Pular para o conteúdo principal

Gazpacho e yoi-mati-gussá

Aninha, desculpe a demora. Hoje vou dar a receita de gazpacho. Mudei a quantidade de ingredientes e achei que ficou mais gostoso.

Mas aqui vai uma receita normal também. Clique no aqui é você verá.

Ingredientes:
meia cenoura
1 pepino japonês daqueles fininhos
meio tomate
meia fatia de pão de forma sem casca
uma colher de sobremesa de cebola (bem pouco, senão fica ardido)
1 colher de sopa de pimentão verde
1 copo de água
Azeite, sal, vinagre a gosto
Modo de preparo:
coloque tudo no liquidificador e bata até formar um creme




Essa foto tirei hoje às 6 da manhã. De noite ela é branca, mas de manhã vai ficando rosada até fechar.


Tem coisas que não falei sobre o yoi, essa flor. Depois que começa a dar, parece pipoca. Todas as noites dá flores durante o verão todo, ou melhor, enquanto estiver quente.


Uma flor sozinha não é tão bonita, o bonito é ver muitas abertas de uma vez.

No hemisfério norte, porque tem a Miuíka de Portugal lendo este blog, o yoi dá de julho a no máximo setembro. Outubro já fica frio demais. Já no Brasil, pelo que me lembre, começa a dar em novembro, dezembro e vai até abril, maio.

Teve uma pessoa do Brasil que me pediu as sementes. Alguém mais quer? Gostaria de dar para as 5 primeiras pessoas que pedirem. Porém só poderei enviar em setembro quando as sementes secarem.


Comentários

Angela disse…
Olá,
Hummmmmmm, essa receita deu água na boca. Vou fazer e depois te conto.
Bom final de semana.

Bjs
Mônica disse…
Elisa, a mamae vai querer! Vou plantar aqui em casa no interior.
E ela vai adorar o presente!

Voce recebeu meu email? eu respondi no que Andrea me enviou.

A Tonha prometeu fazer o bolo nega Maluca!
E hoje vou paserar na roça de minha amiga.
Com carinho Monica
Desabafando disse…
legal a receita de gaspacho...bom fim de semana!
Andrea disse…
Elisa ,eu quero sim a semente da flor ,mas a Mônica já pediu e vai ser pra mesma casa .
ontem fui com minha mãe no restaurante que te falei o Ah BOm !!!comemos macarron (aquele doce frances ) e eu comi um folhado de maça ,tudo super gostoso !! pena que esqueci de levar a maquina iafotorgrafar pra te mostrar .
Hoje vou fazer a gelatina colorida que vc fez ,só que ligth ,depois te conto como ficou
CANTO EN FLOR disse…
Elissa querida, gracias por la receta y por la linda flor de maravilla, por aquí así la conocemos; maravilla por los colores que cambian desde que brotan hasta que se secan, me pregunto serán de la misma especie?
Un beso con cariño!
Aninha Leme disse…
oiiiiiiiiiiii
Elisa, eu quero as sementes!! se você puder enviar, eu ficaria muito feliz!
adorei a receita, vou fazê-la amanhã mesmo!
beijossssssss
CANTO EN FLOR disse…
Respondo a tu pregunta por aquí...
Y respiro de tu boca, esa flor de maravilla...
Claro que la conozco, ha estado presente toda mi vida.
Mi madre las cultivaba en todos los colores y curiosamente al estar tan juntas unas de otras, se confunden sus colores y se mezclan en los pétalos.
Veré si consigo semillas para sembrarlas y te enviaré algunas fotos, sólo dame un poco de tiempo.
Un abrazo muy fuerte y muchas gracias!

Postagens mais visitadas deste blog

7. Guêr ou ger, tenda-vivenda da Mongolia

Hoje vou mostrar como se monta uma tenda ou casa mongol. Ela se chama ger (guêr). Construir o ger fazia parte desta nossa viagem.
Na época que eu fui a temperatura estava entre 10 a 15 graus de manhã e a noite. Durante o dia estava entre 20 e 25 graus. Foi agradável e deu para fugir um pouco desse calor infernal que está fazendo no Japão esse ano.
Primeiro coloca-se a porta e estrutura da parede.
Em seguinda monta-se o pilar central dentro do ger. Colocam a base do teto. Olhem que gracinha esse menino no centro da foto.
Não sei se esse garotinho queria ajudar ou brincar, mas lá estava ele escalando a grade.
O esqueleto do ger é coberto com pano e cobertor de lã de camelo.
Cobrem o teto e paredes com tecidos grossos para proteger do frio. O menino ainda está lá.







Cobrem com o tecido branco característico de todos os gers. Meu filho quando pequeno também era assim, queria ajudar em tudo. Aliás, ele ajudou muito para fazer esse ger. E gostou da experiência.
Fiquei refletindo. Nós das cidades quando const…

8. Mongolia: roupas e comida

Hoje vou falar da roupa e comida da Mongólia.
Eu sei que Mongólia tem acento. Mas no título não coloquei de propósito porque assim, podem fazer um hit em inglês e pelo menos poderão ver as fotos. Já com acento acho que não aparecerá nas buscas em inglês.
A roupa que as mulheres estão usando se chama dêr. É longo, quentinho, protege bem do frio.
Com essa roupa as mulheres podem se afastam um pouco do ger (tendas) e vão fazer xixi. Elas se agacham e o dêr cobre tudo. Muito prático. Dá até para andar a cavalo.

A roupa típica dos nômades para homens também se chama dêr. O Dêr dos homens não é estampado como das mulheres. Esses dois homens, o do centro e do lado esquerdo usam dêr cinza com faixas coloridas. O homem da foto abaixo usa dêr azul. Na cabeça usam boné ou chapéu tipo ocidental. Eu acho que chapéu e bonê não combinam com o dêr. Mas o chapéu típico é assim: Imagine a metade de um coco. Em cima do coco, bem no meio fica um chifre comprido com uma bolinha na ponta. É meio esquisito, acho que por i…

Verduras no vapor

Ultimamente tenho usado essa cuscuzeira para cozinhar verduras e legumes. No vapor. Sempre achei que demorava muito para fazer batatas cozidas. Leva todo o tempo de esquentar a água. No vapor vai muito mais rápido. Depois da batata, experimentei cozinhar abóbora como na foto. Deu certo com vagem, espinafre (horensô), batata doce, quiabo, aspargos, etc.
É mais rápido, ecológico e as verduras ficam mais gostosas. Acho que perdem menos nutrientes porque eles não vão embora junto com a água do cozimento. Adoro soluções assim, boas em muitos sentidos.
Comprei essa cuscuzeira em São Paulo. Vc pode encontrar em casas do norte, que são lojas de produtos do nordeste. Lá no nordeste essa panela é muito usada para fazer cuscuz.
No começo eu só usava para fazer cuscuz. Hoje uso também para cozinhar verduras no vapor.