Pular para o conteúdo principal

Furoshiki, homenagem



Gente, recebi uma bela homenagem de uma nova amiga. Se quiserem ver, aqui está o link
do blog da Maisha. Tá até parecendo que morri, imagine homenagem para mim. Maisha de Portugal é minha seguidora número 100. Desde que a conheci, coincidências tem acontecido. Ela me ofereceu flores e chocolates virtuais. E hoje mesmo ganhei um chocolate igual da foto dentro de um origami. Ganhei da Claudia. Obrigada amiga, sei que vc está lendo. Ganhei um chawan (tya-wan) dela também. Vejam que capricho.

Aulinha de japonês: origami é uma técnica de dobrar papéis coloridos que formam coisas que existem de verdade como flores, animais, objetos. É feito sem tesoura, só dobrando.
Cha-wan (tya-wan) é a cumbuquinha japonesa para comer arroz.

..................................................................................................

Hoje li um texto muito bom no blog do Phalador. Lendo atentamente vc vai ver coisas muito verdadeiras ali. Recomendo.
.......................................................................................


Furoshiki é o pano Bombril do Japão tem mil e uma utilidades.
A Laély do blog Sala da La e a Poderosa ponto com me deram a ideia de ensinar como usar um furoshiki. Furoshiki era uma coisa dos tempos da vovó, mas ultimamente tem sido revalorizado porque pode substituir sacolas e embrulhos de presente. Sendo assim, é uma opção ecológica.

Como embrulhar uma mousse de maracujá com furoshiki

Cubra a vasilha com papel filme

Coloque a mousse no centro do furoshiki

Coloque duas extremidades em cima da vasilha.
Pegue as outras duas pontas e amarre.


É a mesma situação da foto acima, apenas virei.


Por fim, dê um nó. Este é o modo mais simples e básico.
Há vários outros. Dá para embrulhar melancia, garrafa de vinho.
Sinceramente, estou achando isso muito mal explicado, nem eu estou entendendo, rsrs
Se chegarem reclamações e dúvidas vou postar de novo com mais fotos.
Homens também podem usar versões em cores mais sóbrias como preto, azul, cinza, etc.
Manoel pode embrulhar a arma secreta e carregar por aí.

É difícil encontrar no Brasil. Vc pode comprar pano e costurar um quadrado.
Tenho uma amiga muito talentosa que produz e vende furoshikis
e outras coisas lindas de tecido.
Tatiana Polo
Zomê atelier/ 11 3564 1680
tpolo.zomatelier@yahoo.com.br


................................................................................
Obrigada pela preocupação, minha queimadura melhorando bem. Fui a um dermatologista e devo isso ao José Junior de Machida. Obrigada, só melhorei depois de ir lá.





Comentários

Fabiano Mayrink disse…
Oi, que graça o bombom, as coisinhas ai me parecem muito delicadas, achei legal o furoshiki, bem pratico e certamente impede os mosquitos :)

abraço!
Larissa disse…
Amiga, estou na correria, planejando um evento para a faculdade. Desculpe a ausência... passa lá no meu blog, tem 2 promoções rolando. Bjs!!!!!
Reyel disse…
Furoshiki lembra-me coisa chic rs...

Legal. Parece-me q é só cruzar as extremidades (pontas) e amarrar, não?

Mileumautilidades!!!

Bjo na alma!
Teórico disse…
É bem complicado de fazer, mas bonito de se ver...rs

Beijos
Bah disse…
Adoro origami! Mas só gosto de caixinhas... se eu abrisse uma loja só de caixinhas, eu ficaria rica, porque gosto de fazer rs.... esses furoshiki eu comprei em casas especializadas no Japão.. é super baratinho e as estampas são lindas.

Kisu!
Desabafando disse…
Que bom que está melhorando...e sabe que eu adoro fazer origami? Não te digo que sei fazer vários pois há alguns complicados...mas conheço e sei alguns..rsrsrs...

Confesso que amo fazer Tsuru sabe? Tanto que li sobre uma lenda que se vc fizer 1000 deles um desejo seu se realizaria. Vc acredita que eu fiz 1000? Há uns vários anos atrás...rsrsrs...e meu desejo não foi atendido..rssrsrs...

Ah, adorei esse pano multiuso.
Angela disse…
Olá,
Qtas novidades e qtas coisas boas. Achei que vc explicou direitinho o jeito de se amarrar o furoshiki e mto bom para usarmos aqui tbm, tomara que a moda pegue.
Vou visitar os blogs que vc citou no post.
Parabéns por estar fazendo tantos amigos, vc é um amor de pessoa e seu blog um lugar ótimo e descontraído para visitar.
PS: Assim que tiver tempo vou visitar o sex shop que vc indicou, rsrsrs.
Bjs
Blog do Óbvio disse…
Elisa, minha querida amiguinha. Vou reproduzir um pedaço de seu comentário:
"Cine Palas, dá para adivinhar minha idade, não? Vc não estava lá porque o cinema estava vazio. Mas sério, acho que tinha um menino de cara redonda e cabelo castanho andando pelas ruas com cara de sapeca. Esse pode ser vc".
Quanto à idade, o seu interior (muito bonito por sinal) é quem determina. Acho que estava mesmo nas imediações. O cabelo está certo, mas o rosto não é tão redono, rsrsrs! Ainda consigo imaginar nós dois de mãozinhas dadas na fila para comprar pipoca em frente ao cinema. Aquele pipoqueiro ainda existe e tem 2 filhos engenheiros e um médico. Tudo isso graças as nossas idas ao Cine Palas, hehehe!
Muito bacaninha essa sua postagem explicativa. Esse tipo de embalagem era coisa de Vó por aquí também. Só que não tinha aindo sido promovida a embalagem. Seria mais um embrulho caseiro.
Se a ecologia começar a fazer o retorno de coisas da Vó, vai ser engraçado. Em vez dos MP (3,4,5,6,7,8,9,10...), andaríamos com uma caixinha de música. Ao ser aberta apareceria qualquer grupo musical cantando e dançando. Legal, né? E por aí vai. Uma beijoca muito carinhosa pra você. Estou te esperando na fila da pipóca. Você vai querer pipoca doce ou com queijinho???!!! Manoel.
Elisa...
Encontrei vários videos no youtube que ensinam a embrulhar objetos de diversas formas.Tem também em alguns sites um folheto com todos os tipos de dobras e o nome correspondente de cada uma delas.
Tomara que a gente consiga divulgar isso e que isso vire moda, antes do natal.Invés de embrulhar uma garrrafa de vinho, um livro e até flores com papel que depois vai pro lixo que tal um furoshiki no lugar? Quero divulgar a loja da sua amiga.
Beijos e cuide-se bem!
Bah disse…
oi me passa seu e-mail q eu mando as instruções do sorteio e como vc ofereceu, aceito de todo o coração um marcador. escrevo pouco pq estou com 1 mão apenas "catando milho" rs...

kisu!
Mari disse…
Oi Elisa,bolo pra mim tem q ser alto,qdo criança não tinhamos dinheiro pra comprar bolo na escola,um dia vi um menino da minha sala comendo e me deu uma vontade enorme....Depois disseo prometi q eu ia eprender a fazer um bolo daqueles,bem alto!!!Matei a minha vontade,com 12 anos aprendi a fazer bolo sozinha e sempre foi assim alto!!!Pelo menos consegui matar minhas lombrigas!!Depois disso sempre faço bolos altos,e blog enina mesmo as coisas....Pelas minhas andanças aprendi muita coisas,só tenho q agradecer a todoas(o) brogueiros por ensinar os segredos pra gente,obrigada
E qto ao contador entra nesse site http://www.amazingcounters.com/samples.php
Tem bastante modelos,entre no layout clica em adicionar um gadget do lado direito e o resto vc deve saber copiar e colar em html,pronto sem nenhum segredo..
Se ainda tiver duvidas só perguntar,estarei a seu dispor com muito prazer
Origami lindo!!!
Bjos
Laély disse…
É Elisa...Ficou meio mais ou menos, esta sua explicação. rsrs
Mas a ideia de fazer os embrulhos como se fossem marmitinhas, é bem simpática e maternal!
O tecido precisa ser quadrado, igual papel de origami, se entendi?!
Mostra mais, mais!...
Dil Santos disse…
Oi Elisa, tudo bem?
Menina, eu tentei, tentei, fazer origami mas nunca deu certo, chega num ponto q erro e tal.
Então menina, eu ñ entei, pq na verdade eu ñ compro, compram para usarmos juntos kkkkkkkkkkk
Mas assim q eu tiver oportunidade entro num, na boa, sem vergonha nenhuma, algo tão normal, e o povo fica cheio de vergonha, rs.

Bjo
:)
Cibelle disse…
Adorei a coincidência do chocolate, rsrs...
Agora quanto ao Furoshiki entendi mais ou menos, rsrsrs... Beijos!
Acho tão lindo origami!!q bom q vc foi procurar o médico e está melhorando...
bjinhos
Larissa disse…
Ahh que engraçadinha né dona Elisa...rsss Se vc ganhar vai pro Japão sim, nem que demore um pouco para eu juntar dinheiro por sedex!
Bom, é a primeira vez que faço um sorteio. Tudo vai depender da quantidade de pessoas (comentários) participando. Vou fazer o seguinte: se for até 100 pessoas, vou fazer papéizinhos e sortear. Se for mais que isso, vou pegar o número (3 últimos dígitos) sorteado pela loteria fedreal, igual a Mari fez aqui: http://brincandocasinha.blogspot.com/2009/10/e-o-livro-vai-para.html
Vou amar participar do seu sorteio, pois tenho certeza que o ganhador (a) não será do Japão...rs Bjs!!!!
Larissa disse…
Olha o que eu acabei de achar (canto direito da tela!) Bjs!!!!!!
Larissa disse…
http://www.random.org/
Xiii se eu fizer esse treco com o pano vai mousse para um lado e pano para o outro, não sou mto boa com nós apesar de ter certo jeito com artesanato hahaha

Boa quartaaaa

Miquilis
Bru
Gesiane disse…
Esta semana está meio corrida amiga, por isso as visitas aqui estão menos frequentes, assim que a coisa acalmar volto todo dia...

Não vi o episodio 2 de Tokyo Dogs, acho que hoje vou procurar na net... vc me deixou curiosa!!!

beijos
Oi Elisa, acho chic o furoshiki! Outro dia vi ideias de lembrancinhas de caixa de chocolate enrolada assim e achei lindo!
Voce me perguntou, e sou eu sim que traduzo o texto para ingles, meio timidamente, ja que ate entao, nao escrevia nem bilhete para a professora do meu filho, achando que nao sabia! Prefiro assim pra facilitar, porque quando vejo o tradutor do google em algum blog, eu nunca aciono...
Outra coisa, sobre as fotos- segundo a etica blogueira, vc pode usar as fotos de outros sites desde que informe a fonte, mesmo que nao tenha sido a fonte original, assim vc esta dizendo que a foto nao eh sua.
Existem alguns sites ou blogs, que eles pedem para voce nao utilizar as fotos, que sao pessoais, entao vc pede primeiro e espera por uma resposta.
Um obraco e obrigada vc tambem por me colocar em sua lista!
Furoshiki é uma graça, uma arte ne.
Acho tão bonitinho ver as coisas embaladas assim.
Lindo esse bombom!

Esse blog do seu amigo eh muito bom, os textos são ótimos.

Vc viu esse link? Falei de vc lá rs...bem no finalzinho http://mauj77.blogspot.com/2009/10/escada-luzes-iluminacao-montanha-japao.html

bjo minha querida amiga, um bom descanso p vc.
Achei muito lindo e criativo o bombom...
Ufah!Até que enfim está melhor da queimadura!
Cuide-se bem!!!


Beijo
J.R disse…
brigadão pela citação Elisa!!!!

cuide da queimadura direitinho heim? quando viera a Santos quero ver isso aí bemmmm bonito..rs


Brigadão pelo carinho... Ainda não consegui agradecer em palavras a altura.... Estou tentando.


bjão!
Lisa Nunes disse…
Querida
que bela cesta ganhaste da sua nova amiga portuguesa.É linda. E este chawan (da foto),que fofo!!

Furoshiki aqui no Brasil, acho que se usa mais para fazer piquiniques, o mesmo tecido que enrola um prato é usado de toalha depois.E é fácil de fazer em casa, só costurar um pano ao quadrado. simples assim.

Fico feliz que estejas melhor da queimadura. Que bom que foi só um susto. beijim
Aninha Leme disse…
que delicia esse bombommm era do que?
nham nham
adoro todas essas coisinhas que vc fazzzzzzzzz. mas parece difícil!

besosssssssss
Essa florzinha só tem papel dentro, é? Aí não tem graça... Saquei que é origami, mas de tão colorido me deu fome!!! rsrsrsrs... O furoshiki é fofinho, mas para levar num ônibus não dá, né? Ou dá?

Postagens mais visitadas deste blog

7. Guêr ou ger, tenda-vivenda da Mongolia

Hoje vou mostrar como se monta uma tenda ou casa mongol. Ela se chama ger (guêr). Construir o ger fazia parte desta nossa viagem.
Na época que eu fui a temperatura estava entre 10 a 15 graus de manhã e a noite. Durante o dia estava entre 20 e 25 graus. Foi agradável e deu para fugir um pouco desse calor infernal que está fazendo no Japão esse ano.
Primeiro coloca-se a porta e estrutura da parede.
Em seguinda monta-se o pilar central dentro do ger. Colocam a base do teto. Olhem que gracinha esse menino no centro da foto.
Não sei se esse garotinho queria ajudar ou brincar, mas lá estava ele escalando a grade.
O esqueleto do ger é coberto com pano e cobertor de lã de camelo.
Cobrem o teto e paredes com tecidos grossos para proteger do frio. O menino ainda está lá.







Cobrem com o tecido branco característico de todos os gers. Meu filho quando pequeno também era assim, queria ajudar em tudo. Aliás, ele ajudou muito para fazer esse ger. E gostou da experiência.
Fiquei refletindo. Nós das cidades quando const…

8. Mongolia: roupas e comida

Hoje vou falar da roupa e comida da Mongólia.
Eu sei que Mongólia tem acento. Mas no título não coloquei de propósito porque assim, podem fazer um hit em inglês e pelo menos poderão ver as fotos. Já com acento acho que não aparecerá nas buscas em inglês.
A roupa que as mulheres estão usando se chama dêr. É longo, quentinho, protege bem do frio.
Com essa roupa as mulheres podem se afastam um pouco do ger (tendas) e vão fazer xixi. Elas se agacham e o dêr cobre tudo. Muito prático. Dá até para andar a cavalo.

A roupa típica dos nômades para homens também se chama dêr. O Dêr dos homens não é estampado como das mulheres. Esses dois homens, o do centro e do lado esquerdo usam dêr cinza com faixas coloridas. O homem da foto abaixo usa dêr azul. Na cabeça usam boné ou chapéu tipo ocidental. Eu acho que chapéu e bonê não combinam com o dêr. Mas o chapéu típico é assim: Imagine a metade de um coco. Em cima do coco, bem no meio fica um chifre comprido com uma bolinha na ponta. É meio esquisito, acho que por i…

Verduras no vapor

Ultimamente tenho usado essa cuscuzeira para cozinhar verduras e legumes. No vapor. Sempre achei que demorava muito para fazer batatas cozidas. Leva todo o tempo de esquentar a água. No vapor vai muito mais rápido. Depois da batata, experimentei cozinhar abóbora como na foto. Deu certo com vagem, espinafre (horensô), batata doce, quiabo, aspargos, etc.
É mais rápido, ecológico e as verduras ficam mais gostosas. Acho que perdem menos nutrientes porque eles não vão embora junto com a água do cozimento. Adoro soluções assim, boas em muitos sentidos.
Comprei essa cuscuzeira em São Paulo. Vc pode encontrar em casas do norte, que são lojas de produtos do nordeste. Lá no nordeste essa panela é muito usada para fazer cuscuz.
No começo eu só usava para fazer cuscuz. Hoje uso também para cozinhar verduras no vapor.