Passeio cultural em Tokyo


Yosse nabe
Fotografei um prato de verduras orgânicas que comemos ontem.
Acelga, cogumelo, cenoura e cebolinha vão para a panela e fazemos um ensopado
ou cozido chamado onabe ou nabe. Existem vários tipos de nabe, vc pode variar no molho.
Ontem fiz com vários tipos de peixe e camarão. Gosto muito de verduras e se não como sinto falta. Vc já comeu um onabe?


Gostaria de acrescentar aqui o blog da Fabi da Jordânia.
Ela fez um post muito interessante sobre como viajar com crianças.
Eu sempre viajei com ou sem crianças mas tenho dificuldade em enumerar e organizar como a Fabi, e achei ótimas as dicas. Ela fala de cuidados gerais mesmo para quem não tem filhos e vai viajar. Confiram no link: http://crocheestilocasa.blogspot.com/

******************************************


Querem ver um pouco de Tokyo? Hoje o post está cultural.
No começo de novembro, algumas amigas e eu fizemos um passeio cultural por Tokyo. O local escolhido foi Nezu Jinja e a região de Yanaka.
Foi nesse dia que fizemos o pic nic no cemitério que já relatei anteriormente.

Torii. Todos os templos xintoístas tem um torii, que é essa estrutura de madeira na entrada.

Este templo é conhecido pelas azaléas.



Este é o prédio principal do templo onde são realizados os rituais xintoístas.
O templo é pintado de vermelho, dourado e preto. É belíssimo e de tirar o fôlego.
Forma um belo contraste com o verde da natureza.
Todos os templos xintoístas tem que ter muitas árvores em volta.

A primeira vez que vi esse símbolo que se chama mándi no Japão, levei um susto e pensei que fosse o símbolo nazista. Na verdade é um símbolo budista. Fica desenhado no peito de algumas divindades budistas da Índia muito, muito antigas. No Japão, a figura gira para o lado esquerdo.
A suástica nazista gira para o lado direito. Repararam?

Muitos toriis enfileirados. São oferendas. Acho muito bonito e japonês.

Ao sairmos do templo, andamos pelo bairro de Yanaka. Existem várias ruelas estreiras como essas .
Achamos essa estátua budista em um dos muitos cemitérios e templos da região.


aulinha de japonês:
jinja (dindya / 神社) templo xintoísta
torii ( 鳥居 ) portão dos templos xintoístas
mándi ( 万字 ) símbolo budista

Muito, muito obrigada pela sua visita hoje.

Comentários

Mônica disse…
Elisa
Gostei de conhecer o templo. E de saber das azaleias. Mamae gosta muito desta flor.
Que nada! Não fui parada na rua não. Mas que estou doidinha para chegar no Rio e ver o meu presente, estou.
Com carinho Monica
Bom fim de domingo e incio de segunda.
Acho que agora acertei.
Reyel Angel disse…
Belíssimo templo mesmo!
O mándi é confundível com a suástica nazista realmente. Já sabia que a diferença se dá na direção do movimento, mas até hoje ainda confundo. Uma pena, pois a simbologia do mándi e bela demais p ser confundida com o nazismo.
Beijo na alma e abençoada sejas!
Muito lindo esse passeio! As fotos estão excelentes.
E foi muito bom vc levantar uma explicação para a questão do manji.
Muita gente pensa que no Japão tem um monte de templos e lugares nazistas ao ver o manji. E na verdade o Partido Nazista Alemão que distorceu um importante símbolo budista, como vc descreveu. Vi muito brasileiro com medo de entrar em jinja por causa desse símbolo: pensaram que iam ser linchados ou coisa assim rs.

Essa estátua budista é muito bonita. É bem grande , né? E tb adoro toriis enfileirados.
Beijos, lindo passeio, boa semana!
Satomi disse…
Que templo lindo, eu adoro visitar templos aqui também.

bjokas
Maria Lúcia disse…
OI
Obrigada por meu seguir,
eu tenho o blog só prás às amigas
terem um endereço pra falar
comigo.Tem assuntos muito bom
no seu blog.
Adore sua visita
fica com Deus.
Beijos...
Lúcia.
Fabiano Mayrink disse…
Elisa a primeira coisa que vem na mente é nazismo, mais eu creio que aqui nao seria isso mesmo, eu ja ouvi falar nao sei onde que esse simbolo tem outro significado que nao lembro o que é, alias como voce disse esse é ao contrario,

em relaçao ao meu post, vc merece ate mais, que bom que se sentiu assim, pois percebi a riqueza dos detalhes para fazer aquele post, horas na cozinha... eu vou usar a base dos seus biscoitos pra fazer uns pra mim, vou dar de presente no natal, eu gosto de colocar uma coisa feita por mim nos presentes de natal pois mostra o quanto a gente se esforçou para aquele presente nao ne?! um abraço!
Fabiano Mayrink disse…
ps: ai eu posto e falo mais de voce!
fabi disse…
Valu pela visita e pela inspiração também... Nossa como tem coisas lindas aí no Japão, aqui na minha cidade não tem nada para fazer no final de semana, agora que só chove então, é um tédio. Beijos Fabi
Desabafando disse…
Kon-ban-wa
Nossa, adorei o post de hoje, achei essas construções muito interessantes.

Conta mais sobre o pic nic no cemitério? rsrsrs....

suki-yo
Gesiane disse…
Os Tori são realmente muito japonês, acho lindos estes templos... rsss... certo que vou visitar muitos quando estiver por aí!

beijos tomodachi!
Boa noite Elisa!
O assunto foi bem cultural e esclarecedor principalmente sobre o significado do kanji "mandi", que, infelizmente, muita gente confunde e distorce com a infame suástica.
Gesiane, você vai gostar também de Kamakura (Kanagawa) quando estiver por aqui. Além dos templos, a visita ao Daibutsu (o Buda) é obrigatória e vale a pena. Fui duas vezes, muito pouco pra quem mora ao lado da cidade.
Estou atrasada nos assuntos, esta semana eu postarei alguma coisinha rs

Beijos!
Fabiana disse…
Elisa,
Adorei esse seu tour por Tokyo!!!
Quando morava aí, nas minhas fases aborrecentes..rs..rs...só pensava em conhecer lugares como Roppongi, Shibuya,Harajuku.....e deixava de conhecer esses lugares maravilhosos, que vc postou aí.
Ah, e também desconhecia o significado daquele simbolo.

bjs
J.R disse…
Fui a Liberdade Ontem. Nunca tinha ido acredita?

Jantei lá!

Lembrei de TI.

bjao!
Lindas fotos, queria estar num lugar tão espiritual assim hj, estou precisando...bjos.
Oi Elisa,, posso estar enganado, as paisagens são lindas mas me parecem sempre muito parecidas, isto não tira a beleza é claro, mas fica um pouco monótono. Será?
Beijos
Liciane disse…
Que lugar belíssimo!!!
Dá vontade de caminhar nesses lugares!!

Beijos amiga e tenha um lindo dia!!!
Athila Goyaz disse…
Oi Elisa tudo bem?

Nossa ,deve ser muito legal ver a arquitetura japonesa de perto.
Eu, por exemplo, só ví essas coisas em filme e foto mesmo :S

bjuhs!
Cibelle disse…
Que lugar lindo!!! Adorei os toriis... que privilégio o seu poder passear por lugares tão mágicos! Beijos e boa semana!
Teórico disse…
Ahhh, eu te disse que a minha maior paixão de Tokyo entre outras coisas, eram os templos né?

Acredita que trago as sortes que tirei até hoje comigo?


Beijos
Fernanda Reali disse…
Ai, estou adoraaaando passear contigo!

Curiosa pelas próximas fotos...Restaurantes, ônibus, banheiros, casas,lojinhas, esquinas, tudo. É diferente de olhar uma imagem fria no google. É um passeio pelos teus olhos. Muito gostoso!

Bs
Elisa, putz que aula de conhecimento. Muito bacana esse "passeio-pesquisa" que você nos mostrou. Adorei. Suki-yo
Kissu. Manoel.
Elisa no blog disse…
OI Mônica,
Contei para a minha mãe que seu presente chegou em 5 dias, ela ficou admirada. Porque os presentes dela sempre demoram muito mais. obrigada por nos ensinar do EMS.

Reyel,
Estou admirada, vc conhece o sinal mándi?
É um sinal que vem do sânscrito, escrita hindu e acho que foi apropriada pelos nazistas porque é um símbolo de proteção. O dos nazistas está virado para o lado direito e dos budistas do lado esquerdo, embora na origem existissem ambos. Não entrei em detalhes para o texto não ficar muito teórico e longo, mas estou esrevendo para você porque achei que vc se interessaria. Acertei?

Mauj,
Vc conhece muito sobre o manji. Não sabia que existem brasileiros que não entram em templos por causa do sinal. Olhe o que a ignorância faz. Por isso acredito na informação e na cultura para não agirmos preconceituosamente. Daria um bom tema de debate, não?
Em termos estéticos e artísticos aquela estátua é meio feia, acho. Mas para a fé é importante, reconheço.
Fotos excelentes? partindo de vc que tira fotos lindas é de levantar a auto-estima, obrigada.

Satomi,
vc tb gosta de templos? Onde vc mora mesmo no Japão?

Maria Lucia,
Não entendi bem. Aquele blog que visitei é só para as amigas? Ou é outro só para as amigas te visitarem? De qualquer modo já fui te visitar. Irei novamente.

Fabiano,
aquele símbolo protege as divindades indianas.
Fico contente pelo seu reconhecimento. Realmente passei algumas horas na cozinha para fotografar tudo. Obrigada mais uma vez por ter me citado no seu blog.

Fabi,
onde vc mora na Jordânia? Não tem praça, praia, shopping, zoo, alguma coisa para fazer?

Desabafando,
ohayo (orra yô). quer saber mais do cemitério? o que por exemplo? e aí tudo bem? Vai ter post novo?

Gesiane,
prepare-se para ver muitos templos aqui. todos muito bonitos, interessantes e cada um com uma história diferente.
Elisa...será que eu poderia tomar a liberdade de escrever uma resposta ao Wanderley Elian Lima?
Para explicar o estilo dos templos...

Parecem que todos são construidos da mesma maneira e com o mesmo visual.
Na verdade seguem um estilo estabelecido, pois são templos religiosos, não voltados ao turismo. Cada madeira, enfeite, sino tem uma razão de existir, de estar no local, todo um simbolismo.
Seguem uma mesma base de construção, para não ferir a identidade religiosa e nem a tradição. Muitos desses tempos são bem mais antigos que o Brasil para se ter uma idéia(alguns contam com mais de mil anos, inclusive).

Talvez algo semelhante seria observar igrejas antigas em estilo barroco no Brasil: por fora parecem iguais, pois seguem o estilo de sua época. Tem o sino, uma entrada, bancos. Mas vendo por dentro e de perto, como são diferentes umas das outras. Cada uma com sua beleza peculiar, são muito lindas.

No caso a Elisa retratou um ambiente tradicional e meditativo japonês. E aqui faz-se tudo para preservar a ambiência original, com suas características pré-estabelecidas.

Fazer uma base comum e diferenciar nos detalhes é uma das características da filosofia Zen. Apreciar com contemplação a beleza e não somente "en passant" e por cima (uma característica de visão atual nossa, que vê tudo muito rápido, mas sem profundidade).
Vinicius disse…
Elisa,

- Interessante. Realmente o sinal japonês lembra a suástica, que os nazistas usaram, mas há a diferença. Gosto dos seus textos culturais.

Abraço.
O budismo eh mto presente por ai neh? Digo a religião de maneira geral....

Boa Segunda =]
Miquilis
Bru
Rainha do Sol Nascente, tem e-mail importante para você. Suki-yo.
Kissu.
Manoel.
Elisa no blog disse…
Kiyomi,
bela dica, estou gostando de ver vc 'conversando" com a Gesiane aqui nesse espaço.

Fabiana,
vc cresceu aqui? não sabia. queria saber qual o blog que vc usa mais para poder te escrever mais.

JR
Não acredito que vc não conhecia o bairro da Liberdade. é legal,não? Comeu sushi ou sashimi?

Se...
Acho que o povo aqui sempre precisou... rsrs por isso têm tantos lugares espirituais no Japão, na Ásia em geral.

Wanderley,
o Alexandre Mauj está respondendo a sua pergunta de modo muito sábio. Vc já leu? Gostaria de acrescentar que conhecendo cada templo, podemos ver as diferenças.

Liciane,
Como está? menos tristinha? o que podemos fazer para te animar?

Athila,
a arquitetura do Japão é fantástica. Há prédios madeira que são todos encaixados, não usam pregos, acredita?

Cibelle,
Vc tem razão, são lugares mágicos, dizem que os antigos tentavam recriar o paraíso e a perfeição nesses templos. é realmente muito bonito.
Vane Aguiar disse…
Que delicia este blog, nada como conhecer outras culturas sem sair de casa...

Muito bacana mesmo
Tudo de bom para vc e venha conhecer meu cantinho quando puder

http://cabiveiseincabiveis.blogspot.com/

Vane
Elisa no blog disse…
Teórico,
Acho que vc já me falou sim, que gostava dos templos daqui. Não acredito que ainda tem os omikudis. Hoje em dia pedem para trazer para casa e não amarrar nos galhos das árvores.

FErnanda,
Que bom saber que você vê o Japão através dos meus olhos. Hoje andando pelas ruas pensei nas suas sugestões. Já achei muitas coisas legais para fotografar.

Manoel,
que bom vc ter gostado do passeio pesquisa. Gostei muito do texto que estava no seu blog tb.

Mauj,
Sensacional. Vc é erudito e conhecedor da cultura japonesa. Já disse tudo o que eu ia dizer para o Wanderley e muito mais. Só teria a acrescentar o que vc já disse: de perto e conhecendo, cada templo é diferente do outro.

Vinícius,
Que bom vc gostar dos meus textos culturais. Bom vc falar isso porque às vezes fico em dúvida se coloco isso ou não. Se escrever muito sobre história, cultura pode ficar chato.

Bru,
O budismo já foi muito mais importante no Japão. AS pessoas só vão a templos por turismo ou em missas para os mortos.

Vane,
como chegou a esse blog? só por curiosidade. Já fui ver seu blog e gostei muito. Feliz aniversário.
Lisa Nunes disse…
Elisa querida..
Eu nunca comi um 'onabe', só se comi sem saber..(risos)

Adorei este passeio cultural por Tokio, que fotos interessantes, parece que estamos aí com você.
E esse simbolo mándi lembra muito aquele dos nazista, acho que qualquer pessoa que vê, mesmo em foto, toma um susto. A diferença é que este desenho (a suástica) está invertida.

Realmente Nezu Jinja é uma região muito bonita e arborizada.

Beijos e boa semana

P.S: A correria que falei semana passada, era no trabalho. Em função da conjuntivite, tinha muitas coisas pendentes.. mas agora já esta mais calmo. bjos
Vane Aguiar disse…
Um lugar mais lindo que outro...que vontade de conmhecer

Obrigada pelo carinho seu...amei seu recadinho!
Beijinhos

Vane
http://cabiveiseincabiveis.blogspot.com/
Oi Elisa, aqui é a Cristiane dos blogs Tô Doida e Brasileiros Doidos pelo Mundo.
Adorei seu blog, até porque eu tenho uma cunhada japonesa se não me engano de Tokyo, Setsuko, uma flor de lótus, aliás gostaria que ela educasse meu filho, rs. Adoro a sapiência oriental.
Bem, vou lendo aos poucos e já coloquei você lá no Brasileiros.
Bjks
Desabafando disse…
NUnca comi onabe não...rsrsrs...fica bom? tem receita?

Tem selinho pra vc no meu blog....
e estou com a receita dos biscoitos de fubá já pronta na geladeira, daqui a pouco vou assa-los...rsrsrs...
fabi disse…
Puxa Elisa! Que legal da sua parte citar meu blog, estou emocionada, você deve ser muito legal, uma dessas pessoas iluminadas que aparecem na vida da gente para tornar tudo melhor... Obrigada... Olha só, eu moro no sul do Brasil e não na Jordânia, apenas tirei um mês de férias por lá e quis dividir a experiência com outras pessoas...Esse onabe deve ser delicioso, vou tentar fazer um dia desses, que gostoso viajar com você e conhecer um País como o Japão beijos
Elisa, nunca comi onabe, mas com a fome que estou... Vou almoçar agora. Pelo que percebí você já entrou en contato com a Cristiane do Blog Tô Doida. Ela é super legal. Mais tarde venho ler aquí. Capricha, hein! rsrsrsrs! Beijos com muito carinho. Manoel.
Fabiano Mayrink disse…
Elisa esse seu onabe deve ficar muito gostozo, nunca comi gogumelos, nao sei que gosto tem, eu faço as vezes legumes e verduras assim com canjiquinha mais uso costelinha de porco frita... mais a sua com camaroes e peixe fica mais nutritiva conserteza, eu nao gostava de legumes, mais agora gosto muito!
Andrea disse…
Elisa como é o onabe ? é so cozinhar as verduras //??´

Legal os templos
ótima semana pra vc .]
Duh Franzen disse…
onabe?
É um prato facil de fazer?
Quem me dera ter comido deve ser uma delicia...rs
e esse post bastante cultural, amei

Bjos na alma
Duh Franzen
Oi querida,
primeiro lugar obrigada pelo charme irresistivel... e e' claro que ja somos amigas!!!
Como o blog mudou as nossas vidas, nao? E como vc diz, nao estamos nos nossos paises, e mesmo tendo amigos nao e' a mesma coisa que ir na casa da familia a hora que quiser e se espalhar o dia inteiro...

Quanto ao seu post, amei as fotos! Sabe que as verduras aqui na India deixam muitissimo a desejar. Depois de muito tempo desejando comer uma saladinha, uma amiga japonesa me deu esta semana algumas verdurinhas que ela traz a semente do Japao e planta em casa. Foi o alface mais doce que comi na vida! Delicia!
Tambem adoro visitar os templos dos lugares que conheco. Acho lindos e guardo muitas fotos. Fui a um em Toquio lindo, que nao me lembro o nome...
E tambem me assustei com esse simbolo meio nazi em todos os lugares aqui na India. Alivio quando descobri que nao era um pais admirador de Hittler! Rs.

Beijinhos e tudo de bom!
oi
eu nunca comi um onabi rs
então...foram as jogadoras do Brasil q nem deram um tchau, maior decepcçao rs
só a numero 4 q ainda falou c uma turminha, tirou fotos, mas as outras foram embora direto!!
bjokas
Bom disse…
Lisa,
Estava preocupada, que bom, a conjuntivite melhorou. Talvez vc tenha comido no restaurante japonês de Porto Alegre. É um panelão com verduras, carnes, peixes. É muito gostoso.

Vane,
Também gostei do seu blog, é muito bonito e aconchegante.

Desabafando,
me conta como ficou o biscoito?
já peguei o selinho, obrigada. é lindo, será Swarovsky?


Cristiane,
Somos doidos em vários aspectos. Nascemos num país tão bonito e friendly como o Brasil e estamos entocados em lugares tão frios e distantes. Doidas mesmo! rsrs Obrigada pela visita, vou ver o seu outro blog tb.

Fabi,
pensei que vc ainda morava na Jordânia. Mas que bom vc está no Brasil. Gostei tanto do que escreveu... posso transcrever no meu blog?
Bah disse…
Ahhhh tem esses toris enfileirados em Kyoto, em "Fushiminari", qdo puder ir para aquelas bandas, não deixe de passar por lá... Adorei as fotos!

Kisu!
Elisa no blog disse…
Manoel,
Vc tem que experimentar um onabe qualquer dia, é muito bom. Já fui ver os blogs da Cristiane, realmente ela é muito charmosa e legal. Obrigada pela bela dica.

Fabiano,
Nunca comeu cogumelos? eu adoro. especialmente fritar só com manteiga e comer com um pouquinho de sal. Faz bem de estar comendo mais legumes. Não se esqueça das verduras. Olha eu, já parecendo uma mãezona. é instinto.

Andréa,
pretendo responder em breve o que é onabe. os templos aqui são maravilhosos. venha conhecer um dia.

Duh,
O onabe é fácil de preparar. É só cortar as verduras e legumes, cortar as carnes ou peixes e frutos do mar, colocar na água fervente, temperar e só. Muito fácil e prático.

Patrícia,
sim, o blog mudou a minha vida, a nossa posso dizer, né? Se esparramar o dia todo só na casa da mãe ou da sogra, acho. rsrs
As verduras daqui, especialmente as orgânicas são de ótima qualidade, além de muito gostosas e bonitas.
Na Índia tem o símbolo mandi em templos hinduístas ou budistas?

Dea,
agora no inverno é a chance de vc comer onabe. pretendo postar a respeito em breve.

Bah,
já fui a Fushimi Inari há muito tempo. Lá é realmente impressionante.
Nossa, muito lindo, me ajudou bastante no meu trabalho de colégio. Parabéns! Pessoal sigam meu blog tambm, q esta apenas começando... http://pensamentos-de-girls.blogsport.com/

Postagens mais visitadas