Pular para o conteúdo principal

Perfume, diva




Li hoje sobre perfume num blog.
Há tempos queria comentar o seguinte.
Li na Folha de SP o seguinte:
Está comprovado cientificamente que as japonesas
não tem cheiro. Explicando, não tem odor corporal.
(A pesquisa não dizia nada sobre
os homens japoneses).
Já tinham ouvido falar disso?

Eu tenho a alma, o coração e a cabeça de brasileira,
mas meu DNA é 100% japonês.
Pedi para o meu filho me cheirar (assim perto do pescoço) e ele disse
que não tenho cheiro algum, mas tenho
um cheiro muito delicioso.
Li em outro artigo científico que logo que nascem
mães e bebês aprendem a identificar um o cheiro
do
outro. A mãe começa a achar o cheiro do bebê
delicioso
e o bebê também começa a adorar o cheiro da mãe.
Assim os laços se fortalecem.

E você que é mulher nissei, sansei, já fez o teste?
Queria que vc fizesse e me contasse depois se vc tem cheio ou não.

E vocês já cheiraram alguma japonesa?
Elas não tem cheiro?



Nada como um selinho par alegrar nossa vida, né?
Ganhei da Aninha Leme do
Deu Zebra.
A mensagem do selinho é: claro que somos mulheres modernas, independentes, bem resolvidas, seguras...mas isso não quer dizer, nem de longe, que não gostamos de dengos e mimos, afinal, SOMOS TODAS DIVAS. Assim sendo, respondam quais as gentilezas, os cuidados que mais apreciam nos homens, aquelas coisas que eles fazem e vocês ficam encantadas. Depois, repasse para 3 amigas blogueiras.

Gosto de homens:

-Um pouco selvagens
-Que saibam cozinhar bem
-Que se emocionem lendo Shakespeare

Repasso para as amigas dos blogs:
Inquietações
Moniquinhaquinha
Bah



Comentários

Fabiano Mayrink disse…
Elisa que curiosa pesquisa, sabe que voce me fez lembrar uma coisa curiosa, sempre que vamos na casa de alguem sentimos um cheiro diferente no ar, e que so encontramos na tal casa, todas as casas e pessoas tem um cheiro diferente, mas ja que as japonesas nao tem cheiro isso tem um lado bom, depois de uma corrida ou um longo dia de trabalho olha que otimo rs!


um abraço!

ps: Elisa esta semana achei um site de template pra blog super interesante que voce pode escolher um que tem varias colunas da uma olhada http://www.allblogtools.com

achei um maximo e ja testei funciona!
Andrea disse…
Elisa ,nunca ouvi falar nada a respeito disso ,que japones não tem odor corporal ..
e nunca cherei nenhum japones (a) rs

beijão pra vc
Elisa, esse post foi bem interessante e olha que nunca ouvi falar que japonesas nao possuem odor corporal! Quanto aos homens terem cheiro, bem, depois de uma corrida, trabalho e sol, nem eles proprios acho que aguentam dentro do trem (experiencia vivida toda noite voltando pra casa)...
Dil Santos disse…
Oi Elisa, tudo bem?
Menina, essa é nova pra mim, rsrsrs
Bjos
:)
Realmente as japonesas nao costumam ter cheiros. A nao ser dos cosmeticos...agora os homens, rs... tem cheiro pelos homens e mulheres tb, fora o bafo de muitos rs...
Laély disse…
Eu, hein! Que pesquisa mais esquisita! Será que saíram a cheirar todos os japoneses?!...
Elisa, quanto ao seu comentário no blog:
Você tá parecendo o meu menino de 9 anos: pergunta, pergunta...rsrs
Olha, até pouco tempo atrás, havia um buraco no teto da minha cozinha por causa de infiltração, os armários estavam caindo e até sem porta, enfim: um desastre!
Nada é tão ruim que não possa ser melhorado, inclusive, a gente mesmo!

Eu não tenho o menor constrangimento de admitir que sou "dona de casa", antes de ser médica. Aliás, acho que as mulheres andam complicando muito os papéis e a vida.

Acompanhei outros blogs, antes de criar o meu, por +/- 1 ano, sem nunca comentar ou seguir: no máximo, fiz inscrição para receber as atualizações via e-mail. Até achar que teria condições e coragem para escrever também.

Elisa, apesar de vibrar a cada novo seguidor que chega, eu não me deslumbro com isso, mesmo porque, tem muito blog que tem muuuuito mais que eu e está há mais tempo nessa estrada. Apenas, acho que é uma consequência de gente fazer a coisa com capricho e paixão. Sentiria-me frustrada, se tanto esforço não estivesse repercutindo. Ainda tenho muito a aprender. É preciso paciência e humildade.
Um abraço!
Bah disse…
Meu marido disse que eu não tenho cheiro, só quando não tomo banho rs... brincando claro mas isso nem precisa comentar né? rs... Já ele, se fizer muitos exercícios fica cheirando sim rs. É, por isso que qq coisa que eu passe seja um desodorante, perfume ou creme cheiroso, fica na pele até a hora do banho rs... Sou pobre mas sou limpinha sabe como é? rs. Não tenho problema de sudorese e tb não fico fedendo qdo suo demais. Sobre o selo, vou responder aqui mesmo. Gosto de homem inteligente, não me importa seu porte físico, não gosto de cara muito sarado, pq não gosto de competição, gosto de humor, mas mais pro sarcástico. Isso tudo é meu marido. Depois de muito tempo achei minha tampa da panela rs.

Kisu!
Desabafando disse…
Amiga, essa pra mim é nova...rsrsrsrs...não sabia disso não! Será verdade? rsrsrsrs...

Ah, eu sei que aí no Japão o pessoal está acostumado a trabalhar 12 horas...a diferença aqui é que eu trabalharia por 12 h mas ganharia o equivalente a 6horas de serviço. Aí não dá né? Se ainda fosse pra ter um bom salário eu poderia me arriscar por um tempo, mas pra quase pagar pra trabalhar não dava. Tenho um outro post programado pra hoje contando sobre uma outra entrevista que fiz tempos atrás...passa depois pra ler..rsrsrs...

ah, sobre o slide. Eu criei uma conta no slide.com Lá você coloca todas os selinhos depois vai gerar um código html pro blogger. Então vc adiciona o gadget html no layout do seu blog com aquele código. É bem fácil. Sei que dá pra fazer no picasa e outros programas de fotos, mas tentei e tive dificuldades...o que ue achei mais fácil foi esse. Qualquer dúvida me avisa!
J.R disse…
Grato pela citação!

Sobre perfumes... Adoro perfumes, naturais, ainda não fiz o teste,(em relação às japonesas) quando fizer te aviso.

Brigado mais uma vez pelas palavras que me emocionam.

Textos de macho? rsss.. Forte não?

ótimo Domingo pra vc.

Bjs!!
Aninha Leme disse…
Humssssssssssss
que curiosooooooooooo
hihihihi
olha, eu nunca cheirei uma japonesa! ahahahha (ainda bem, céus!!)
mas já tive um namorado japonês e ele era bem cheirositos, viu? hihihi
mas a questão da pele é diferente mesmo! os japoneses são mais cheirosinhos do que os brancos/ hispãnicos.

uia!!!!!!!! que descoberta, eihn? \o/

besosssssssssssssss
Mônica disse…
Elisa
Obrigada pelo selinho
Fui em SA num churrasco na Fazenda Cachoeira. que meu tio Fernando deu para vender cavalos
Fiquei pensando! Será que um dia trago a Elisa aqui?
Com carinho Monica
Gesiane disse…
Nossa isto é totalmente novo pra mim... Mas acredito que tenha um fundo de verdade assim como tem outras etnias em que o suor é insuportável (os alemães por exemplo)...

Beijo amiga e tenha uma ótima semana...

Continua colocando paravrinhas em nihongo... adoro aprender palavras novas...
Teresa Carneiro disse…
Oi querida...meu template é da DebsCraft.com, no cantinho esquerdo no alto do meu blog, vc ve ...é só clicar que vai pra pag deles...tem um monte...pode escolher qq um!!!!!!
Pois é...fiquei muito feliz e orgulhosa pela minha cidade ter ganho para as Olimpiadas!!!Vai ser show!!!!!bjs minha linda
Oi. Tem selinho pra vc no meu blog
bjos
Fabiano Mayrink disse…
:) Isso mesmo Elisa, fico contente que esta podendo ate ajudar outras pessoas, a intençao e essa mesmo, as casas ai nao tem um cheiro personalizado? "risos" um abraço otimo inicio de semana para vc!
Cessel disse…
Acho que eu nunca cheirei uma japonesa. Fiquei curioso pra saber se isso é verdade. Será que elas também não têm cheiro quando suam?
Nunca ouvi falar disso... Mas o lado bom é que o perfume fica mais natural, já que o cheiro das pessoas modificam o aroma do perfume na pele, né? Como disse Aninha... Ainda bem que nunca cheirei uma japonesa... rsrsrrs... bjs
Mônica disse…
Elisa
Fiquei com tanta vontade de fazer que nem meu tio Fernando fazia quando moravamos no Rio e era época de Natal. Mamae conta que ele mandava uma leitoa prontinha de avião na época do Natal para papai não ficar triste por não existir por lá.
Eu queri te enviar de avião um churrasco para voce não ficar triste.
Mas tenho fé que ainda vamos comer juntas. Voce e todos os meus irmãos.
Quando vier não deixe de me avisar para providenciar.
Meu irmão já esta animado com os 50 anos dele daqui a dois anos. E
dia 10 de maio. Marque na folhinha e venha. Será na cachoeira.

Voce não acredita que eu tenho muito suor , mas meu tio é demais. Só que como uso muito creme não sei o cheiro que tenho.
Pedi a mamae para me cheirar e lembrei que ela não tem mais olfato.
Com carinho
Monica
AMANHA É ANIVERSÁRIO DE SUA XARÁ MINHA IRMÃ ELISA
Passeandp pela net encontrei o seu cantinho. Gostei e pretendo voltar com mais calma.Aproveito para convidá-la conhecer FOI DESSE JEITO QUE OUVI DIZER... em http://www.silnunesprof.blogspot.com
Paz e Bem.
Angela disse…
Elisa,
Atendendo ao seu pedido, cá estou. Bem, acredito que qdo nos envergonhamos de fazer algo, é pq não damos valor ou pq não nos sentimos atraídos em desempenhar tal tarefa. Foi mto difícil as mulheres conquistarem seu espaço na sociedade e convenhamos que esse espaço não é tão grande assim mas, por esse motivo algumas mulheres acreditaram que deveriam abandonar o trabalho doméstico como se fosse um vírus letal. A desinformação gera o preconceito...
Existem tres coisas que não podemos ficar sem: ar, água e comida e para essa última alguém tem de fazer essa alquimia maravilhosa que é a transformação dos alimentos. Que benção pegar o trigo e transformar em pão.
Cozinhar é uma arte!
Bj
MIUÍKA disse…
Olá amiga,não conheço ninguém que viaje tanto como tu,por sítios impensáveis e belos,que inveja rsrs.
Amiga,não me leves a mal,mas por acaso ao responder á Angela,vi o teu comentário em que dizes ter vergonha de dizer que cozinhas,acho que devia ser um motivo de orgulho para ti,há mulheres que nem um ovo sabem fritar,eu cozinho bem e sempre tive orgulho nisso,não há nada melhor que um elogio de quem prova a comida que fazemos,o que nos leva a melhorar sempre e se cozinhares com prazer,a comida fica melhor,pensa nisso amiga,acho que tens pouca auto estima,tenta mudar,vai fazer-te bem.
Desculpa esta minha sinceridade.
Um beijão...MIUÍKA
Ana disse…
acho que melhor não ter cheiro do que ter.... malcheiro, rs
Mas gostei da pesquisa, não sabia disso não.
Beijos
Dil Santos disse…
Oi Elisa, tudo bem sim e com vc?
É sempre bom aprendemos e ensinarmos, é uma troca muito boa.
Assim, aqui em minha cidde tem alguns orientais e tal, sempre esbarro com um ou outro por aí, rsrs.

Bjos
:)
Daniel disse…
Boa noite Elisa,

Nossa, eu fiquei realmente muito feliz com o comentário que fez sobre a minha poesia "Administrando a Sujeira". Muito obrigado, isso só me faz tentar melhorar a cada dia mais.

Com relação a sua postagem, como sempre interessante né, e assuntos que eu nunca ouvi falar como esse das japonesas não terem cheiro. Fiquei super curioso em cheirar alguma agora rsrs
Vou conferir, mas se está dizendo eu acredito. Interessante.

Beijo
Desabafando disse…
tem selinho pra vc no meu blog. Conseguiu fazer o slide?

kissu!
Anônimo disse…
Oi Elisa
Isto e´novo p/mim.....ouvi de uma japonesa que os japoneses nao gostam de mulheres perfumadas....portanto nem de perfumes.....será que que não e´por isso que elas nao tem cheiro?
E pode ser pois as lojas de perfumes no Japão não tem variedades como em outros paises....não encontrei de tudo por ai....
Bjs.
Sorobai disse…
Seu blog e muito interessante mas essa dos japoneses não terem cheiro (pesquisa científica?) não lembra ao diabo! lol Boa essa!
Falou em perfume, vim correndo ler o post.
Adoro fazer perfumes artesanais.
Apesar de ser fumante,o q atrapalha muito o olfato,mesmo assim sou um perdigueiro.
Cada pesquisa que fazem, hein?Como já
ouví dizer tbém que os negros têm mais glândulas sudoríparas e que o cheiro das pessoas pode variar de acordo com o que ingerem, agora fiquei na dúvida...rsrsr
Totalmente sem odor acho difícil, talvez seja um odor tão suave que pra maioria seja imperceptível.
Será que falei muita besteira?rsrsrs.

Postagens mais visitadas deste blog

7. Guêr ou ger, tenda-vivenda da Mongolia

Hoje vou mostrar como se monta uma tenda ou casa mongol. Ela se chama ger (guêr). Construir o ger fazia parte desta nossa viagem.
Na época que eu fui a temperatura estava entre 10 a 15 graus de manhã e a noite. Durante o dia estava entre 20 e 25 graus. Foi agradável e deu para fugir um pouco desse calor infernal que está fazendo no Japão esse ano.
Primeiro coloca-se a porta e estrutura da parede.
Em seguinda monta-se o pilar central dentro do ger. Colocam a base do teto. Olhem que gracinha esse menino no centro da foto.
Não sei se esse garotinho queria ajudar ou brincar, mas lá estava ele escalando a grade.
O esqueleto do ger é coberto com pano e cobertor de lã de camelo.
Cobrem o teto e paredes com tecidos grossos para proteger do frio. O menino ainda está lá.







Cobrem com o tecido branco característico de todos os gers. Meu filho quando pequeno também era assim, queria ajudar em tudo. Aliás, ele ajudou muito para fazer esse ger. E gostou da experiência.
Fiquei refletindo. Nós das cidades quando const…

8. Mongolia: roupas e comida

Hoje vou falar da roupa e comida da Mongólia.
Eu sei que Mongólia tem acento. Mas no título não coloquei de propósito porque assim, podem fazer um hit em inglês e pelo menos poderão ver as fotos. Já com acento acho que não aparecerá nas buscas em inglês.
A roupa que as mulheres estão usando se chama dêr. É longo, quentinho, protege bem do frio.
Com essa roupa as mulheres podem se afastam um pouco do ger (tendas) e vão fazer xixi. Elas se agacham e o dêr cobre tudo. Muito prático. Dá até para andar a cavalo.

A roupa típica dos nômades para homens também se chama dêr. O Dêr dos homens não é estampado como das mulheres. Esses dois homens, o do centro e do lado esquerdo usam dêr cinza com faixas coloridas. O homem da foto abaixo usa dêr azul. Na cabeça usam boné ou chapéu tipo ocidental. Eu acho que chapéu e bonê não combinam com o dêr. Mas o chapéu típico é assim: Imagine a metade de um coco. Em cima do coco, bem no meio fica um chifre comprido com uma bolinha na ponta. É meio esquisito, acho que por i…

Verduras no vapor

Ultimamente tenho usado essa cuscuzeira para cozinhar verduras e legumes. No vapor. Sempre achei que demorava muito para fazer batatas cozidas. Leva todo o tempo de esquentar a água. No vapor vai muito mais rápido. Depois da batata, experimentei cozinhar abóbora como na foto. Deu certo com vagem, espinafre (horensô), batata doce, quiabo, aspargos, etc.
É mais rápido, ecológico e as verduras ficam mais gostosas. Acho que perdem menos nutrientes porque eles não vão embora junto com a água do cozimento. Adoro soluções assim, boas em muitos sentidos.
Comprei essa cuscuzeira em São Paulo. Vc pode encontrar em casas do norte, que são lojas de produtos do nordeste. Lá no nordeste essa panela é muito usada para fazer cuscuz.
No começo eu só usava para fazer cuscuz. Hoje uso também para cozinhar verduras no vapor.