Biscoitos, cobranças inúteis


Gostaria de avisar que demorei um pouco, mas respondi a todos ou quase todos os comentários dos posts anteriores. Se vc comentou, por favor, deem uma olhadinha. Nesse post de hoje sobre biscoitos, tem recado da Mari e Kiyomi para o Mauj e tem recado para a Aninha Leme do Manoel de Taubaté. Está ficando como eu queria, uns conversando com os outros nos meus comentários, que são nossos também.

Comprei a Veja dessa semana e fiquei chocada com uma notícia. Vocês conhecem o blog Generación Y de Yoani Sánchez? É uma cubana que mora em Cuba e conta a vida como é lá. O blog dela tem mais de 1 milhão de leitores por mês, cada post chega a ter mais de 2, 3 mil comentários. Ela foi agredida e espancada. Não vou dar mais detalhes. Estou escrevendo agora porque para vcs que moram no Brasil ainda dá tempo de comprar a Veja, pegar de alguém e ler. A reportagem está na pg. 100 da Veja de 18 de novembro de 2009.


Obrigada por todos os comentários do post anterior. Obrigada por compartilharem suas experiências, ideias, pensamentos. Pude ver gente que pensa como eu. Aprendi muito com opiniões diferentes. Mas fiquei um pouco preocupada porque vi lá uma pessoa que parece certinha demais.

.................................................................

Hoje vou mostrar um biscoitinho que traz sorrisos para todos que ganham ou comem. Eles vem com carinhas.

Cortar em rodelas e desenhar carinhas.

Vc pode fazer as carinhas com palito e colher.

Se alguém quiser a receita, vou postar outro dia.
mas é simples, é aquele biscoito caseiro.

Tem gente que escreve poesias, desenha para se expressar.
Eu fiz esses cookies com carinhas para expressar minha alegria.
Esses dias ando contente e feliz.
Os biscoitos saíram com carinha alegre.


De brincadeira fiz uma carinha triste também.
Mas não estou triste não.
Se chamam "Cornmeal Shortbread" ou em bom português apenas biscoitos de fubá.
Os do livro da dona Martha não tem carinha.
Vi as carinhas num livro japonês de biscoitos.


A receita é do livro Martha Stewart s COOKIES. É um livro lindo e cheio de fotos e receitas de biscoitos. É da Biblioteca local. Já devolvi, está lá na seção de livros estrangeiros.

..............................................................

Outro dia estava conversando o seguinte com uma amiga:

No passado em relacionamentos, eu cobrei muito, me descabelava, chorava.

Hoje vejo que nada disso adianta.

Você se apaixonou por aquele homem que viaja sozinho de moto pela Patagônia. Ou por aquele outro aventureiro que prefere viajar para o Egito ou Mongólia em vez de Londres ou Paris. Esses homens são indomáveis. Não tente mudá-los. Mas caso ele fique só caseiro e bonzinho, vc vai ficar infeliz. Toda mulher casada com ( ou que namora) um banana fica infeliz. Pode olhar em volta.

Tente aceitá-lo e amá-lo do jeito que ele é. Isso vai te trazer muita paz de espírito.

Vc tem que confiar nele. Se ele te ama de verdade, ele volta para vc.
Enquanto ele estiver longe, aproveite bem o seu tempo. Fique mais bonita, estude, fique mais culta. Enfim, faça algo por você mesma para se tornar uma mulher (ou homem) mais interessante.

Não fique cobrando, exigindo, nenhum homem gosta. Nenhum ser humano gosta , acho. Vocês homens, gostam de cobranças? Tem algum episódio para contar?

..................................................

O match-making de hoje vai para Mari Maravilha e Fabi do blog Crochê Estilo Casa
Acho que ambas gostam de crochê, tem filhos, moram ou moraram fora do Brasil e tem muitas coisas em comum.
Essa apresentação não é apenas entre as duas. Esta aberto a todos vocês leitores deste blog.

.......................................................






Comentários

Adorei o biscoito. Fora a carinha que dá pra fazer neles, mto legal. Ensina sim a receita qdo puder, ainda mais se for fácil (não sou bom na cozinha, aprendiz mesmo).

Eu já sofri cobranças em relacionamentos. Foi dificil.
Cobranças por ciumes de coisas que não fiz ou que não tive a intenção. O que é pior, ser cobrado de algo que não se fez.
O relacionamento acabou, porque em vez de ser algo prazeiroso, bom de estar junto a alguém, ficou tenso e cheio de pressão. Dai fazia mais mal que bem.

Se eu me apaixono por alguém, prefiro que a pessoa não mude. Pelo menos completamente. Se mudar, a pessoa pela qual me apaixonei some, não é verdade?

Não sei se suportaria amar alguém que roda o mundo. E nem que fica socado em casa. Nem muito sal, nem muito açúcar, o difícil é acertar o tempero.

beijos, bem legal o tema proposto.
Fala Mãe! disse…
Hum Elisa, os biscoitos parecem bem gostosos, com essas carinhas então, as crianças ficam mais encantadas. E eu como tanto quanto elas, adoro! Quanto a reflexão sobre os homens, eu concordo, homens odeiam cobranças, por isso, se a mulher é do tipo que quer o homem sempre do lado, tem que encontrar um que seja sossegado, ou então aceitar os aventureiros do jeito que são. O meu é sossegadinho pra sorte minha rs...
beijos querida
Cynthia
Elisa no blog disse…
Mauj,
Quando estamos apaixonados, vem o ciúme, a insegurança, por isso acho que temos que tentar ser tolerantes com o outro. Sem confiança fica muito difícil.
Quando tentamos mudar o outro, as vezes pode sumir a pessoa por quem nos apaixonamos. e aí? Caímos fora de uma situação que nós mesmos criamos?
[modo fofura on] Nhooooooooo! Quero a receita dos biscoitos! Choikawaiidesu!!! [modo fofura off]

Sobre o tema relacionamentos e cobranças. Existem certas coisas que temos que mudar, mas não de forma drastica. Daí perde-se a caracteristica e a personalidade. Seria a mesma coisa namorido ficar me cobrando em corrigir meu sotaque interiores, ou eu cobrar dele parar de ser tao naïve assim. Se vivessemos de cobranças, nosso relacionamento tinha ido pro brejo logo nos dez primeiros dias. Se estamos juntos ate hoje (dez anos) é que ninguem cobra do outro o que tem que fazer ou o que deixou de fazer.
Nossa! Que comentario longo!! Mas é assunto que dá pano pra manga...
Beijos, Elisa!^^
Elisa no blog disse…
Fala Mãe,
Imaginei que vc ia gostar dos biscoitos.

Que bom o seu é sossegado. Mas vc tem razão sabe: é o que vc disse, tem que encontrar um que seja sossegado, ou então aceitar os aventureiros do jeito que são.
gostei da sua reflexão.
Elisa no blog disse…
Kiyomi,
vc está certíssima, assim que se leva um relacionamento longo. e vc teve sorte tb por encontrar um homem que não é chato e cobrador. Vc falou coisas muito sábias. Se estão juntos é porque não houveram cobranças nem críticas que doem. parabéns, vcs são muito legais e lúcidos.

gostei doちょうかわいい!!
Eu de novo rs...
O ciume bate, a insegurança. Mesmo que a pessoa more com a gente, vá trabalhar junto.
Isso é um lado do ser humano a se trabalhar. É dificil de lidar.
Mas quem for te trair, vai trair mesmo que seja morando na sua casa. E quem não for te trair, nem que viaje para Marte não irá te trair.
Por isso é importante o auto de confiar em si, saber do próprio valor. Não por tanto na mão do outro a sua paz interior, o seu equilíbrio. E também acreditar que as pessoas são livres. Se a pessoa escolheu ficar com vc, é porque ela quer, não é verdade?
Temos que aprender a dosar a cobrança saudável (aquela que exige respeito, atenção) da cobrança que vê coisas demais (aquela que oprime, sufoca). Não é facil!
Assim eu penso.

Sempre que estamos em um relacionamento a dois deixamos de estar sozinhos, isso é obvio, vc vai me dizer.
Isso implica em mudar sim, mudar certas atitudes em razão do outro. Mas não podemos apagar a essência do outro. E se o outro permitir que sua essência seja apagada, é sinal que ele mesmo não está se valorizando. E se não se valoriza, não atrai valor para si. Não sei se consegui ser claro.
Gomen fazer chat aqui no comentário.
Elisa no blog disse…
Mauj,
imagine, adoro chat aqui no comentário. aliás queria que ficasse mais assim. acho legal interagir dessa maneira. O psicólogo aqui é vc, mas pelo que tenho visto ou vivido, acredito que existam relacionamentos muito difíceis. E outros como o da Kiyomi, vc leu? ela parece ter a chave da felicidade a dois. Mas existem relacionamentos em que nada do que falei valem. São tempestuosos, há muita briga. Os dois simplesmente não combinam. Não existe aceitação, nem tolerância. Mas existe paixão. Que fiquem juntos e infelizes mas apaixonados enquanto dure. é isso.
Desabafando disse…
Amiga, kon-niti-wa
...cadê a receita do biscoito??? rsrsrs...me manda? Fiquei com vontade de fazer, adoro bolachinhas caseiras...e deve ser possível adicionar gotinhas de chocolate nessa receita não? kkkkkk....comprei um saquinho dessas gotinhas e agora vivo espalhando por aí, fiz um bolo e acrescentei na massa. Resultado? Elas desceram e ficaram no fundo da forma, mas ficou gostoso!

E acho que não podemos mudar ninguém pq aí a pessoa perde a própria individualidade e cedo ou tarde ficará infeliz. Tudo que podemos é mudar a nós mesmos.

soki-yo
kissu
Elisa no blog disse…
Desabafando,
como era o nome das gotinhas de chocolate mesmo? Vou postar receita do biscoito. Mais gente pediu. se ninguém pedisse, eu ia ficar na moita para não precisar traduzir. rsrs mas tudo bem, postarei com prazer.
rs... então vamos para o chat 2 O retorno rs.

Realmente existem relacionamentos muito difíceis. E agora sabendo que são dois genios fortes é fogo com fogo que resulta em incêndio.
Ninguém sabe ouvir, só sabe falar. Desequilíbrio gera conturbação.

Se não há respeito e há muito atrito e disputa de ego é melhor encerrar a relação. Porque relação assim machuca muito, desgasta e até traumatiza.

Sou psicólogo mas não sou dono da verdade, esteja sempre à vontade para contestar, dar sua opinião. E sempre visito seu cantinho como amigo aberto a ouvir de tudo. E sempre sei que na vida tenho mais a aprender que ensinar.

Li sim o comentário da Kiyomi. Ela e o namorido passam uma impressão de serem maduros, equilibrados.

Nesses casos, é preciso deixar bem claro para os dois seres que se relacionam: Diga a eles que antes de tudo, em vez de discutir a relação, eles precisam discutir-se como pessoas.
Eles precisam é buscar a maturidade dentro de si antes de querer que um relacionamento dê certo. Antes de buscar relacionar-se com alguém de maneira satisfatória precisamos aprender a ser gente, a ser adultos, se tornar um ser humano de verdade. Já passamos da idade de ficar chorando egoisticamente querendo nossos brinquedinhos e mimos por parte dos outros; Sem tornar o outro nosso alvo de alivio do nosso mimo, frustração, insegurança. Solo ruim não produz planta boa. E melhorar-se como ser humano é dever e desafio de cada um.

Beijos... e vai com fé que na hora vc terá a palavra certa para dizer.
Elisa no blog disse…
oi Mauj,
chat 3 o retorno do retorno, rsrs
ai Mauj, já passei por tantas coisas, boas e ruins. me identifico com tudo o que vc fala aí. Muitas vezes essas relações difíceis são também as que mais dão emoção e prazer. Pelo menos não ficam água com açúcar nunca. Mas concordo que não dá para levar por muito tempo.

Amadurecer, aceitar, ser tolerante tudo isso é bom e necessário para um relacionamento. Acredito tb pensar mais no outro que em si mesmo. O duro é fazer isso sempre. se conseguíssemos, seria fácil namorar, casar...

bj
Oi Elisa...
Foi porque eu configurei errado que não apareceu o seu blog entre os blogs que acesso e acompanho.Não entendí ainda muito coisa como funciona.
A história que escreví "o Jardim" é a segunda,'Clown without borders" é a primeira parte.
"Doces metafóricos" vêm na minha cabeça e eu vou postando não sei se terá o terçeiro ou um milhão de doces metafóricos.Vai depender do meu insconsciente....rsrsr
Acho que são as imagens de "Mike Warrall" que me inspiram.
Bjo...
mar e ilha disse…
Elisa,
mais uma vez vc acertou em cheio sobre os homens: " Tente aceitá-lo e amá-lo do jeito que ele é. Isso vai te trazer muita paz de espírito." Realmente, nao adianta tentar mudar a maneira de ser de quem amamos. Se mudarmos, eles não serão os mesmos e ficarão infelizes. Quantas brigas não seriam evitadas se levassemos isso a sério, não é?
Ah, adorei o biscoito com carinhas.
J.R disse…
Deu vontade de comer os biscoitos..rs.


Sobre relacionamentos... Cobrança é a insegurança se manifestando. Ciúmes é a insegurança em forma de doença.

Se for banana ou aventureiro. Não importa. Cada um tem de ter seu espaço... Os dois, afinal, são pessoas, são uma parte, não tem esse papo de ser um só! Cada um é cada um. E essa liberdade tem de ser respeitada.

Assim eu penso.

Bjãoooo!!!
Mari disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Chat o retorno rs Eu disse que esse assunto vai dar pano pra fazer paletó, calça, vestido de noiva...
Piadas a parte, foi convivendo que a gente amadureceu. Muito embora a gente tenha o momento-piada-infame-on, o fato de nós termos esse relacionamento longo é que um respeita a liberdade do outro. Da mesma forma que ele me permite ir sair com minhas amigas eu permito que ele saia com os amigos dele, sem necessidade de um acompanhar o outro. Se fossemos pessoas que ficassem cortando toda hora, brigando por ciume, ter uma mente fechada, não aguentariamos nem uma semana. Era cada um ir pr'um canto.
Claro que vez em quando sai um atrito ou outro, mas às vezes precisa, pois assim a gente não comete a mesma besteira de novo...
Alexandre, se eu falar nossa faixa etária... ou você acredita ou o seu queixo cai!

Beijos e desculpe pelo chat...
Minha mae vive se descabelando pelo namorado dela, cobrando...menos chorando, minha mae é uma rocha...e eu vivlo falando pra ela aceitá-lo como ele é, mas não adianta, acho que ali nem terapia de casal resolve...
Mari disse…
Entao Elisa qdo li seu post,vi a minha vida ali escrito com seus proprios punhos
Me fez recordar do passado,como eu sofri,mas com isso eu aprendi a me respeitar,a respeitar os outros,não sufocar,deixar de cobrar um pouco,pq ele era imaturo demais
Com tudo isso eu aprendi a me dar valor,a cuidar mais de mim,APRENDI A DAR VALOR NAS COISAS SIMPLES Q A VIDA NOS OFERECE
Hj eu me sinto uma nova mulher,aquele papo de encanamento ja se foi
Aprendi a gostar do meu corpo,pq ninguem nasce perfeito!!
Só sei q com o q aconteceu a minha vida mudou completamente,do bom para o MELHOR!!!!
Hj eu vivo como ela deve ser vivida....
Mas com seus limites é claro!
E ai ALEXANDRE...arrebentou heim!!!!
Falou bonito,e a verdade e vc tbem Elisa,vcs sao meus psicologos kkk
Gostei muito deste post de hj ,muito bacana
Com Nosso blog(posso falar assim do seu ,ne Elisa)Aprendi muita coisas boas
E obrigada pelo match-making
E queremos a receita dos biscoitinhos,as crianças q vao adorar desenhar nos biscoitinhos...kkkk
Valew ELISA e ALEXANDRE ,vcs sao muito MASSA!!!!!
Bjos
Voltarei pra ver esse chat kkk
Cibelle disse…
Oi Elisa!!! Que delícia esses biscoitinhos, deu agua na boca, rsrsr... Quando der coloca a receita... Eu tenho a receita de biscoitos amanteigados, é parecido?

Com relação a querer mudar ou cobrar alguem demais eu acho que não dá certo.

"deixo livre tudo que amo se voltar e porque conquistei se não voltar é porque nunca tive ..."

Beijos!!!
Aninha Leme disse…
os biscoitos são lindíssimos. adorei as carinhas!

quanto às cobranças, detesto.
agora, não acho que namorar ou casar com um cara que vai de moto pra patagônia é a solução.
Acho que os opostos se distraem e os dispostos se atraem.
Se for pra casar e o cara viver viajando, prefiro continuar só curtindo muito a vida.

besoss
Liciane disse…
Adorei as carinhas dos biscoitinhos!!!
depois posta a receita então, se for fácil eu vou fazer kkkkk
Quanto a liberdade, se ele te amar ele volta pra vc... é tão difícil quando a gente ama né amiga, eu tenho medo de arriscar, e se ele volta mas te traz um monte de chifres kkkkkk então é melhor não ganhar muita liberdade! que horror kkkkk

Beijos querida! tenha um lindo dia!
Oi Elisa
Eu me cobro muito por não saber cozinhar.
Por mais que eu preste atenção e capriche, não sai como o esperado.
Eu fico arrasada! :(
EU quero fazer esses biscoitinhos rs
Ge Fujii disse…
oi Elisa...nossa q otima sugestao p/ o natal esses biscoitos...p/ dar de presente...no "faça vc mesmo, q e super fofo"...kkkkk...oishiiiiiii!!!...qto aos homens...e isso ai...ame-os ou deixe-os...kkkkkk...no meu caso, meu samurai e tranquilao e eu a hiperativa...kkkkkkk...bjkas e muitas delicias por aqui sempre!!!..
Bah disse…
Uau tema polêmico esse rs. Bom, eu sempre cobrei, desde que me conheço por gente rs. Cobro principalmente de mim, que eu tenho que ser perfeita pra mim e ser ao menos interessante para o outro rs. Sempre cobrei dos meus relacionamentos, por isso que nunca duraram muito tempo. A pessoa que fica comigo não pode ser do mesmo gênio que eu, não dá certo, no meu caso tem que ser o oposto e o Dú é bem assim. Ele é mto antissocial, não gosta de pessoas, fica no mundo dele, é inteligente, entende as coisas por poucas palavras, tem um gosto totalmente diferente do meu, sabe de coisas que eu jamais pensaria que soubesse um dia, é reservado e, a única coisa que pega de frente é a teimosia de ambos. É nesse ponto que as brigas surgem. Pq eu dificilmente abro mão. Eu tenho uma opinião mto forte, mto formada, não costumo me envolver sentimentalmente com as pessoas (sou de capricórnio), tenho mto o pé no chão. Ao mesmo tempo que me apego rápido, desapego, a razão vem à frente, isso no começo da maturidade. Mas o Dú me ensinou muitas coisas, a ceder, a ter paciência, muita paciência. Acho que o relacionamento é assim, as cobranças existem e sempre existirão. Não tem como vc gostar 100% de uma pessoa, vc gosta dela 95% pq tem aqueles 0,5% que vc ignora pq a percentagem é insignificante perto de todas as outras qualidades que ofusca. Falei muito rs...

Kisu!
Fabiano Mayrink disse…
Oi Elisa bom dia, ou melhor boa tarde rs,

os biscoitos ficaram lindinhos, acho que nunca comi biscoitos de fuba, passa a receita depois, chegando o natal, sempre lembro de biscoitos natalinos, pena que da um trabalho pra fazer... e acaba rapidinho, eu acho que ja vi o blog ou site sei la dessa autora, gostei tem tanta receita legal, e fotos lindas, agora fiquei em duvida se é ela mesmo,

lindo conselho, serviu pra mim... um abraço apertado!
Elisa, minha amiga "fôfa". Faço minhas as palavras da Cibelle. Temos uma tarefa importante:Arrumar um namorado para a Aninha que viaje direto de moto para a Patagônia, kkk! Fico imaginando ela casada, sentada ao lado do fogão, os oito filhos em volta. O mais novo (3 meses) chorando no carrinho. Ela de sandálias e meinhas furadas no dedão do pé, esperando o maridão chegar de moto, com óculos escuros, mau humor e exigente, da viagem à Patagônia, kkkkkkk!
Essa história de aventura não é com a Aninha. Isso é muito bonito em filmes, livros, teatro, mas pra gente é pé no chão, né Aninha. E se chegar em casa depois das dez, não entra!!!
-----------------------------------
Bem, já brinquei bastante.
Não vou conseguir fazer os biscoitinhos. Só consigo comer. Adorei a carinha deles.
-----------------------------------
Quanto às pessoas certinhas demais, não se preocupe. Isso sempre tem. Quando a gente se expõe num blog, pode acontecer tudo. É só filtrar os comentários e tocar para a frente. Não ligue para isso. Se alguém te incomoda, ignore. Bloqueie o comentário e pronto.
-----------------------------------
To achando legal as aulinhas de japonês. As vezes brinco falando kon-niti-wa, mas não sabia como escrever. Da mesma forma o kon-ban-wa. Tem o o-hy-io (deve estar errado) que é o bom dia.
Um dia eu aprendo, kkk!
-----------------------------------
Elisa, ou você está muito atarefada ou muito triste. Nem posso pensar em você triste, portanto se alegre e volte a ser aquela menina sapeca que nós adoramos. Suki-yo. Kissu. Manoel.
Elisa no blog disse…
Poderosa,
continue escrevendo porque gosto muito do que escreve.
configurou errado? e eu aqui pensando que não merecia ainda estar nos seus favoritos. as vezes a gente imagina coisas.

Marília,
obrigada por achar que acertei. depois que escreveu, colocaria um porém no que eu mesma escrevi: se for para melhorar a saúde do parceiro eu falaria, tentaria fazer com que ele mude. Se for por uma alimentação melhor também falaria. vc sabe do que estou falando. estou falando sem citar ninguém.

JR
vc é sempre tão original. cada um é um. isso é muito importante. escrevi esse post por vários motivos. Um deles era para falar que sou uma mulher que não cobra mais. cansei disso. melhor curtir a vida do que ficar cobrando e se desgastando. é isso que queria dizer.

Kiyomi,
quem está querendo saber da nossa faixa etária? O Alexandre? vamos contar? rs
parabéns pelo relacionamento tão centrado e seguro. é para poucos.

SE...
sua mãe tem namorado? é isso mesmo? que legal. vc é psicóloga? quem sou eu para dar palpites, mas acho o seguinte: há relações difíceis, que acabam ficando complicadas com muitas cobranças. Sua mãe não é nenhuma garotinha, se está nessa deve haver algum motivo lá no fundo do coração.
Li por cima essa reportagem da Veja, ainda ñ tive tempo de ler com calma...

Amei os biscoitos, posta a receita sim, q eu amo cookies, inclusive amei essa revista, aqui não chega essas coisas =/ Ia dizer q se fosse sua pra vc xerocar =/

Boaaa Quinta!
Miquilisss

Bru
Elisa no blog disse…
Mari,
Não imaginei que vc fosse se identificar.
Espero que não tenha sido dolorido ver-se retratada nas minhas palavras.

Claro que pode falar nosso blog, fico muito contente. acho que esse blog não é meu, é de todos que leem e acompanham.
obrigada, Mari

Aninha,
é seu esse "quotation"?
Acho que os opostos se distraem e os dispostos se atraem.

Os dispostos se atraem, é verdade. Muito engraçado, morri de rir.
vc viu o comentário do Manoel? Ele fala de vc. vislumbra um belo futuro amoroso para vc. rsrs

Cibelle,
sim são os biscoitos amanteigados.
tem razão, se foi embora e não voltou é porque não era para ser. Não é bom insistir. O Manoel escreveu umas coisas muito engraçadas logo acima, vc viu?


Liciane,
não sabia que vc é assim divertida. aos poucos vou te conhecendo. vc disse:
se ele volta mas te traz um monte de chifres kkkkkk então é melhor não ganhar muita liberdade! que horror
se for para a Patagônia, pode ser que ambos fiquem com a cabeça enfeitada, não acha?
Mari disse…
Ekisa não achei nada doloroso,eu me vi ali em cada palavra sua...cada linha q eu lia,aqilo me arrepiava e vinha as recordaçoes na minha mente,kkkkk
Foi demais esse asssunto,mas eu ja desencanei faz tempo,hj sou uma nova mulher,ja superei tudo,hj sou mais eu!!!!
Valew Bjos
fabi disse…
Valeu pela força Elisa! Era exatamente de uma amiga assim que eu estava precisando, pena você morar tão longe...rsrsrs mas tudo bem temos a net, não é mesmo? Já li seu comentário e adorei. Ah! Que lindos biscoitinhos, boa ideia para o Natal que está chegando, beijos Fabi
Oi Elisa, então eu tenho pegado receita pela internet.
Eu acho que sou muito afobada pra cozinhar...sei lá o q acontece rs
Elisa no blog disse…
Ge Fujii,
estava desconfiada que vc era hiperativa! rsrs brincadeira. é bom ter alguém calmo e tranquilo por perto né?

Bah,
falou bastante mas adorei. Agora deu para saber que o Du é mais quieto do que vc. Vc tem razão, não dá para a gente gostar 100% da pessoa. Ainda mais quando ela está sempre por perto.

Fabiano,
A Martha Stewart tem revista, vários livros, blog, programa de TV. é a Ana Maria Braga dos EUA. Esse livro de biscoitos é lindo. Acho que é dela que vc viu fotos lindas. Eu tenho o blog dela nos meus favoritos, dê uma olhada.

Manoel,
seus comentários me deixam muito contente. vc é tão atencioso. Orra-yoo é bom dia. Kon-niti-wa é boa tarde.
Vc está aprendendo direitinho.
suki-yo para vc também.

Bru,
na verdade é um livro da Martha Stewart que se chama Cookies. Nem tirei xerox porque eram tantas receitas, fiquei perdida.

Mari,
que incrível vc até se arrepiar ao ler o que escrevi. Obrigada por tanta emoção sua. Significa que escrevi algo legal.
A fabi que te apresentei comentou logo acima.

fabi,
Moramos longe, mas o blog, a internet aproximam a gente. Me conte depois sobre a Mari. Ela comentou logo acima do seu.
Aqui nao tem Ikea, nao! Mas eu gostava muito de comprar algumas coisinhas por la quando morava em Hong Kong!
...
Sobre a sua reflexao, tambem fui como voce- chorava, me descabelava, sofria, cobrava... Mas nada adiantava! No dia que conheci meu marido decidi que com ele seria tudo diferente e deu certo!
Com ele eu confio, mesmo porque ele nao me da nenhum motivo para o contrario, e temos as nossas proprias vidas, sempre com muito respeito claro. Se ele viaja, aproveito para sair mais com as minhas amigas e se ele sair de vez em quando com um amigo, vou ver aquele filme agua com acucar que eu adoro ou programas de decoracao, essas coisas. E se eu nao estou, ele tambem faz o que gosta e pronto!
E' mais saudavel e nao da rugas!

Beijinhos e tudo de bom!
Eu adorei o chat-comentário. E cada um se conhece um pouco mais.

Vou responder a Kiyomi: Eu acredito que, apesar de ser uma pessoa madura, é jovem ainda. A maturidade interior se faz como caracteristica de sua personalidade. Acertei?

A Mari é uma pessoa encantadora. Ela é Maravilha mesmo. E adoro o artesanato que ela faz, as historias que ela pouco a pouco vai contando.

Enfim, seu blog reúne um pessoal de primeira, Elisa.

Essa Veja eu li e tb fiquei chocado. Mas acredito que, se ela fosse chinesa, estaria morta.

Triste não podermos falar o que pensamos, não ter liberdade de expressão. Ainda bem que a ditadura no Brasil é passado.

Beijos
J.R disse…
Era meu intuito fazer engraçado...haha! Que bom que consegui.


bjs!
Eliene Vila Nova disse…
oi amiga
fiquei tão feliz com sua mensagem, saiba que pra mim sucesso é seu blog, mulher aprendo tanta coisa aqui, além de conhecer um pouco mais de outras culturas, não através de livros, mas sim através de fatos vividos por você. brigadona mesmo.
biscoitos lindos, ganhou dos da MArtha,rsrs.
beijos no coração
sabor de açaí
Mônica disse…
ELISA
Chegamos de Araxa, hoje, quinta feira. Mamae eu .
Foi um passeio delicioso.
Comi até biscoito de queijos e pão de queijo.Não existe em lugar nenhum melhor do que os de lá. Dizem que é por causa do queijo.
O seu biscoito ficou lindinho. Por causa das carinhas.
Vou ler o blog anterior, depois te conto.
Que bom! Que gostou da lembrancinha.
O artesanato de Araxá, é diferente. Voce vai apreciar!.
Com carinho e de saudades Monica
Lisa Nunes disse…
Elisa,
eu conheço este blog Generación Y da cubana Yoani Sánchez. Tenho assinatura da Marie Claire e numa dessas, veio a reportagem sobre ela, realmente ela é muito corajosa e destemida, já que vive num país com um regime tão repressor.

Adorei os seus biscoitinhos. De vez em quando eu me aventuro a fazer estas delicias para meus 7sobrinhos, mas o que eles mais gostam é de brigadeiro na panela, querem comer de colher, nem esperam eu fazer as bolinhas e granular ;]


Quanto ao que você falou sobre 'cobrar' que o outro mude e se adecue ao nosso gosto, penso como você e acho que no começo, pode até funcionar. Ele pode fazer conscessões para lhe agradar ou fingir se algo que não é para lhe conquistar, mas depois, a medida que o tempo vai passando, a verdade vem a tona e a máscara cai, ai questionamos por que o outro mudou. Na verdade, fomos nós quem exigimos e cobramos algo que ele não tinha para nos dar.
O importante é saber amar e aceitar as pessoas do jeito que elas são.

beijinhos e abraços pra você
Mônica disse…
Elisa
Fiquei tão feliz de falar com voce. Até fico meia burrinha. Quero falar tanta coisa e não falo nada.
Este seu blog deu pano pra manga!
Vou reler porque não entendi direito.
Estou indo para a ginastica.
Eta preguiça.
Quero dizer que tenho muito carinho por todos que entram um tiquinho nos meus rascunhos.
Penso como professora: existe alguem lendo. Isto é a melhor coisa do mundo, e é por isso que existe a escrita, para alguem ler.
Com carinho
Monica.
Elisa no blog disse…
Patrícia,
Isso mesmo temos que fazer algo produtivo quando os maridos viajam, fazer algo divertido para as crianças. Uma amiga australiana dizia que somos "married single mothers" porque nossos maridos viajam muito. Já reparou que as crianças ficam doentes justamente quando eles não estão?

Mauj,
também achei legal o post chat. poderíamos fazer mais vezes.
é legal pensar, expor opiniões sobre relacionamentos. sempre podemos aprender algo que não sabemos.

Eliene,
que satisfação te ver aqui. Fico contente por estar conseguindo meu intuito que é falar um pouco da cultura daqui, de culinária e variedades. Vc me deu o aval, obrigada.

Mônica,
adorei o presente, muito obrigada por ter se lembrado de mim. Nunca tive nada de Santo Antonio. Adorei.

Lisa,
Vc já leu o blog da Yoani?
Espero que faça os biscoitinhos para a sobrinhada.
Vc tem razão, depois de um tempo podem cair as máscaras das pessoas. Melhor não cobrar desde o começo.

Mônica,
eu também me surpreendo ao ver pessoas lendo o que escrevo. é legal, né?

Postagens mais visitadas