Senhora japonesa da floricultura






Bem perto da minha casa em Yokohama, Japão no bairro de Honmoku existe uma floricultura muito antiga. Essa senhora da foto trabalha ali.
Na foto, ela está carrengando a porta. Não sei se para abrir ou fechar a sua floricultura.
Quando ela está sem a porta, ela é tão curvadinha que anda com a cara totalmente voltada para o chão. Imagino que ela tenha entre 85 e 90 e poucos anos de idade. Trabalha sozinha. Sua lojinha parece um barraco de favela e tem apenas cerca de 2 metros de fachada. Imagine que quando está de pé, as costas ficam totalmente curvadas para a frente.

Durante muito tempo venho observando, mas nunca tive coragem de falar com ela, comprar flores ou tirar mais fotos.
Para muitos japoneses, o trabalho é o valor maior e mais importante de suas vidas. Não digo para todos, porque a maioria quer mais se aposentar e viver tranquilamente (merecidamente). Mas tem alguns teimosos que trabalham até morrer. Morrem trabalhando. Ou como no caso dessa senhora, trabalham para não morrer. Acredito que se não trabalhasse, estaria bem mais fraquinha há muito tempo.

Sempre me comovia pelo contraste: ela vende flores no auge da vida e da beleza e ela mesma está claramente chegando ao fim da vida. Contrasta também o seu barraco, porque este é um bairro cheio de casas novas e bonitas e outras antigas e imponentes.

Essa lojinha fica na mesma rua do Correio. Sempre passo por lá e ultimamente, está sempre fechada. Fico a imaginar se ela está doente ou se morreu. Fico muito triste que ela não esteja mais lá. Tenho a esperança de que volte a abrir a floricultura. Da próxima vez quero ter coragem de comprar umas flores lá.



Comentários

J.R disse…
Caramba! Adorei este texto.

Gosto dessas observações...


ótimo FDS..

bjs!
Mari disse…
Geralmente as velhinhas sao bem curvadinhas pra frente,pq sera?
Tinha uma butio san da fabrica q eu trabalhei tbem era assim e depois do nada ela começou a andar curvada pra tras,muitos trabalham ate morrer
tinha outra q trabalhava na faxina e morreu atropelada por um onibus,pq ela nao olhava muito onde andava de tanto q era curvada pra frente
Coitada delas

Espero q essa senhorinha apareça pra pelo menos vc comprar uma unica vez uma flor dela
Bom fds
Bjos
Desabafando disse…
Puxa, e o que será que aconteceu com ela? fiquei curiosa...mas não perca a próxima oportunidade de conhece-la e descobrir mais sobre a história dela, talvez nem seja nada do que vc imagina né? E talvez ela seja muito mais feliz do que vc pensa.

Descubra e depois conte pra gente..rsrsrs...
andreia inoue disse…
ola elisa,adorei esse post amiga,adoro essas cenas do cotidiano e essas historias tao lindas e singelas,
por aqui tambem tem tantos velhinhos que trabalham tanto,e ficava me perguntando o pq,ja q sao aposentados,pq nao ficam apenas curtindo o resto de vida q lhes resta,ai vc veio com esse post e matou a questao,muitos com certeza trabalham mesmo para "viver", pq se nao fosse isso com certeza ficariam debilitados bem mais rapidos.
um beijaoooo.
Anônimo disse…
Minha querida
Onde andará a velhinha das flôres ? Quem sabe terá virado uma flôr e entre outras está ornamentando o céu?
O clima aqui em Resende enlouqueceu; muita chuva, calôr sufocante e oscilações bruscas de temperatura. Os velhos (tenho 74 anos ) e as crianças sofrem. Me mudei do Rio para cá em 2001 e não tinha visto ainda nada igual.
Acho que esta reunião na Dinamarca não dará em nada. Na verdade, os poderosos já estão armando estratégias para manter seus privilégios e sobreviver a qualquer catástrofe climática. O resto das pessoas que se danem. Aliás, penso que gostarão se 2/3 da população do mundo desaparecer de forma natural e barata. Claro que nunca admitirão publicamente. Suas atitudes serão sempre de consternação e falsa solidariedade.
Desculpe a sinceridade mas a esta altura da vida não tenho ilusões.
Aos poucos vou lendo seus posts mais antigos e cada vez te admiro mais.
Acho que São Pedro resolveu sacanear todo mundo. Ele que sacaneie os responsáveis pelas mudanças no planeta. Como química sei desde a década de 60 que fatalmente tudo isso aconteceria
Já falei demais hoje.Perdão se exagerei. Beijinhos meu anjo. Lenora de Resende.
Bom disse…
JR,
de qual observação vc gostou?
também gosto muito dos seus textos.
acho interessante que as vezes até escrevemos sobre assuntos parecidos quase no mesmo dia. será algo parecido com a menstruação das mulheres? conhece essa história?

MARI,
o assunto é triste, mas eu fiquei com vontade de rir, desculpe. vc me faz rir.
sei lá, acho que é o seu jeito de contar.
Carolina Arêas disse…
Vou torcer oara que a lojinha reabra e você possa compra ao menos uma rosa com a senhorinha!
Desabafando disse…
Amiga, tem selinho pra vc no meu blog...rsrs
Vc sabe que vejo muitos velhinhos ainda trabalhando. Uma vez eu perguntei a um grupinho deles o que sentiam ao trabalhar.
Eles responderam: nos sentimos úteis e atuantes na sociedade. Porque só o que é velho e sem uso fica encostado pegando poeira.
Trabalham por amor, por ter vida. Achei isso tão profundo... e parei para refletir. Eu mesmo muitas vezes vou xingando trabalhar rs... aprendi uma lição com eles.
Beijos e boa semana
Elisa, isso me fez lembrar do meu odichan que tinha quase 90 anos e ainda tinha saúde pra fazer caminhada diurna, fazer compras e dar bronca nos netos rs. E de sobra ainda plantava legumes e verduras, junto com minha obachan (que depois do nada começou a sofrer de demencia, tadinha). Eles falavam que "enquanto estamos com saude, dá pra levar, melhor do que ficar parado".
Espero que a velhinha da floricultura reabra a loja. Quem sabe um dia menos dia você aparece pra comprar uma flor?
Beijos!
Maria Lúcia disse…
Oi Elisa! Que post interessante. Emocionou-me!
Tomara que ela volte, vc passe lá, converse com ela, compre flores e nos conte!
Beijos!
Sim os copos são de chocolate, e quando os recheio de licor de marmelo e pera, ficam de morrer, mas se se lhe puser também, tipo musse, ou creme, ficam ainda melhores.......
Huuuuummmmm
Teresa Carneiro disse…
oi elisa....estava com saudades de vir aqui...mas no fim da ano trabalhamos dobrado em escola...uma loucura....fiquei curiosa com o desfecho dessa historia...depois nos conte o que aconteceu...bjs
Amy disse…
É como dizem, o trabalho dignifica o ser. Essa senhora com toda a sua humildade merece muito mais respeito e admiração do que qualquer pessoa por aí. Ela deve ser uma pessoa muito batalhadora,e espero que esteja bem.
Teórico disse…
Respondendo a pergunta da Mari, sobre pq as velhinhas são curvadinhas. É pq a curvatura da coluna cervical se alonga com o passar dos anos... é normal.


Mas sobre o post... fico aqui agora imaginando pq a loja está fechada... vai lá e se encontrá-la, converse, tire fotos...

beijos
Gesiane disse…
Exemplos como desta senhora é que o mundo e principalmente a juventude precisa!!!

Espero que esteja tudo bem com ela, e vai sim amiga comprar algo lá... tenho certeza que valerá muito mais que os ¥ que vc gastar!!!

Beijão
Elisa no blog disse…
MARI,
Tem resposta para vc do Teórico que é médico.

DESABAFANDO,
quem sabe ela não esteja curtindo umas férias?

ANDREIA,
Dizem que os japoneses trabalham tanto porque:
O Japão assim como a Europa, EUA são lugares frios. Se a pessoa não trabalhar muito, não teria nada para comer no inverno. Isso criou a cultura de traabalhar muito para ter um teto e comida no frio. Foi assim por séculos e isso teria tido influência na cultura. Já nos países quentes, a natureza é generosa, pode se comer frutos, dormir ao relento que ninguém morre de frio. Mas é claro que tem gente que trabalha muito tb em países frios.
Fernanda Reali disse…
Lindo post, adorei!

Vamos imaginar que ela está visitando parentes, por isso não abriu a loja. Tomara que seja isso!

Meu blog BBB está começando agora e estou aceitando posts. Aqui:

http://bigviciobbb.blogspot.com/

Bjs
Isis disse…
Adorei ler o teu post, mas fiquei com pena da tal senhora japonesa...
Como eu gostava de ir ao Japão!! Se fosse, talvez passasse pela lojiha dela e lhe comprasse uma flor.
Não esqueças de terminar a história.
Gostaria muito de saber o que aconteceu com ela
Liciane disse…
Ai Elisa, tomara a Deus que ela esteja bem, tadinha.
Compra flores amiga! Leva uma alegriazinha pra ela.
Eu morro de pena de velhinhos... chega me doer.

Manda notícias.
Beijos, tenha uma ótima semana!
Liciane disse…
ah! eu sempre esqueço de dizer, aquele selinho é seu sim!! está linkado no seu blog.
Beijos :)
Que fofa que é vc!!! Imagina quem iria notar numa senhora que está com a "vendinha" fechada há dias??? Muito menos de perceber que ela vende um pouco de vida nos momentos finais da vida. Não digo que só vc pq conheço algumas pessoas de igual sensibilidade à sua para enxergar ao redor. É que meu olhar jornalístico biográfico já quer sugerir a vc um bate-papo com essa senhora e que vc publique, aqui, uma espécie de matéria biográfica. Quantos anos ela tem? Como começou a vender flores? Têm filhos? Se sim, porque não a ajudam na loja? É casada? Como é o lugar onde mora? Onde compra essas flores? Que são seus clientes? O que ganha dá para sobreviver? Adoro conhecer a história de´pessoas anônimas. Espero que esteja td bem com ela para podermos saber um pouco mais. Bjs
Elisa no blog disse…
Lorena,
que bonito o que vc escreveu. que ela se tornou uma flor para adornar o céu. é por isso que estou insistindo para vc ter um blog. queremos ler mais o que escreve. vc escreve muito bem.

CAROLINA,
espero que sim, que ela reabra a lojinha.

DESABAFANDO,
obrigada, já passei por lá.

MAUJ,
Trabalham para não ficar pegando pó. bonito isso. Aqui tem muitos velhinhos que trabalham. Dá ânimo pra gente né?

KIYOMI,
lendo o que escreveu, me lembrei dos meus avós no Brasil. eram assim tb, só que não davam bronca na gente. rsrs e morreram sem perder a memória. Muito legal. Plantavam de tudo no terreninho ao lado da casa.

MARIA LÚCIA,
Fico contente com seu comentário. Não espeva que alguém se emocionasse lendo meu texto. Bondade sua.
Elisa no blog disse…
Sónia,
Hummmmm digo eu, que loucura de delicioso parece esse copo de chocolate! estou devendo foto do feijão azuki. Prometo comprar e postar.

TERESA,
que saudade de vc, que bom saber que está bem e trabalhando muito. apareça mais nas férias.

AMY,
Para mim também ela pareceu uma pessoa muito batalhadora. Vc é muito inteligente porque soube captar tudo isso no meu texto.

TEÓRICO,
Como assim? Li, reli mas não entendi. A curvatura se alonga? Como assim? Por causa da gravidade? Os músculos se alongam? Por que tem tantos japoneses curvados e poucos ocidentais?

GESIANE,
gostei do que escreveu. Se ela voltar pretendo comprar flores lá.

FERNANDA,
gostei da perspectiva otimista que vc apresenta. Espero que seja isso.
sou fã, vou ver seu blog do BBB sim. Obrigada pelo link.

LICIANE,
então era para mim mesma o selinho, oba, fiquei contente.
Eu tb fico compadecida com os idosos. Então temos isso em comum querida.

LUCIANA,
puxa, pensei que todo mundo reparasse nessas coisas. Para mim é normal. Afinal, é tão poético e belo. Salta aos olhos. Vou anotar as perguntas jornalísticas. Obrigada pelos toques. Serão úteis para posts futuros tb, já que não tenho cabeça nem formação de jornalista.
Andrea disse…
Elisa ,tomara que ela apareça pra vc compar flores .

Ótima semana pra vc


Beijão
Gostei das reflexões que adviram da lojinha de flores dela...espero que seja o que tiver acontecido com ela, que tenha sido o melhor e que ela esteja bem....

Qd vc quiser fazer algo, e não tiver coragem, lembre-se dela, as vezes o tempo passa e muda as coisas e não podemos mais fazê-las...talvez a história dela tenha te alertado isso,...agente tem um baita medo de viver neh? E isso claro serve pra mim tb q sou cagona hahaha

Miquilis Garotinhaaa
Bru
Fabiano Mayrink disse…
Elisa que triste historia uma senhora batalhadora mesmo com um lugar humilde vende o simbolo da beleza e alegria, flores, mesmo sendo tao velhinha pude perceber o quando ela é animada e ate forte, é meio estranho mais sera que nao da pra perguntar nas redondezas o pq da porta fechada...

abraços
Thera disse…
olá,amiga...
parabens por seu blog é demais...amei tudo!!!mas essa senhora curvadinha...se eu estivesse em seu lugar já teria investigado e saber o que aconteceu?mas mesmo assim parabens pela matéria...vamos torcer pelo melhor!!!
NAMASTE!!!
Elisa...
Voce contou a história da velhinha de maneira encantadora!
Fez uma homenagem, talvez até sem querer, a um pessoa que provavelmente tenha estado invisível a maioria que passava em frente a floricultura.
Nossos olhos procuram beleza e juventude, talvez uma forma de se proteger do que é inevitável.
Agora quem tem que pedir desculpas pela ausência sou eu.
Estava arrumando meus novos blogs.
Algumas pessoas reclamaram que meu blog está muito pesado, então,resolví "fatiá-lo" por temas...rsrsr
Quando eu terminar de arrumá-los te aviso,ok?
Seus confeitos estão maravilhosos,que mão hein mulher! Parabéns.
Bem,agora eu vou porque tem uma pizza me esperando.
Beijos...
Mônica disse…
Conte mais sobre a velhinha da floricultura. Voce foi outra vez ver se ela está doente?
Eu fiquei com uma peninha dela sozinha.
Com carinho Monica
Aninha Leme disse…
ow meus deus, que senhorinha mais fofa!

espero que ela fique bem.

besos
Elisa no blog disse…
ANDREA,
Eu poderia ter tido coragem.

FAROFAS,
Muito sábio o que vc falou. Devia ter tido mais coragem. Pensarei nisso da próxima vez que ficar em dúvida.

FABIANO,
seu comentário é muito bonito e sensível.
Vou perguntar nas redondezas.

THERA,
fiquei muito contente com o seu elogio. Volte sempre.

PODEROSA,
Fiquei contente que tenha compreendido tão bem o que eu quis escrever. A pizza estava boa?

MÔNICA,
Também fiquei comovida com ela. sempre via essa velhinha trabalhando.

ANINHA,
Existem muitos velhinhos fofos por aqui.
Bleeding_Angel disse…
Elisa q texto bonito!
Ando meio ausente por problemas de saude e qndo venho pra net, fiko respondendo aos comentarios da Cela e mtas vzs fiko em falta com os amigos. Soh qro deixar claro q sempre passo pelos blogs de vcs, jah tinha lido esta materia, soh naum comento as vzs pq se naum for pra deixar um comentario decente, nem chego perto.
E esse post de fato me comoveu e me deixou com uma certa curiosidade.
Sera q essa senhora das flores resolveu descansar ou... descansar literalmente???
Seja como for, qndo souber, nos conte mais sobre sua historia e, se por ventura, voltar a encontra-la tente descobrir mais sobre ela.
Fikei fascinado com o post.
Bjos meu anjo e um otimo fds pra ti!

Postagens mais visitadas