boa sorte
Diana disse…
Deu oq falar aqui no brasil o primeiro capitulo. Um jornal carioca estampou a machete: triste coincidencia.
Pq eles haviam gravado em dezembro as cenas do terremoto. Muitas pessoas criticaram a novela, e estao com medo de como os otaku serao ridicularizados. Culpa do autor que tem fama em exagerar das coisas...é a visão dele.
Essas comidinhas parecem ótimas! Deu agua na boca *-*
Bah disse…
Hmmm que delícia de comidinha... seus bolos estão cada vez mais bonitos. vc está caprichando, como sempre minha querida.

Kisu!
Desabafando disse…
é por essas e outras que nao assisto mais novelas..e amiga, seu bolo ficou lindo!

Postagens mais visitadas deste blog

7. Guêr ou ger, tenda-vivenda da Mongolia

Hoje vou mostrar como se monta uma tenda ou casa mongol. Ela se chama ger (guêr). Construir o ger fazia parte desta nossa viagem.
Na época que eu fui a temperatura estava entre 10 a 15 graus de manhã e a noite. Durante o dia estava entre 20 e 25 graus. Foi agradável e deu para fugir um pouco desse calor infernal que está fazendo no Japão esse ano.
Primeiro coloca-se a porta e estrutura da parede.
Em seguinda monta-se o pilar central dentro do ger. Colocam a base do teto. Olhem que gracinha esse menino no centro da foto.
Não sei se esse garotinho queria ajudar ou brincar, mas lá estava ele escalando a grade.
O esqueleto do ger é coberto com pano e cobertor de lã de camelo.
Cobrem o teto e paredes com tecidos grossos para proteger do frio. O menino ainda está lá.







Cobrem com o tecido branco característico de todos os gers. Meu filho quando pequeno também era assim, queria ajudar em tudo. Aliás, ele ajudou muito para fazer esse ger. E gostou da experiência.
Fiquei refletindo. Nós das cidades quando const…

8. Mongolia: roupas e comida

Hoje vou falar da roupa e comida da Mongólia.
Eu sei que Mongólia tem acento. Mas no título não coloquei de propósito porque assim, podem fazer um hit em inglês e pelo menos poderão ver as fotos. Já com acento acho que não aparecerá nas buscas em inglês.
A roupa que as mulheres estão usando se chama dêr. É longo, quentinho, protege bem do frio.
Com essa roupa as mulheres podem se afastam um pouco do ger (tendas) e vão fazer xixi. Elas se agacham e o dêr cobre tudo. Muito prático. Dá até para andar a cavalo.

A roupa típica dos nômades para homens também se chama dêr. O Dêr dos homens não é estampado como das mulheres. Esses dois homens, o do centro e do lado esquerdo usam dêr cinza com faixas coloridas. O homem da foto abaixo usa dêr azul. Na cabeça usam boné ou chapéu tipo ocidental. Eu acho que chapéu e bonê não combinam com o dêr. Mas o chapéu típico é assim: Imagine a metade de um coco. Em cima do coco, bem no meio fica um chifre comprido com uma bolinha na ponta. É meio esquisito, acho que por i…

Verduras no vapor

Ultimamente tenho usado essa cuscuzeira para cozinhar verduras e legumes. No vapor. Sempre achei que demorava muito para fazer batatas cozidas. Leva todo o tempo de esquentar a água. No vapor vai muito mais rápido. Depois da batata, experimentei cozinhar abóbora como na foto. Deu certo com vagem, espinafre (horensô), batata doce, quiabo, aspargos, etc.
É mais rápido, ecológico e as verduras ficam mais gostosas. Acho que perdem menos nutrientes porque eles não vão embora junto com a água do cozimento. Adoro soluções assim, boas em muitos sentidos.
Comprei essa cuscuzeira em São Paulo. Vc pode encontrar em casas do norte, que são lojas de produtos do nordeste. Lá no nordeste essa panela é muito usada para fazer cuscuz.
No começo eu só usava para fazer cuscuz. Hoje uso também para cozinhar verduras no vapor.